Efferalgan Pediátrico

Para que serve Efferalgan Pediátrico

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Efferalgan Pediátrico 30 mg/ ml Solução oral
Paracetamol

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessáriotomar Efferalgan Pediátrico com precaução para obter os devidos resultados.- Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.- Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.- Em caso de agravamento ou não melhoria da dor após 7 dias nos adultos ou 5 dias em crianças, consulte o seu médico. - Em caso de agravamento ou não melhoria da febre após 3 dias, consulte o seu médico. - Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto:1. O que é Efferalgan Pediátrico e para que é utilizado 2. Antes de tomar Efferalgan Pediátrico 3. Como tomar Efferalgan Pediátrico 4. Efeitos secundários possíveis 5. Como conservar Efferalgan Pediátrico 6. Outras informações

1.O QUE É EFFERALGAN PEDIÁTRICO E PARA QUE É UTILIZADOEfferalgan pediátrico é um analgésico (elimina a dor) e antipirético (faz baixar a febre).Está indicado no tratamento de estados febris (febre < 3 dias) e de cefaleias ligeiras amoderadas.2.ANTES DE TOMAR EFFERALGAN PEDIÁ

TRICO

Não tome Efferalgan Pediátrico-se tem alergia (hipersensibilidade) ao paracetamol ou a qualquer outro componente de Efferalgan Pediátrico. -se tiver uma doença hepática grave.Tome especial cuidado com Efferalgan Pediátrico- se tiver insuficiência cardíaca, respiratória, hepática ou renal.se tiver anemia.

Este medicamento não deverá ser utilizado em caso de febre elevada (superior a 39ºC)ou febre recorrente, excepto se prescrito pelo médico.Tomar Efferalgan Pediátrico com outros medicamentosInforme o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.A colestiramina reduz a absorção do paracetamol, pelo que o paracetamol deverá seradministrado uma hora antes ou 4 horas depois da resina.Os efeitos da varfarina são potenciados com a administração continuada de doseselevadas de paracetamol.O paracetamol aumenta as concentrações plasmáticas de cloranfenicol.A administração concomitante de paracetamol e AZT pode aumentar a incidência ouagravar a neutropenia.A administração concomitante de paracetamol com rifampicina pode provocar ouagravar a lesão hepática. O mesmo se aplica à administração de paracetamol emsituações de alcoolismo crónico.Na administração concomitante de paracetamol com medicamento utilizados notratamento da epilepsia geralmente não é necessário reduzir a dose, mas a auto-
medicação deverá ser limitada nestes doentes.Medicamentos que causem atraso no esvaziamento gástrico, como a propantelina,podem retardar o início de acção do paracetamol.Errealgan Pediátrico não deverá ser associado a outros medicamentos contendoparacetamol, salicilatos ou anti-inflamatórios não esteróides.A administração de paracetamol pode falsear o doseamento sanguíneo do ácido úricopelo método do ácido fosfotúngstico e a determinação da glicémia pelo método daglucose oxidase-peroxidase.Tomar Efferalgan Pediátrico com alimentos e bebidasEfferalgan Pediátrico pode ser administrado independentemente das refeições.Gravidez e aleitamentoConsulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.Existe evidência epidemiológica e clínica da segurança do paracetamol durante agravidez. O paracetamol é excretado pelo leite materno, mas em quantidadesclinicamente insignificantes.

Condução de veículos e utilização de máquinasEfferalgan Pediátrico não interfere com a capacidade de condução ou utilização demáquinas.Informações importantes sobre alguns componentes de Efferalgan Pediátrico

Contém sacarose. Se foi informado pelo seu médico de que é intolerante a algunsaçúcares, deverá contactá-lo antes de tomar este medicamento.3.COMO TOMAR EFFERALGAN PEDIÁTRICOUsar por via oral em crianças com mais de 4 kg de peso. Outras dosagens são maisadequadas para as ciranças com menos de 4 kg ou com mais de 32 kg de peso.Ingerir a solução como se apresenta ou misturar com leite ou água.A posologia depende do peso do doente. A dose habitual é de 60 mg/kg/dia, a repartirem 15 mg/kg cada 6 horas ou 10 mg/kg cada 4 horas.A dose por toma está indicada na colher doseadora nas graduações (marcas) quecorrespondem ao peso da criança: 4 - 8 - 12 - 16 kg.

Para a posologia de 15 mg/kg/toma a colher-doseadora permite administrar em cadatoma a dose necessária em função do peso da criança, ou seja:- de 4 kg a 18 kg de peso: utilizar a colher-doseadora até à graduação correspondente ao peso da criança. Por exemplo, de 4 kg até 6 kg encher a colher até à graduação 4kg. Em caso de necessidade voltar a tomar a solução oral ao fim de 6 horas. - de 18 kg a 32 kg: encher uma primeira vez a colher-doseadora até à graduação correspondente a 16 kg e depois completar a dose enchendo a colher uma segundavez até obter o peso da criança.

