DAXAS

Para que serve DAXAS

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


BULA PARA PACIENTE – RDC 47/2009

1

roflumilaste



APRESENTAÇÕES
Comprimidos revestidos de 500 mcg de roflumilaste. Embalagens com 30 comprimidos.

USO ORAL

USO ADULTO

COMPOSIÇÃO
Cada comprimido revestido contém 500 mcg de roflumilaste.
Excipientes: lactose monoidratada, amido (de milho), povidona e estearato de magnésio. O revestimento contém
hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, óxido de ferro amarelo.


PARA QUEESTE MEDICAMENTO É INDICADO?


DAXAS

®

é indicado para o tratamento de manutenção de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)

grave associada com bronquite crônica (tosse e expectoração crônicas) que apresentam histórico de exacerbações
(crises) frequentes, em complementação ao tratamento com broncodilatadores.


COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?


DAXAS

®

é um medicamento anti-inflamatório tomado por via oral para tratar a doença pulmonar obstrutiva crônica

(DPOC). A DPOC é uma doença crônica dos pulmões que resulta em um afinamento (obstrução) das vias respiratórias
com aumento das secreções pulmonares (escarro) e inflamação destas vias respiratórias, levando a sintomas como tosse,
chiado, aperto no peito ou dificuldade para respirar.
DAXAS

®

contém a substância ativa roflumilaste, que pertence a um grupo de medicamentos anti-inflamatórios

conhecidos como inibidores da fosfodiesterase 4. Roflumilaste reduz a atividade da fosfodiesterase 4, uma proteína
presente naturalmente nas células corporais. Quando a atividade desta proteína é reduzida, ocorre menos inflamação nos
pulmões. Isto ajuda a parar o estreitamento das vias respiratórias que acontece na DPOC. DAXAS alivia os problemas
respiratórios.
Você vai precisar tomar DAXAS

®

por algumas semanas até conseguir este benefício.


QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?


Este medicamento não deve ser usado por pacientes com alergia ao roflumilaste ou a qualquer dos componentes da
formulação.
Este medicamento é contraindicado para pacientes com insuficiência hepática moderada ou grave (Child
Pugh ‘B’ ou ‘C’) , pois não existem estudos sobre o uso de roflumilaste nestes pacientes.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE UTILIZAR ESTE MEDICAMENTO?
É importante utilizar este medicamento pelo tempo prescrito pelo seu médico, mesmo que você não tenha
sintomas, de forma a manter o controle de sua doença.
DAXAS

®

não é indicado para melhorar crises de bronquite aguda.

Você deve monitorar seu peso corporal regularmente. Informe ao seu médico se observar uma diminuição sem
explicação e importante do peso corporal durante o uso da medicação (não relacionada a dieta ou exercícios
físicos).
Apesar de reações adversas como diarreia, náusea, dor abdominal e dor de cabeça ocorrerem principalmente nas
primeiras semanas do tratamento e a maior parte se resolver com a continuação do tratamento, informe ao médico
se elas forem persistentes.
DAXAS

®

não é recomendado para pacientes com doenças imunológicas graves, para pacientes com doenças

infecciosas graves, para pacientes com câncer (exceto carcinoma basocelular) e para pacientes com insuficiência
cardíaca grave. Converse com seu médico caso seja portador de alguma dessas doenças.

BULA PARA PACIENTE – RDC 47/2009

2

DAXAS

®

não é recomendado para pacientes com histórico de depressão associada com ideação ou

comportamento suicida.
Informe seu médico caso tenha algum tipo de pensamento suicida, pois em estudos clínicos houve raros casos de
pensamento e comportamento suicida.
Não é necessário ajustar a dose para pacientes fumantes.
Não é necessário ajustar a dose para pacientes idosos.
Este medicamento contém lactose. Avise o seu médico se você tiver intolerância a esse componente da
formulação, deficiência de uma enzima denominada Lapp lactase ou má-absorção de glicose-galactose.
Pacientes pediátricos: Este medicamento não deve ser utilizado em crianças e adolescentes abaixo de 18 anos de
idade.
Efeitos sobre a habilidade de dirigir e operar máquinas: este medicamento não tem qualquer efeito na capacidade
de dirigir veículos ou de usar máquinas.
Gravidez e amamentação:
Você não deve tomar DAXAS

se estiver grávida ou planejando engravidar, suspeitar que pode estar grávida e

durante a amamentação. As mulheres em idade fértil devem usar um método contraceptivo durante o tratamento
com DAXAS

.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando sem
orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Interações medicamentosas:Não se esperam interações medicamentosas clinicamente relevantes. No entanto, a
rifampicina, o fenobarbital, a carbamazepina e a fenitoína podem reduzir o efeito terapêutico do medicamento.
Informe o seu médico caso esteja utilizando outros medicamentos, especialmente formulações contendo xantinas
(aminofilina, teofilina ou bamifilina), medicamentos utilizados para tratar doenças imunológicas (metotrexato,
azatioprina, infiximabe, etanercepte ou corticoides orais de uso prolongado ou contínuo) e medicamentos contendo
fluvoxamina, enoxacina e cimetidina.
Informe seu médico ou cirurgião dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.


5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
O produto deve ser conservado à temperatura ambiente (15°C a 30°C).
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Os comprimidos revestidos de DAXAS

®

apresentam formato da letra “D”, são amarelos e têm a letra “D” gravada em

um dos lados.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma
mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.


COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

A dose recomendada de DAXAS

®

é de um comprimido uma vez ao dia.

Os comprimidos de DAXAS

®

devem ser tomados com água suficiente para facilitar a deglutição. Podem ser tomados

antes, durante ou após as refeições.
Procure tomar o medicamento no mesmo horário do dia, durante todo o tratamento.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não
interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.


7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Caso você tenha esquecido de tomar uma dose, tome o medicamento assim que possível. Se estiver muito perto do
horário da próxima dose, aguarde e tome somente uma única dose. Não tome duas doses ao mesmo tempo ou uma dose
extra para compensar a dose perdida.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico ou cirurgião-dentista.


QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?


Como todo medicamento, DAXAS

®

pode causar efeitos indesejáveis.

BULA PARA PACIENTE – RDC 47/2009

3

A maioria das reações é de intensidade leve a moderada e ocorre durante as primeiras semanas de tratamento,
resolvendo-se em sua maioria com o tempo de uso. Caso persistam após as primeiras semanas, informe seu médico.
Reação comum (ocorre em 1% a 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): perda de peso, redução do
apetite, dificuldade para dormir, dor de cabeça, diarreia, náuseas e dor abdominal.
Reação incomum (ocorre em 0,1% a 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): reações alérgicas, ansiedade,
tremores, vertigem, tontura, palpitações, gastrite, vômitos, refluxo e queimação no estômago, indigestão, irritações
na pele, dores musculares ou câimbras, sensação de fraqueza, mal-estar, cansaço, dores nas costas.
Reação rara (ocorre em 0,01% a 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): angioedema* (inchaço às vezes
importante do tecido da pele), ideação e comportamento suicida*, aumento de mamas nos homens, infecções
respiratórias (com exceção de pneumonia), depressão, nervosismo, alterações do paladar, fezes com sangue, intestino
preso, aumento das enzimas hepáticas, reações alérgicas na pele, aumento da enzima CPK (*Relatos recebidos após
o início da comercialização).
Em estudos clínicos e na experiência pós-comercialização, raras ocorrências de pensamento e comportamento suicida
(incluindo suicídio completo) foram relatadas. Informe seu médico em caso de qualquer ideação suicida.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do
medicamento. Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança
aceitáveis, mesmo quando indicado e utilizado corretamente podem ocorrer reações adversas imprevisíveis ou
desconhecidas. Nesse caso, informe seu médico ou cirurgião-dentista.


9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE
MEDICAMENTO?
A administração de DAXAS

®

em quantidades muito elevadas pode causar os seguintes sintomas: dor de cabeça,

distúrbios gastrintestinais, tontura, palpitação, sensação de desmaio, suor mais grosso e hipotensão arterial.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a
embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.


DIZERES LEGAIS
MS – 1.0639.0257
Farm. Resp.: Rafael de Santis
CRF-SP nº 55.728

Fabricado por:
Takeda GmbH
Oranienburg - Alemanha

Importado por:
Takeda Pharma Ltda.
Rodovia SP 340 S/N km 133,5 - Jaguariúna - SP
CNPJ 60.397.775/0008-40
Indústria Brasileira

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA



DX_0114_0114_VP

Dados da submissão eletrônica

Dados da petição/notificação que altera bula

Dados das alterações de bulas

Data do

expediente

Nº do

expediente

Assunto

Data do

expediente

Nº do

expediente

Assunto

Data de

aprovação Itens de bula

Versões

(VP/VPS)

Apresentações

relacionadas

18/02/2014

0126581/14-4

10458-

MEDICAMENTO
NOVO - Inclusão

Inicial de Texto
de Bula – RDC

60/12

18/02/2014

0126581/14-4

10458-

MEDICAMENTO
NOVO - Inclusão

Inicial de Texto de
Bula – RDC 60/12

Não aplicável

IDENTIFICAÇÃO DO

MEDICAMENTO

O QUE DEVO

SABER ANTES DE

UTILIZAR ESTE

MEDICAMENTO?

QUAIS OS MALES

QUE ESTE

MEDICAMENTO

PODE CAUSAR?

O QUE FAZER SE

ALGUÉM USAR

UMA QUANTIDADE

MAIOR DO QUE A
INDICADA DESTE

MEDICAMENTO?

VP

500 MCG COM REV CT BL

PVC/PVDC/AL X 10

500 MCG COM REV CT BL

PVC/PVDC/AL X 30

500 MCG COM REV CT BL

PVC/PVDC/AL X 60

500 MCG COM REV CT BL

PVC/PVDC/AL X 90



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Câimbras: Contrações involuntárias, espasmódicas e dolorosas de um ou mais músculos.
  2. Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular, capaz de invadir outros órgãos a nível local ou à distância (metástases).
  3. Carcinoma: Tumor maligno ou câncer, derivado do tecido epitelial.
  4. Deglutição: Passagem dos alimentos desde a boca até o esôfago. ?? um mecanismo em parte voluntário e em parte automático (reflexo) que envolve a musculatura faríngea e o esfíncter esofágico superior.
  5. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  6. Gastrite: Inflamação aguda ou crônica da mucosa do estômago (ver). Manifesta-se por dor na região superior do abdome, acidez, ardor, náuseas, vômitos, etc. Pode ser produzida por infecções, consumo de medicamentos (aspirina), estresse, etc.
  7. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  8. Palpitação: Percepção subjetiva dos batimentos cardíacos. Pode apresentar-se durante algumas arritmias cardíacas ou mesmo em pessoas com ritmo normal. Neste último caso, são distúrbios benignos associados a diversos distúrbios de ansiedade.
  9. Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.

Síguenos

X