Daktacort

Para que serve Daktacort

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Daktacort 20 mg/g + 10 mg/g creme

Nitrato de miconazol e hidrocortisona

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.
Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessário
utilizar Daktacort com precaução para obter os devidos resultados.
- Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
- Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
- Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas, consulte o seu médico.
- Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:
1. O que é Daktacort e para que é utilizado
2. Antes de utilizar Daktacort
3. Como utilizar Daktacort
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Daktacort
6. Outras informações


O QUE É DAKTACORT E PARA QUE É UTILIZADO

Daktacort é um medicamento para tratar infecções interdigitais provocadas por
dermatófitos ou Candida spp., nas quais predominam os sintomas e os sinais
inflamatórios.

Daktacort está particularmente indicado quando há bastante vermelhidão e comichão.

Daktacort está sobretudo indicado na fase inicial do tratamento. Após desaparecimento
dos sintomas e sinais inflamatórios, o tratamento pode prosseguir, se necessário, com
nitrato de miconazol creme.


ANTES DE UTILIZAR DAKTACORT

Não utilize Daktacort
- se tem alergia (hipersensibilidade) ao miconaol, a outros medicamentos antifúngicos
similares, ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6).
- se tem alergia (hipersensibilidade) à hidrocortisona. . A hipersensibilidade pode ser reconhecida, por exemplo, por comichão e agravamento
da vermelhidão, após a aplicação do Daktacort. Neste caso, deixe de aplicar o Daktacort e
consulte o seu médico.
- quando a pele tiver infecções a vírus (herpes, varicela, incluindo vacina da varicela) ou
por certas bactérias (tuberculose cutânea).

Tome especial cuidado com Daktacort
Daktacort não deve entrar em contacto com os olhos. Depois de ter aplicado o Daktacort
deve lavar bem as suas mãos, excepto se o tratamento for para as mãos.

Mantenha uma toalha e um pano para seu uso pessoal. Deste modo, evita infectar outras
pessoas. Mude regularmente a roupa que contacta com a pele infectada, a fim de evitar
re-infecções. Daktacort pode danificar determinados materiais sintéticos. Recomenda-se
o uso de vestuário de algodão caso haja contacto da roupa com a zona a tratar.

No caso de surgir alguma reacção que possa sugerir irritação ou sensibilidade, o
tratamento deverá ser descontinuado. Reacções graves de hipersensibilidade, incluindo
anafilaxia e angioedema, foram reportadas durante o tratamento com formulações tópicas
contendo miconazol.

Crianças
Em crianças, Daktacort só deve administrar-se após pedir o conselho do seu médico ou
farmacêutico.

Recomenda-se cuidado na administração de Daktacort a bebés e crianças, quando for
aplicado em áreas extensas ou sob penso oclusivo, incluindo fraldas. Da mesma forma, a
aplicação na cara deverá ser evitada.

Em bebés, deve-se evitar a administração prolongada de corticosteróides tópicos. Mesmo
sem oclusão, pode surgir supressão adrenal.
Deve evitar-se tratamentos prolongados (mais de 2 semanas). Após o desaparecimento
dos sintomas e sinais inflamatórios, o tratamento deverá prosseguir com nitrato de
miconazol creme.

Evitar o contacto com os olhos.

Ao utilizar Daktacort com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente
outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Em doentes a tomar anticoagulantes orais, como varfarina, recomenda-se precaução e a
monitorização do efeito anticoagulante.
Recomenda-se precaução na co-administração de miconazol com outros medicamentos,
como a fenitoína e certos hipoglicemiantes orais, uma vez que pode ocorrer um aumento
da sua acção, assim como dos efeitos adversos.

O miconazol pode diminuir a taxa de metabolismo da hidrocortisona. Desta forma, o uso
de Daktacort pode aumentar a concentração plasmática de hidrocortisona,
comparativamente com formulações para uso tópico contendo apenas hidrocortisona.
Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
No caso de estar grávida ou a amamentar, deve informar o seu médico, que decidirá se
pode usar o Daktacort.
O tratamento de grandes superfícies e a aplicação sob penso oclusivo deve evitar-se
durante essas fases.
O miconazol não demonstrou ser embriotóxico ou teratogénico em estudos em animais.
No entanto, os corticosteróides atravessam a placenta, podendo afectar consequentemente
o feto.

Informações importantes sobre alguns componentes de Daktacort
Este medicamento contém ácido benzóico. Moderadamente irritante para a pele, olhos e
membranas mucosas.

Este medicamento contém butil-hidroxianisol. Pode causar reacções cutâneas locais (por
exemplo dermatite de contacto) ou irritação ocular e das membranas mucosas.


COMO UTILIZAR DAKTACORT

Utilizar Daktacort sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu
médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Aplique o Daktacort na pele uma ou duas vezes por dia.

Para abrir a bisnaga, pela primeira vez, desenrosque a tampa e perfure o selo com a parte
superior da tampa. Não utilize se o selo não estiver intacto.

Lave a pele infectada e seque-a bem. Espalhe o creme cuidadosamente na pele, 1 a 2
vezes por dia, com a ponta dos dedos. Não trate apenas a zona infectada, mas aplique
também o creme na zona envolvente. Depois de ter aplicado o Daktacort deve lavar bem
as suas mãos, excepto se o tratamento for para as mãos.

Isto é particularmente importante, para evitar transmitir os micróbios da zona infectada,
para outras partes do seu corpo ou para outras pessoas.

Após o desaparecimento dos sintomas e sinais inflamatórios, pode continuar o tratamento
com o miconazol creme, em substituição de Daktacort.
Não interrompa a administração de Daktacort ou de miconazol creme até ao
desaparecimento completo de todos os sintomas (geralmente após 2 a 5 semanas).

Se utilizar mais Daktacort do que deveria

A administração prolongada e excessiva de Daktacort pode causar irritação cutânea, que
habitualmente desaparece após interrupção do tratamento. No caso de ingestão acidental
de grandes quantidades deste medicamento, pode ser necessário recorrer a uma lavagem
gástrica.

Deve comunicar ao seu médico ou farmacêutico os efeitos indesejáveis detectados e que
não constem do folheto.
Deve verificar o prazo de validade inscrito na embalagem ou na bisnaga.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico
ou farmacêutico.


EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, Daktacort pode causar efeitos secundários, no entanto
estes não se manifestam em todas as pessoas.

Em ensaios clínicos surgiram casos de irritação cutânea, sensação de queimadura cutânea
e irritabilidade. Da experiência pós-comercialização surgiram muito raramente casos de
reacção anafilática, hipersensibilidade, angioedema, urticária, rash, dermatite de contacto,
prurido, eritema, inflamação cutânea, hipopigmentação cutânea, reacção no local de
aplicação.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.


COMO CONSERVAR DAKTACORT

Conservar no frigorífico (2ºC-8ºC).

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Durante o transporte não é necessário frigorífico, pois é possível a armazenagem do
medicamento durante um período de 3 semanas a uma temperatura máxima de 30ºC.

Não utilize Daktacort após o prazo de validade impresso na embalagem exterior, após
“Val.”. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.
Após a primeira abertura do tubo, o creme é estável durante 2 meses.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente

OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Daktacort
- As substâncias activas são o nitrato de miconazol e a hidrocortisona. Cada grama de
creme contém 20 mg de nitrato de miconazol e 10 mg de hidrocortisona.

- Os outros componentes são macrogol estearato 6-32 e glicol estearato,
macrogolgliceridos oleicos, parafina líquida, ácido benzóico (E210), edetato dissódico,
butil-hidroxianisol (E320) e água purificada.

Qual o aspecto de Daktacort e conteúdo da embalagem

Daktacort é um creme branco homogéneo.
Daktacort está disponível em bisnagas de alumínio com tampa de rosca de polipropileno
contendo 15 g de creme.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Johnson & Johnson, Lda.
Estrada Consiglieri Pedroso, 69 – A
Queluz de Baixo 2730-055 Barcarena
Tel: 21 436 88 35

Fabricante

Lusomedicamenta - Sociedade Técnica Farmacêutica, S.A.
Estrada Consiglieri Pedroso, 69 – B – Queluz de Baixo
2730-055 Barcarena
Portugal

Este folheto foi aprovado pela última vez em







DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
  2. Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
  3. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  4. Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
  5. Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
  6. Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
  7. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
  8. Varicela: Doença viral freqüente na infância e caracterizada pela presença de febre e comprometimento do estado geral juntamente com a aparição característica de lesões que têm vários estágios. Primeiro são pequenas manchas avermelhadas, a seguir formam-se pequenas bolhas que finalmente rompem-se deixando uma crosta. ?? contagiosa, mas normalmente não traz maiores conseqüências à criança. As bolhas e suas crostas, se não sofrerem infecção secundária, não deixam cicatriz.

Síguenos

X