FASTFEN

Para que serve FASTFEN

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


2

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
Fastfen

citrato de sufentanila

APRESENTAÇÕES
Solução injetável de 50 mcg/mL em embalagens contendo:
10 ampolas de 5 mL (indicado para uso intravenoso)
25 ampolas de 1 mL (indicado para uso intravenoso e epidural).
Solução Injetável de 5 mcg/mL em embalagens contendo:
25 ampolas de 2 mL ou 30 ampolas de 2 mL em estojos esterilizados (indicado para uso epidural).

USO EPIDURAL E INTRAVENOSO

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

COMPOSIÇÃO
Cada mL da solução injetável de 50mcg/mL contém 75mcg de citrato de sufentanila (equivalente a 50mcg de sufentanila).
Cada mL da solução injetável de 5mcg/mL contém 7,5mcg de citrato de sufentanila (equivalente a 5mcg de sufentanila).
Veículos: água para injetáveis e cloreto de sódio.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Fastfen

®

é um analgésico potente, do grupo dos opioides, usado em hospitais. Quando aplicado na veia, Fastfen

®

também

reforça o estado de perda geral da sensibilidade (narcose ou anestesia), que é útil em procedimentos cirúrgicos.
Fastfen

®

pode ser usado tanto para anestesia geral como em anestesia regional: em anestesia geral é administrado em uma

veia (uso intravenoso) e em anestesia regional é aplicado em um certo nível ao redor da medula espinhal (uso epidural).
Esta técnica é usada, por exemplo, no chamado parto sem dor ou no tratamento da dor pós-operatória.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Fastfen

®

é um analgésico bastante potente que pertence ao grupo dos analgésicos opioides. Quando administrado por via

intravenosa, tem início de ação bastante rápido e de curta ação. Quando usado por via epidural, o início da analgesia é
rápido (5 a 10 minutos) e de duração moderada (geralmente 4 a 6 horas).

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Você não receberá Fastfen

®

caso tenha apresentado uma reação alérgica anterior a este medicamento ou a um analgésico

semelhante.
A fim de evitar problemas respiratórios no recém-nascido, Fastfen

®

não deve ser administrado na veia durante o parto ou

durante a cesariana se o cordão umbilical ainda não tiver sido cortado. Entretanto, a aplicação ao redor da medula espinhal
(uso epidural) é segura para o recém-nascido.
Fastfen

®

não deve ser usado ao redor da medula espinhal (uso epidural) na presença de choque, sangramento grave,

infecção sistêmica ou inflamação ao redor do local da injeção, assim como se você estiver tomando certos medicamentos,
como anticoagulantes.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Fastfen

®

é um analgésico potente e deve ser administrado apenas por profissional habilitado.

Da mesma forma que outros analgésicos semelhantes, Fastfen

®

pode diminuir a respiração. Isto também pode ocorrer

algum tempo após a cirurgia. Portanto, você permanecerá sob observação durante um período após a cirurgia. Se você
apresentar sonolência grave ou algum problema para respirar, informe o médico ou a enfermeira imediatamente.

Informe ao médico se você apresentar doenças do pulmão ou problemas respiratórios, transtornos cerebrais, mal
funcionamento da tiroide, do fígado ou do rim, pulso lento, pressão arterial baixa, se tomou ou se estiver tomando
analgésicos potentes.

Podem ocorrer rigidez muscular ou contrações involuntárias com o uso de sufentanila.

Pacientes idosos e debilitados
Recomenda-se a redução da dose em pacientes idosos e debilitados.

3

População pediátrica
Devido à grande variabilidade dos parâmetros farmacocinéticos em recém-nascidos, existe um risco de superdose ou de
subdose do uso intravenoso de Fastfen

®

no período neonatal.

A segurança e a eficácia do uso epidural de Fastfen

®

em crianças com menos de 1 ano de idade não foram estabelecidas.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas
Fastfen

®

pode ter um efeito negativo sobre o estado de alerta ou na capacidade de dirigir. Após receber Fastfen

®

você só

deve voltar a dirigir ou operar máquinas depois que um tempo suficiente tenha transcorrido desde a administração da
medicação.

Gravidez
Se você estiver grávida, o médico decidirá se você pode receber Fastfen

®

por via intravenosa. Para a dor durante o parto,

Fastfen

®

deve ser administrado apenas ao redor da medula espinhal (uso epidural).

Amamentação
Se você estiver amamentando ou pretende amamentar, converse com seu médico. Ele irá orientá-la sobre como proceder,
com base na quantidade e na forma de administração de Fastfen

®

.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Este medicamento pode causar doping.

Interações medicamentosas
Você sempre deve informar seu médico se está tomando outros medicamentos, pois alguns medicamentos não podem ser
usados combinados com Fastfen

®

. Eventualmente, é necessário adaptar a dose em caso de uso combinado.

Certos medicamentos para a depressão, também conhecidos como inibidores da MAO, não devem ser combinados com
Fastfen

®

. Estes medicamentos não devem ser tomados 2 semanas antes de você usar Fastfen

®

,

Se você estiver tomando analgésicos potentes por um período prolongado, você deve informar seu médico. A dose
provavelmente será ajustada.
Você também deverá informar seu médico se você faz uso de bebidas alcoólicas regularmente ou se toma medicamentos
que tornam as suas reações mais lentas (por exemplo, medicamentos para dormir, tranquilizantes, medicamentos para
problemas mentais).
Seu médico também deverá saber se você está usando certos tipos de medicamentos para HIV (por exemplo, ritonavir) ou
para infecções causadas por fungos (por exemplo, cetoconazol e itraconazol). A dose de Fastfen

®

poderá ser ajustada.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Conservar o produto em temperatura ambiente, entre 15 e 30°C, protegido da luz. Evitar o congelamento.

O produto deve

ser protegido da luz após diluição.
O prazo de validade é de 24 meses a partir da data de fabricação impressa na embalagem.
O produto não contém conservantes.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento: solução límpida incolor, essencialmente livre de partículas visíveis.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma
mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Fastfen

®

é aplicado na veia (uso intravenoso) para anestesia geral, ou em um certo nível ao redor da medula espinhal (uso

epidural) para anestesia de uma parte do corpo.
A dose de Fastfen

®

e a forma de administração dependem da situação e serão definidas pelo médico, com base em seu

peso, idade e condição médica.

4

Administração intravenosa
Para evitar a bradicardia recomenda-se administrar uma dose intravenosa pequena de um anticolinérgico um pouco antes da
indução. Pode ser dado droperidol para prevenir náusea e vômito.

- Uso como agente analgésico
Em pacientes submetidos a cirurgia geral, doses de Fastfen

®

de 0,5 - 5 mcg/kg proporcionam uma analgesia intensa,

reduzindo a resposta simpática ao estímulo cirúrgico e preservando a estabilidade cardiovascular. A duração da ação é
dose-dependente. Uma dose de 0,5 mcg/kg pode durar 50 minutos. Doses suplementares de 10 a 25 mcg devem ser
individualizadas de acordo com as necessidades de cada paciente e de acordo com o tempo previsto de duração da
operação.

- Uso como agente anestésico
Quando usado em doses maiores ou iguais a 8 mcg/kg, Fastfen

®

provoca sono e mantém um nível profundo, dose-

dependente, de analgesia sem o uso de agentes anestésicos adicionais. Assim, as respostas simpáticas e hormonais ao
estímulo cirúrgico são atenuadas. Doses suplementares de 25 - 50 mcg geralmente são suficientes para manter a
estabilidade cardiovascular durante a anestesia.

Administração epidural
A localização adequada da agulha ou do cateter no espaço epidural deve ser verificada antes do Fastfen

®

ser injetado.


- Uso para manejo da dor pós-operatória
Uma dose inicial de 30 a 50 mcg deve provavelmente promover um alívio adequado da dor por até 4 a 6 horas. Doses
adicionais em bolus de 25 mcg podem ser administradas se existirem evidências de superficialização da analgesia.

- Uso como agente analgésico durante o parto
A adição de Fastfen

®

10 mcg à bupivacaína epidural (0,125% - 0,25%) proporciona uma maior duração e uma melhor

qualidade da analgesia. Se necessário, duas injeções subsequentes da combinação podem ser dadas. Recomenda-se não
exceder uma dose total de 30 mcg de sufentanila.

Uso em idosos e em grupos especiais de pacientes

Como em qualquer outro opioide a dose deve ser reduzida em pacientes idosos ou debilitados.

Uso em crianças
A segurança e eficácia do uso de sufentanila

pela via intravenosa em crianças abaixo de 2 anos de idade foi documentada

em um número limitado de casos. Para indução e manutenção de anestesia em crianças de 2 a 12 anos de idade submetidas
a cirurgias de grande porte, uma dose anestésica de 10 - 20 mcg/kg administrada com oxigênio a 100% tem sido usada. A
segurança e eficácia do sufentanila

pela via epidural em pacientes pediátricos foi documentada em um número limitado de

casos.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Os pacientes não se auto-administram Fastfen

®

.

Fastfen

®

é um medicamento injetável administrado sob a orientação e supervisão médica.


Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Os efeitos indesejáveis, se ocorrerem, ocorrem principalmente durante a cirurgia e são acompanhados pelo seu médico.
Alguns destes efeitos adversos podem ocorrer logo após a cirurgia e, portanto, você permanecerá em observação por um
período. Os efeitos adversos que podem ocorrer incluem: respiração anormalmente lenta e/ou fraca ou interrupção
temporária da respiração; espasmos das vias aéreas e da laringe; soluços; batimento lento, rápido ou irregular do coração;
pressão arterial baixa ou alta; rigidez muscular ou movimentos involuntários dos músculos, incluindo movimentos lentos,
rígidos ou com espasmos (inclusive em recém-nascidos), contrações musculares súbitas; diminuição (em recém-nascidos),
aumento ou tônus muscular anormal; convulsões. Tontura, náusea e vômito ou dor de cabeça também podem ocorrer.
Outras reações adversas que podem ocorrer são:
- parada cardíaca ou respiratória, doença no sistema elétrico do coração (bloqueio ventricular); eletrocardiograma anormal;
- fluxo de sangue insuficiente para os tecidos do corpo (choque), coloração azulada da pele ou mucosas, causada pela falta
de oxigênio no sangue (inclusive no recém-nascido);

5

- coma, nervosismo, sonolência, sedação, falta de interesse;
- presença de líquido nos pulmões, espirros, coceira, corrimento e congestão nasal, tosse, rouquidão;
- palidez, calafrios, febre, temperatura corporal aumentada ou diminuída;
- distúrbio da visão, pupilas contraídas;
- retenção de urina ou incontinência urinária;
- dor, incluindo dor nas costas e no local da injeção e reações no local da injeção;
- dermatite alérgica, coceira, sudorese excessiva, vermelhidão da pele, erupção cutânea (inclusive no recém-nascido), pele
seca, descoloração da pele;
Reações alérgicas podem ocorrer e podem ser reconhecidas por erupção na pele, coceira, respiração curta ou inchaço da
face.
Sonolência leve ou coceira podem ocorrer após a administração ao redor da medula espinhal (via epidural).

Efeitos adversos em crianças
São esperadas que a frequência, o tipo e a gravidade das reações adversas em crianças sejam as mesmas que em adultos.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do
medicamento. Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.


O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

É pouco provável que você receba uma dose excessiva deste medicamento, mas se isto ocorrer, o seu médico tomará as
medidas necessárias. O principal sintoma é depressão acentuada da respiração.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem
ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

Nº lote, data de fabricação e validade: vide rótulo/caixa.

MS nº 1.0298.0216

Farm. Resp.: Dr. José Carlos Módolo - CRF-SP nº 10.446

SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente): 0800-7011918

CRISTÁLIA Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda.
Rodovia Itapira-Lindóia, km 14 - Itapira / SP
CNPJ 44.734.671/0001-51 - Indústria Brasileira

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

ATENÇÃO

PODE CAUSAR DEPENDÊNCIA FÍSICA OU PSÍQUICA
USO RESTRITO A HOSPITAIS

“Esta bula foi atualizada conforme Bula Padrão aprovada pela Anvisa em 14/02/2014”.






Anexo B

Histórico de alteração da bula

Dados da submissão eletrônica

Dados da petição/notificação que altera a bula

Dados das alterações de bulas

Data do

expediente

Número do
Expediente

Assunto

Data do

expediente

Número do
Expediente

Assunto

Data de

aprovaçã

o

Itens de bula

Vers

ões

(VP /
VPS)

Apresentações

relacionadas

22/05/2014

0400851/14-1

10457 –

SIMILAR -

Inclusão

Inicial de

Texto de Bula

– RDC 60/12

------

------

------

------

Todos os itens foram

alterados para adequação
à Bula Padrão de Sufenta

(Janssen), publicada no

Bulário Eletrônico da

Anvisa em 14/02/2014.




VP e

VPS

Solução injetável de
50mcg/mL em
embalagens
contendo:
10 ampolas de 5mL
e 25 ampolas de
1mL.
Solução Injetável de
5mcg/mL em
embalagens
contendo:
25 ampolas de 2mL
ou 30 ampolas de
2mL em estojos
esterilizados .

29/06/2015

------

10450-

SIMILAR –

Notificação

de Alteração

de Texto de

Bula – RDC

60/12

29/06/2015

------

10450-

SIMILAR –

Notificação

de Alteração

de Texto de

Bula – RDC

60/12

------

VP:

5.ONDE, COMO E POR

QUANTO TEMPO

POSSO GUARDAR

ESTE

MEDICAMENTO?

VPS

7.CUIDADOS DE

ARMAZENAMENTO

DO MEDICAMENTO;

8.POSOLOGIA E

MODO DE USAR

VP e

VPS

Solução injetável de
50mcg/mL em
embalagens
contendo:
10 ampolas de 5mL
e 25 ampolas de
1mL.
Solução Injetável de
5mcg/mL em
embalagens
contendo:
25 ampolas de 2mL
ou 30 ampolas de
2mL em estojos
esterilizados .

6



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
  2. Eletrocardiograma: Registro da atividade elétrica produzida pelo coração através da captação e amplificação dos pequenos potenciais gerados por este durante o ciclo cardíaco.
  3. Febre: Elevação da temperatura corporal acima de um valor normal, estabelecido entre 36,7ºC e 37ºC, quando medida na boca.
  4. Incontinência: Incapacidade de controlar o esvaziamento da bexiga ou do reto. Como resultado produz-se perda de urina ou matéria fecal involuntariamente. As pessoas com incontinência podem apresentar um defeito adquirido ou congênito no mecanismo esfincteriano, ou alguma anormalidade neurológica que as impeça de reconhecer o estado de plenitude da bexiga ou reto e de promover esvaziamento destes quando for conveniente.
  5. Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.

Síguenos

X