Caltrate

Para que serve Caltrate

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


APROVADO EM 18-11-

10 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO

: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Caltrate 600mg/400 UI, comprimido revestido Cálcio e Colecalciferol Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.

Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler. Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico. Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento pode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas. Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detector quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico. Neste folheto: 1. O que é Caltrate e para que é utilizado 2. Antes de tomar Caltrate 3. Como tomar Caltrate 4 Efeitos secundários possíveis 5. Como conserver Caltrate 6. Outras informações

O QUE É Caltrate E PARA QUE É UTILIZADO E

ste medicamento contém duas substâncias activas, o cálcio e a vitamina D3. O cálcio é um constituinte importante dos ossos e a vitamina D3 ajuda o cálcio a ser absorvido pelo intestino e a depositar-se nos ossos). É utilizado: Na correcção de carências de cálcio e vitamina D em idosos. Em associação com o tratamento para a osteoporose, quando os teores de cálcio e vitamina D são muito baixos ou quando existe um risco elevado de serem demasiado baixos.

ANTES DE TOMAR Caltrate N?

?o tome Caltrate Se tem alergia (hipersensibilidade) ao cálcio, à vitamina D ou a qualquer outro componente de Caltrate (em particular ao óleo de soja ou ao amendoim) (ver secção 6). Se têm um nível anormalmente elevado de cálcio no sangue (hipercalcémia) e/ou uma excessiva perda de cálcio na urina (hipercalciúria). Se sofre de situações que possam conduzir a hipercalcémia e/ou hipercalciúria (como por ex: hiperactividade das glândulas paratiroideias, uma doença da medula óssea (mieloma), tumor ósseo maligno (metastases ósseas)). Se sofre de insuficiência renal. Se tem pedras nos rins (litiase cálcica) ou depósitos de cálcio nos rins (nefrocalcinose). Se sofre de um excessivo aporte de vitamina D (hipervitaminose D). APROVADO EM 18-11-

10 INFARMED T

ome especial cuidado com Caltrate D Em caso de tratamento prolongado com Caltrate Vitamina D3, a quantidade de cálcio no sangue (calcémia) deve ser regularmente vigiada. Esta monitorização é particularmente importante nos idosos e quando o tratamento é simultâneo com a toma de glicosídeos cardíacos (por ex: digoxina) ou diuréticos. Dependendo dos resultados o seu médico pode decidir reduzir ou mesmo interromper o tratamento. Deve tomar o comprimido com um copo de água grande (200 ml). Se tem mais de 65 anos ou tem dificuldade em engolir, deve partir o comprimido em duas metades e tomá-las com um copo de água grande (200 ml). Antes de tomar Caltrate informe o seu médico ou farmacêutico: Se teve pedras nos rins. Se sofre de uma doença imune (sarcoidose), uma vez que o teor de cálcio na urina e no sangue deve ser verificado. Se se encontra imobilizado e sofre de redução da massa óssea (osteoporose). Este facto pode aumentar muito o teor de cálcio no sangue, podendo provocar efeitos secundários.

Se está a tomar outros medicamentos contendo vitamina D3 ou cálcio. Este facto pode aumentar muito o teor de cálcio no sangue, o que pode provocar efeitos secundários.

Ao tomar Caltrate com outros medicamentos Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Em particular, Diuréticos tiazidicos (medicamentos utilizados no tratamento da pressão arterial elevada), dado que podem aumentar o teor de cálcio no sangue. Esteróides orais, dado que podem diminuir o teor de cálcio no sangue Orlistato (medicamento utilizado no tratamento da obesidade), colestiramina, laxantes como a parafina líquida, dado que podem reduzir a quantidade de vitamina D3 que é absorvida. Fenitoína (medicamento utilizado na epilepsia) e barbitúricos (medicamentos que ajudam a dormir) dado que podem tornar a vitamina D3 menos eficaz. Glicosídeos cardíacos (medicamentos utilizados para tratar problemas cardíacos), dado que podem provocar mais efeitos secundários se se toma demasiado cálcio. Tetraciclina (um antibiótico) dado que a quantidade absorvida pode ser reduzida. Deve ser tomado pelo menos 2 horas antes, ou 4-6 horas depois do Caltrate . Estramustina (medicamento utilizado em quimioterapia), hormonas tiroideias ou medicamentos com ferro, zinco ou estrôncio, dado que a quantidade absorvida pode ser reduzida. Devem ser tomados pelos menos 2 horas antes ou após a toma de Caltrate . APROVADO EM 18-11-

10 INFARMED B

ifosfonatos (utilizados no tratamento de doenças ósseas), fluoreto or fluoroquinolonas (um tipo de antibiótico), dado que a quantidade absorvida pode ser reduzida. Devem ser tomados pelo menos 3 horas antes ou após Caltrate . Outros medicamentos contendo cálcio ou vitamina D enquanto está a tomar Caltrate , dado que pode aumentar o teor de cálcio no sangue. Ao tomar Caltrate com alimentos e bebidas Nas duas horas que antecedem a toma de Caltrate , deve evitar ingerir alimentos contendo ácido oxálico (como por exemplo: espinafres e ruibarbo) ou ácido fítico (como por exemplo cereais integrais), porque pode reduzir a absorção do cálcio. Gravidez e aleitamento Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Este medicamento pode ser tomado durante a gravidez, contudo o aporte diário total de cálcio não deve ser superior a 1500 mg e o aporte diário de vitamina D não deve ultrapassar as 600 UI. Assim, e em caso de gravidez, a dose diária de Caltrate não deve ultrapassar um comprimido por dia. Maiores quantidades podem ter um efeito negativo no bebé que vai nascer. Durante a amamentação pode tomar Caltrate . Como o cálcio e a vitamina D3 passam para o leite materno deve primeiro aconselhar-se com o seu médico, se o seu bebé estiver a tomar qualquer outro produto contendo vitamina D3. Condução de veículos e utilização de máquinas: Não são esperados efeitos na capacidade de condução e de utilização de máquinas. Informações importantes sobre alguns componentes de Caltrate Caltrate contém sacarose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento. Caltrate também contém óleo de soja parcialmente hidrogenado, se é alérgico ao amendoim ou à soja não deve tomar este medicamento.

COMO TOMAR Caltrate T

ome Caltrate sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico se tiver dúvidas. A dose habitual, para adultos e idosos, é 1 comprimido duas vezes ao dia (por exemplo, um comprimido de manhã e um comprimido à noite). Mulheres grávidas só devem tomar 1 comprimido por dia. Deve tomar o comprimido com um copo de água grande (200 ml). Se tem mais de 65 anos ou se tem dificuldade em engolir deve partir o comprimido em duas metades e tomá-lo com um copo de água grande (200 ml). Se tomar mais Caltrate do que deveria APROVADO EM 18-11-

10 INFARMED S

e tomou mais Caltrate do que deveria, deve experienciar alguns dos sintomas de sobredoagem, pare de tomar Caltrate e contacte imediatamente o seu médico. Os sintomas de sobredosagem podem incluir: anorexia, sede excessiva, mal-estar (náusea), vómitos, obstipação, dor abdominal, fraqueza muscular, fadiga, problemas de saúde mental, aumento da diurese, dor óssea, pedras nos rins.

Em caso de sobreadosagem prolongada podem aparecer depósitos de cálcio nos vasos sanguíneos ou nos tecidos corporais.

Em caso de uma sobredosagem major pode ocorrer paragem cardíaca. Caso se tenha esquecido de tomar Caltrate Não tome uma dose a dobrar para compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.

EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS C

omo todos os medicamentos, Caltrate pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas. Efeitos secundários pouco frequentes (afectam 1 a 10 utilizadores em cada 1.000): excesso de cálcio no sangue ou na urina. Efeitos secundários raros (afectam 1 a 10 utilizadores em cada 10.000): obstipação, flatulência, mal estar (náusea), dor abdominal, diarreia, prurido, erupções cutâneas e urticária. Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

COMO CONSERVAR Caltrate M

anter fora do alcance e da vista das crianças. Não utilize Caltrate após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e no frasco. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado. Conservar a temperatura inferior a 25°C. Manter o frasco bem fechado para proteger da humidade. Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

OUTRAS INFORMAÇÕES Q

ual a composição de Caltrate Em cada comprimido as substâncias activas são: Cálcio (sob a forma de carbonato) 600 mg Colecalciferol (Vitamina D3)

0 UI APROVADO EM 18

-11-

10 INFARMED O

s outros componentes são: Núcelo do comprimido – celulose microcristalina, povidona, crospovidona tipo A, laurilsulfato de sódio, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, DL- ? -tocoferol, óleo de soja parcialmente hidrogenado, gelatina de origem bovina, sacarose, amido de milho.

Revestimento do comprimido – parafina líquida leve, talco, OPADRY OY-S-27203 (hidroxipropilmetilcelulose, dióxido de titânio (E171), parafina liquida leve, laurilsulfato de sódio, óxido de ferro vermelho (E172), óxido de ferro preto (E172), óxido de ferro amarelo (E172)). Qual o aspecto de Caltrate e conteúdo da embalagem Comprimidos em forma de cápsula de cor cinzenta/beije. Ranhurado num dos lados, com a inscrição “D” do lado esquerdo da ranhura e a inscrição “600” do lado direito da ranhura. No outro lado apresenta a inscrição “ Caltrate ”. Frascos com 30, 60, 90 ou 180 comprimidos. É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações. Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante Laboratórios Pfizer, Lda. Lagoas Park, Edifício 10 2740-271 Porto Salvo Portugal Fabricante Wyeth Lederle Sp

A Via Nettunense

040011 A

prilia (LT) Itália Este folheto foi aprovado pela última vez em


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Glândula: Estrutura do organismo especializada na produção de substâncias que podem ser lançadas na corrente sangüínea (glândulas endócrinas) ou em uma superfície mucosa ou cutânea (glândulas exócrinas). A saliva, o suor, o muco, são exemplos de produtos de glândulas exócrinas. Os hormônios da tireóide, a insulina e os estrógenos são de secreção endócrina.
  2. Obesidade: Acúmulo excessivo de gordura corporal, acompanhada por peso excessivo. Esta doença está cada vez mais freqüente, e é produzida pela ingestão desproporcional de calorias em pessoas que não têm uma atividade física que justifique este consumo.
  3. Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
  4. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X