Frequência de administração: As tomas sistemáticas permitem evitar as oscilações dador ou da febre. O intervalo entre as tomas deve ser de 6 horas, no mínimo um intervalode 4 horas.Em caso de insuficiência renal grave (clearance da creatinina inferior a 10 ml/min), ointervalo mínimo entre as tomas será de 8 horas.Se tomar mais Efferalgan Pediátrico do que deveriaOs sintomas da ingestão excessiva de doses elevadas de paracetamol, numa fase inicial,consistem em náuseas, vómitos, sudação, sonolência e mal estar. Pode haver umamelhoria subjectivas destes sintomas, surgindo os primeiros sinais de lesão hepática:dor abdominal ligeira, hepatomegalia, aumento dos níveis das transaminases e dabilirrubina, tempo de protrombina prolongado e oligúria. A lesão hepática numa faseposterior pode evoluir até coma hepático.O controlo adequado da sobredosagem com paracetamol exige um tratamento imediato.Mesmo na na ausência de sintomas precoces os doentes devem ser conduzidos àurgência hospitalar para tratamento imediato.Caso se tenha esquecido de tomar Efferalgan PediátricoNão tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.4.EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS Como os demais medicamentos, Efferalgan Pediátrico pode causar efeitos secundáriosem algumas pessoas:- Hipersensibilidade: urticária, prurido e edema- Náuseas, vómitos, diarreia, dôr abdominal- Disúria, oligúria, hemoglobinúria- Hemorragia, anemia hemolítica, leucopenia, neuropenia, pancitopenia, trombocitopenia, metahemoglobinemia - Febre, hipoglicemia, icterícia, insuficiência hepáticaSe algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitossecundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.5.COMO CONSERVAR EFFERALGAN PEDIÁTRICONão conservar acima de 25ºC e proteger da luz.Manter fora do alcance e da vista das crianças.Não utilize Efferalgan Pediátrico após o prazo de validade impresso no rótulo. O prazode validade corresponde ao último dia do mês indicado.Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.6.OUTRAS INFORMAÇÕ

ES

Qual a composição de Efferalgan Pediátrico- A substância activa é o paracetamol- Os outros componentes são para-hidroxibenzoato de metilo sódico (E219), para-
hidroxibenzoato de propilo sódico (E217), ácido sórbico (E200), macrogol 6000,sacarose líquida, sacarina sódica, aroma de caramelo-baunilha, água purificada.

Qual o aspecto de Efferalgan Pediátrico e conteúdo da embalagemSolução oral. Frasco de 90 ml com colher-doseadora graduada em kg de peso (4 – 8 –12 – 16 kg).Um frasco de 90 ml permite administrar 180 doses a 15 mg/kg.Titular da Autorização de Introdução no MercadoBristol-Myers Squibb Farmacêutica Portuguesa, LdaEdifício Fernão de Magalhães, 2780-730 Paço de ArcosPara quaisquer informações sobre este medicamento, queira contactar o titular daautorização de introdução no mercado:Este folheto foi aprovado pela última vez em { JANEIRO/2006 }



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Bilirrubina: Pigmento amarelo que é produto da degradação da hemoglobina. Quando aumenta no sangue, acima de seus valores normais, pode produzir uma coloração amarelada da pele e mucosas, denominada icterícia. Pode estar aumentado no sangue devido a aumento da produção do mesmo (excesso de degradação de hemoglobina) ou por dificuldade de escoamento normal (p. ex. cálculos biliares, hepatite).
  2. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  3. Febre: Elevação da temperatura corporal acima de um valor normal, estabelecido entre 36,7ºC e 37ºC, quando medida na boca.
  4. Icterícia: Pigmentação amarelada da pele e mucosas devido ao aumento da concentração de bilirrubina no sangue. Pode ser acompanhada de sintomas como colúria (ver), prurido, etc. Associa-se a doenças hepáticas e da vesícula biliar, ou à hemólise (ver).
  5. Hemorragia: Perda de sangue para um órgão interno (tubo digestivo, cavidade abdominal) ou para o exterior (ferimento arterial). De acordo com o volume e velocidade com a qual se produz o sangramento uma hemorragia pode produzir diferentes manifestações nas pessoas, desde taquicardia, sudorese, palidez cutânea, até o choque.
  6. Oligúria: Eliminação de urina em volume inferior a 500 ml por dia. ?? produzida por desidratação, estados de choque (ver), infecções graves, insuficiência renal, etc.
  7. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  8. Neutropenia: Queda no número de neutrófilos no sangue abaixo de 1000 por milímetro cúbico. Esta é a cifra considerada mínima para manter um sistema imunológico funcionando adequadamente contra os agentes infecciosos mais freqüentes. Quando uma pessoa neutropênica apresenta febre, constitui-se uma situação de ???emergência infecciosa???.
  9. Tala: Instrumento ortopédico utilizado freqüentemente para imobilizar uma articulação ou osso fraturado. Pode ser de gesso ou material plástico.
  10. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X