FATIG

Para que serve FATIG

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


FATIG

polivitamínico e polimineral

Forma farmacêutica e apresentações
Embalagens comerciais com 30 ou 100 comprimidos revestidos.

USO ORAL

USO ADULTO ACIMA DE 12 ANOS

Composição
Cada comprimido revestido de Fatig contém:

*%


vitamina C

(ácido ascórbico)

150

mg

333

vitamina E

(como acetato de racealfatocoferol)

25

mg

250

vitamina B1

(como nitrato de tiamina)

10

mg

833

vitamina B2

(riboflavina)

10

mg

769

vitamina B6

(como cloridrato de piridoxina)

3

mg

231

vitamina B12

(cianocobalamina)

5

mcg

208

ácido fólico

1

mg

417

nicotinamida

50

mg

313

ácido pantotênico (como pantotenato de cálcio)

11,5 mg

230

vitamina A

(como acetato de retinol) e

2500 UI

125

(como betacaroteno)

5,6

mg

156

manganês

(como sulfato de manganês)

1,45 mg

63

potássio

(como sulfato de potássio)

5

mg

**

cobre

(como sulfato de cobre)

0,5

mg

56

cálcio

(como fosfato de cálcio dibásico)

40

mg

4

magnésio

(como óxido de magnésio)

22

mg

8

selênio

(como selênio ácido)

30

mcg

88

cromo

(como cloreto crômico)

27

mcg

77

biotina

100 mcg

333

zinco

(como sulfato de zinco)

22,5 mg

321


*%: Teor percentual do componente, na posologia de 1 comprimido ao dia, relativo à ingestão mínima diária
recomendada para adultos.
**: Não estabelecido.

Excipientes: Amido de milho, povidona, água purificada, óleo de rícino, hipromelose, cloreto de metileno,
álcool isopropílico, celulose microcristalina, manitol, dióxido de silício, talco, crospovidona, estearato de
magnésio, etilcelulose, propilenoglicol, opadry AMB 80 W86639 brown, opaglos 6000 P (shellac, cera de
carnaúba amarela e cera branca de abelha).


INFORMAÇÕES AO PACIENTE

1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Fatig está indicado como suplemento vitamínico-mineral nos seguintes casos:
- em dietas restritivas e inadequadas;
- como auxiliar do sistema imunológico;
- como antioxidante;
- em períodos de crescimento acelerado.


COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Fatig é um suplemento vitamínico-mineral; por esta razão, todos e cada um dos elementos de sua fórmula não
têm por finalidade efeitos terapêuticos. Quando tomado regularmente, cada um dos ingredientes de sua
fórmula tem por objetivo suprir as prováveis deficiências de nutrientes que a dieta ou outras condições
biológicas podem originar.

Ações e benefícios atualmente aceitos

Vitamina C

Fortalece as paredes dos vasos sanguíneos. Essencial para dentes, gengiva e ossos saudáveis. Importante para
a produção do colágeno, que protege as estruturas do corpo, tais como a pele, ossos e tendões. Ajuda na
absorção de ferro dos suplementos e vegetais. Importante para funções imunológicas. Necessária para a
formação de alguns neurotransmissores e cicatrização de feridas.


Vitamina E
Necessária para a formação adequada de células vermelhas no sangue, nos músculos e nos tecidos. Necessária
para funções imunológicas. Importante para a manutenção do DNA. Protege a gordura dos tecidos contra a
oxidação. Ajuda a proteger as células contra os danos causados pelos radicais livres.


Vitamina B1

Auxilia no aproveitamento energético da alimentação, promovendo apropriado metabolismo de carboidrato.
Necessária para o funcionamento apropriado do sistema nervoso e dos músculos, inclusive os músculos do
coração.


Vitamina B2

Auxilia no aproveitamento energético da alimentação. Ajuda na formação das células vermelhas do sangue e
no funcionamento do sistema nervoso.


Vitamina B6

Importante no metabolismo de proteínas e carboidratos. Necessária para o apropriado funcionamento dos
sistemas nervoso e imunológico. Essencial para a formação das células vermelhas do sangue e a síntese de
hormônios.


Vitamina B12

Ajuda na formação das células vermelhas do sangue e no aproveitamento de material genético vital (ácidos
nucléicos) para o núcleo celular. Necessária para a redução de risco de certos tipos de anemia. Auxilia no
funcionamento de todas as células do corpo, especialmente as nervosas, cerebrais e glóbulos vermelhos.


Ácido fólico

Quantidades adequadas desta vitamina B (ácido fólico) como parte de uma dieta saudável podem ajudar a
reduzir o risco de más-formações congênitas do cérebro e da espinha dorsal. Ajuda a manter normais as
funções saudáveis do trato intestinal. Necessário para o metabolismo dos aminoácidos e para a formação de
ácidos nucléicos que formam o DNA. Necessário para o crescimento e desenvolvimento normais. Necessário
para a formação das células vermelhas do sangue.


Nicotinamida

Presente em todas as células do corpo, ajuda a converter alimento em energia, envolvida no metabolismo de
gordura, proteína e carboidrato. Auxilia na função do sistema nervoso.


Ácido pantotênico

Relacionado com a conversão de carboidratos, gordura e proteína em energia. Necessário para a formação de
hormônios e substâncias que regulam o sistema nervoso. Ajuda no crescimento e desenvolvimento normais.

Vitamina A
Auxilia a formar e a manter saudáveis a pele, olhos, dentes, gengiva, cabelo, membranas mucosas e glândulas.
Necessária para visão noturna e diferenciação das cores. Importante para resistência a doenças infecciosas.

Manganês

Necessário para o crescimento normal dos ossos, desenvolvimento de tecidos conjuntivos e reprodução
normal. Envolvido no metabolismo dos carboidratos.


Biotina

Necessária para a formação de ácidos graxos e produção de energia a partir da glicose. Necessária para o
metabolismo de vários aminoácidos.


Zinco

O zinco pode ser um fator importante para ajudar a manter o sistema imunológico saudável. Componente
crítico de enzimas relacionadas à maioria das principais vias metabólicas. Parte de vários hormônios vitais,
inclusive insulina. Relacionado com a função do paladar. Auxilia na cicatrização de feridas. Relacionado ao
metabolismo protéico. Importante para visão noturna.


3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Fatig não deve ser utilizado por pessoas com hipersensibilidade conhecida aos componentes da fórmula.


Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe
imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.
Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.


4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Você não deve usar este medicamento como substituto de uma dieta equilibrada.
É importante não exceder a dose diária recomendada no caso de automedicação.
O álcool modifica a absorção intestinal da riboflavina (vitamina B2).


Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe
imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.


5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Conservar o medicamento em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30

o

C). Proteger da luz e

umidade.
Este medicamento tem validade de 24 meses a partir da data de sua fabricação.


Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido.
Guarde-o em sua embalagem original.


Os comprimidos revestidos de Fatig são ovalados de coloração marrom - avermelhada.


Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso você observe alguma mudança no aspecto do
medicamento que ainda esteja no prazo de validade, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se
poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.



COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Deve-se tomar um comprimido ao dia, por via oral, preferencialmente junto com uma das refeições. Fatig
pode ser tomado por tempo indeterminado. Não é recomendado exceder a dose diária.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do
farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.
Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Você pode tomar a dose deste medicamento assim que se lembrar. Não exceda a dose recomendada para cada
dia.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Ocasionalmente, podem ocorrer distúrbios gastrintestinais.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo
uso do medicamento.
Informe também à empresa através de seu serviço de atendimento.


9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA
DESTE MEDICAMENTO?
Não há relatos de intoxicação aguda por ingestão de uma grande quantidade de piridoxina, mas, neuropatia
sensorial severa tem sido descrita em pacientes recebendo altas doses de piridoxina (50 mg a 6 g por dia) por
períodos de 2 a 40 meses, progredindo desde andar vacilante e pés entorpecidos até adormecimento e
desajeitamento das mãos. Foram também observados sintomas como parestesia (formigamento), hiperestesia
(aumento da sensibilidade), dor nos ossos, fraqueza muscular, dormência e fasciculação (contração
involuntária rítmica e indolor de feixes musculares e que não afeta os movimentos segmentares), mais
acentuados nas extremidades. Neuropatia motora (relacionada a movimentos) também foi relatada após
ingestão de 10 g de piridoxina por 5 anos. Este quadro é reversível após interrupção do tratamento.
Em caso de ingestão acidental de doses muito acima das preconizadas, recomenda-se adotar medidas
habituais de controle das funções vitais.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve
a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais
orientações.


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Fabricado por:
Okasa Pharma Pvt. Ltd.
L2, Additional MIDC, Satara 415004, Maharashtra, Índia


Importado por:
Actavis Farmacêutica Ltda.
Rua Barão de Petrópolis, 311 - Rio de Janeiro - RJ
CEP 20.251-061 - CNPJ 33.150.764/0001-12 - Indústria Brasileira
Reg. MS nº. 1.0492.0191
Farm. Resp.: Luis Carlos de Oliveira - CRF-RJ nº 7796.

Esta bula foi aprovada pela Anvisa em (dd/mm/aaaa).

B2/FAT/VP/001

HISTÓRICO DE ALTERAÇÃO PARA A BULA

Dados da Submissão eletrônica

Dados da petição/notificação que altera bula

Dados das alterações de bulas

Data do

expediente

Número do
expediente

Assunto

Data do

expediente

Número do
expediente

Assunto

Data de

aprovação

Itens de bula

Versões

(VP/VPS)

Apresentações

relacionadas

30/06/2014

N/A

Inclusão inicial

de texto de bula

– RDC 60/12

30/06/2014

N/A

Inclusão inicial de

texto de bula – RDC

60/12

30/06/2014


Envio inicial do texto de

buas em cumprimento ao

Guia de Submissão

Eletrônica de Bula

VP/VPS

Embalagens

comerciais com 30

ou 100

comprimidos

revestidos

.

21/05/2013

0401720/13-0

Medicamentos e

Insumos

Farmacêuticos -

(Alteração na AFE) de

Industria do produto

- Razão social

09/09/2013

Dizeres legais – Alteração da

logo e da razão social de

“Arrow Farmacêutica Ltda”
para “Actavis Farmacêutica

Ltda”.

24/05/2013

0414454/13-6

Medicamentos e

Insumos

Farmacêuticos -

(Alteração na AE) de

Ind do produto

sujeito controle

especial- Razão social

16/09/2013



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Fasciculação: Movimento involuntário rítmico, que traduz uma alteração na regulação do tônus muscular. Produzem-se pequenas contrações de diferentes grupos musculares de forma alternada e repetitiva. Associa-se ao hipertireoidismo, alcoolismo, doença de Parkinson, etc.
  2. Glândula: Estrutura do organismo especializada na produção de substâncias que podem ser lançadas na corrente sangüínea (glândulas endócrinas) ou em uma superfície mucosa ou cutânea (glândulas exócrinas). A saliva, o suor, o muco, são exemplos de produtos de glândulas exócrinas. Os hormônios da tireóide, a insulina e os estrógenos são de secreção endócrina.
  3. Neuropatia: Doença que afeta a um (mononeuropatia) ou vários nervos (polineuropatia). Seus sintomas dependem da localização e tipo de nervo comprometido, podendo ser motores (fraqueza muscular) ou sensitivos (diminuição da sensibilidade, dor). Entre suas causas figuram certos tóxicos, distúrbios metabólicos, infecções, doenças degenerativas, etc.
  4. