Abolibe Forte

Para que serve Abolibe Forte

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


APROVADO EM 16-11-2006 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Abolibe Forte 40 mg/ml Solução oral
Extracto de Ginkgo biloba


Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento.
- Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
- Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
- Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento pode
ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
- Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:
1. O que é Abolibe Forte e para que é utilizado
2. Antes de tomar Abolibe Forte
3. Como tomar Abolibe Forte
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Abolibe Forte
6. Outras informações


O QUE É Abolibe Forte E PARA QUE É UTILIZADO

Grupo Farmacoterapêutico: 2.13.1 - Sistema nervoso Central. Outros medicamentos com
acção no sistema nervoso. Medicamentos utilizados no tratamento sintomático das
alterações das funções cognitivas.

Abolibe Forte está indicado no tratamento da demência ligeira a moderada.


ANTES DE TOMAR Abolibe Forte

Não utilize Abolibe Forte
- Se tem alergia (hipersensibilidade) à substância activa ou a qualquer ou a qualquer outro
componente de Abolibe Forte.

Tome especial cuidado com Abolibe Forte
- Se tiver hipertensão arteria1, o Abolibe Forte isoladamente não controla a tensão
arterial.

Tomar Abolibe Forte com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente
outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica. APROVADO EM 16-11-2006 INFARMED O Ginkgo biloba interage com anticoagulantes, anticonvulsionantes, substâncias
antiplaquetárias, buspirona, diltiazem, insulina, heparinas de baixo peso molecular,
inibidores da monoamina oxidase, nicardipina, nifedipina, anti-inflamatórios não
esteróides, papaverina, inibidores selectivos da recaptação de serotonina, hipericão,
diuréticos tiazídicos, agentes trombolíticos e trazodona.

Tomar Abolibe Forte com alimentos e bebidas
O Abolibe Forte deve ser tomado com água.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
Não foi ainda determinada a segurança do Abolibe Forte durante a gravidez.

Condução de veículos e utilização de máquinas
A toma de Abolibe Forte não afecta a capacidade de conduzir veículos e utilizar
máquinas.

Informações importantes sobre alguns componentes de Abolibe Forte
Abolibe Forte contém pequenas quantidades de etanol (álcool), inferiores a 100 mg por
dose.
Abolibe Forte contém sacarina sódica.


COMO TOMAR Abolibe Forte

Tomar Abolibe Forte sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu
médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
A dose habitual é 1 ml três vezes por dia ou 3 ml duas vezes por dia, diluído em meio
copo de água.
1 ml é equivalente a 40 mg de extracto puro de Ginkgo biloba e corresponde a 30 gotas.
Abolibe Forte deve ser administrado de preferência às refeições.

Modo e via de administração:
Administrar por via oral.
Diluir as gotas em meio copo de água.
Para contagem das gotas o frasco deverá ser colocado na vertical.

Se tomar mais Abolibe Forte do que deveria
Não estão descritos quaisquer casos de intoxicação com o produto.

Caso se tenha esquecido de tomar Abolibe Forte
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Quando tal acontecer, deve recomeçar o tratamento logo que se lembre e informar o seu
médico do sucedido.

Se parar de tomar Abolibe Forte APROVADO EM 16-11-2006 INFARMED Não se aplica.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico
ou farmacêutico.

EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS

Como os demais medicamentos, Abolibe Forte pode causar efeitos secundários em
algumas pessoas.

Abolibe Forte é geralmente bem tolerado. Podem contudo, surgir queixas
gastrointestinais (náuseas) ou muito raramente alterações da pele (cutâneas) e dores de
cabeça (cefaleias).

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.


COMO CONSERVAR Abolibe Forte

Não conservar acima de 25ºC.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Abolibe Forte após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e no
rótulo do frasco a seguir a “VAL”. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês
indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.


OUTRAS INFORMAÇÕES Qual a composição de Abolibe Forte

A substância activa é o extracto de Gingko biloba. Cada ml de solução oral contém 40
mg de Extracto de Ginkgo biloba.

Os outros componentes são:
Essência de limão,
Essência de laranja,
Etanol 96%,
Sacarina sódica,
Água purificada. APROVADO EM 16-11-2006 INFARMED
Qual o aspecto de Abolibe Forte e conteúdo da embalagem

Abolibe Forte apresenta-se na forma farmacêutica de solução oral, acondicionado em
frascos conta-gotas de vidro castanho, com um dispositivo doseador e tampa inviolável
branca.

Abolibe Forte apresenta-se em embalagens com 1 Frasco conta-gotas, com 50 ml de
solução oral.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

SIDEFARMA - Sociedade Industrial de Expansão Farmacêutica, S.A.
Rua da Guiné, 26
2689-514 Prior Velho
Portugal

Medicamento sujeito a receita médica

Este folheto foi aprovado pela última vez em



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Demência: Deterioração irreversível e crônica das funções intelectuais de uma pessoa.
  2. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.

Síguenos

X