Caladryl

Para que serve Caladryl

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


APROVADO EM 03-12-2009 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Caladryl 10 mg/g + 80 mg/g + 1 mg/g Creme
Difenidramina + Óxido de Zinco + Cânfora

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.
Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessário
utilizar Caladryl com precaução para obter os devidos resultados.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas após 5 dias, consulte o seu médico.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:
1. O que é Caladryl e para que é utilizado.
2. Antes de utilizar Caladryl.
3. Como utilizar Caladryl.
4. Efeitos secundários possíveis.
5. Como conservar Caladryl.
6. Outras informações.


O que é Caladryl e para que é utilizado

Caladryl pertence ao grupo farmacoterapêutico: 13.8.2 Medicamentos usados em
afecções cutâneas. Outros medicamentos usados em dermatologia. Anestésicos locais e
antipruriginosos.

Caladryl é utilizado para:
Acalmar e aliviar irritações da pele associadas a urticária, dermatites de contacto, outras
afecções ligeiras da pele (líquens, fogagens), picadas de insectos e queimaduras de sol.


Antes de utilizar Caladryl

Não utilize Caladryl

- Se tem alergia (hipersensibilidade) à difenidramina ou a qualquer outro componente de
Caladryl.
- Sobre a pele empolada ou membranas mucosas.
- Nas zonas esfoladas a não ser quando sugerido pelo médico.
- Se estiver a utilizar ou tomar qualquer outro medicamento contendo Difenidramina ou
antihistamínicos
Caladryl é contra-indicado em crianças menores de 12 anos de idade.
APROVADO EM 03-12-2009 INFARMED Tome especial cuidado com Caladryl

- Não aplique Caladryl em zonas extensas da pele
- Evite o contacto com os olhos
Após a aplicação de Caladryl deve-se evitar a exposição ao sol, devido à possível reacção
de fotossensibilidade. Neste caso, a área afectada pode piorar.
Caladryl contém cânfora, por isso, pode ser prejudicial se ingerido.
A cânfora não pode ser aplicada nas narinas de crianças mesmo em pequenas
quantidades, pois pode causar colapso imediato.

Informe a um médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como dermatite de
contacto, reacções fotoalérgicas (alergia causada pela exposição à luz solar), secura na
boca, insónia, tremores e/ou irritabilidade. Na ocorrência de erupções na pele e sensação
de queimadura ou reacções indesejáveis que possam ser eventualmente atribuídas ao
tratamento, suspenda o medicamento, lave a área com água e sabão e comunique a um
médico

Ao utilizar Caladryl com outros medicamentos

Não deve utilizar qualquer outro medicamento contendo Difenidramina ou outro
antihistamínico, enquanto usar o Caladryl.

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente
outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Gravidez e aleitamento

Se está grávida ou a amamentar, só deve utilizar Caladryl sob indicação médica.

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

A Cânfora é embriotóxica e abortiva.

Informe a um médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu
término.

Condução de veículos e utilização de máquinas

O efeito de Caladryl sobre a condução ou utilização de máquinas não foi estudado.

Informações importantes sobre alguns componentes de Caladryl

Caladryl contêm propilenoglicol e para-hidroxibenzoato de propilo. Pode causar irritação
cutânea e reacções alérgicas (possivelmente retardadas).
APROVADO EM 03-12-2009 INFARMED Caladryl contêm álcool cetoestearílico, que pode causar reacções cutâneas locais (por
exemplo dermatite de contacto).


Como utilizar Caladryl Uso cutâneo.

Caladryl não deve ser ingerido.

Caso tenha sido receitado pelo seu médico, utilizar Caladryl sempre de acordo com as
indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Aplicar localmente sobre a região afectada, três ou quatro vezes por dia.

Antes de cada aplicação, limpar a zona da pele afectada com água e sabão e seque.
Caladryl deve ser aplicado suavemente sobre a pele.

Caladryl não deve ser utilizado em áreas extensas da pele ou por mais de 7 dias, excepto
sob orientação médica.

Se utilizar mais Caladryl do que deveria

Em caso de ingestão acidental ou absorção excessiva de Caladryl podem ocorrer sinais de
toxicidade à Difenidramina, que incluem sonolência e sedação, com prevalência de
sintomas anti-colinérgicos. A cânfora pode produzir náuseas, vómitos e tonturas. Com
doses elevadas, podem ocorrer delírio e estado de coma, ataxia, aumento de reflexos
musculares e convulsões espásmicas.

Tratamento:
Deve proceder-se ao esvaziamento do estômago por indução do vómito ou por lavagem
gástrica cuidadosa. Em casos de envenenamento agudo deve utilizar-se carvão activado.
Pode ser administrado um purgante de sulfato de sódio. As convulsões podem ser
controladas com diazepam ou tiopentona de sódio.
Em caso de envenenamento por cânfora pode utilizar-se hemodiálise lipídica ou resina de
hemoperfusão.

Aconselha-se o utente a comunicar ao médico ou farmacêutico os efeitos indesejáveis
detectados que não constem deste folheto.


Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, Caladryl pode causar efeitos secundários, no entanto estes
não se manifestam em todas as pessoas.
APROVADO EM 03-12-2009 INFARMED Sensação de queimadura ou rash cutâneo. Outras reações adversas que podem ocorrer
são: dermatite de contacto, reacções fotoalérgicas e eczemas. Também podem ocorrer
sintomas anticolinérgicos, tais como: secura na boca, insónia, tremores e/ou irritabilidade.


Como conservar Caladryl

Conservar a temperatura inferior a 25ºC.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Caladryl após o prazo de validade impresso na bisnaga e na embalagem
exterior. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.


Outras informações Qual a composição de Caladryl

As substâncias activas são: difenidramina, óxido de zinco e cânfora. Cada grama de
creme contém 10 mg de cloridrato de difenidramina, 80 mg de óxido de zinco e 1 mg de
cânfora.
Os outros componentes são: ceresina branca, álcool cetoestearílico (lanette 0),
monoestearato de sorbitano, para-hidroxibenzoato de propilo, óxido de ferro amarelo
(E172), óxido de ferro vermelho (E172), perfume B8412, polissorbato 60, propilenoglicol
e água purificada.

Qual o aspecto de Caladryl e conteúdo da embalagem

Caladryl apresenta-se na forma de creme e em embalagens de 30 g.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Chefaro Portuguesa – Distribuição de Produtos Farmacêuticos, Unipessoal Lda.
Av. Tomás Ribeiro, nº 43
Edifício Neopark
Bloco 1 – 3ºC
2795-574 Carnaxide
Portugal


APROVADO EM 03-12-2009 INFARMED
Fabricante

Sofarimex - Ind. Química e Farmacêutica, Lda
Av. Indústrias - Alto do Colaride - Agualva - Cacém
2735 - 213 Cacém
Portugal

Este folheto foi aprovado pela última vez em:


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Delírio: Alteração aguda da consciência ou da lucidez mental, provocado por uma causa orgânica.
  2. Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
  3. Eczema: Doença da pele caracterizada pelo surgimento de lesões generalizadas sob forma de placas, manchas ou bolhas, devido a uma reação por contato local ou por ação de uma agressão sistêmica.
  4. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  5. Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
  6. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X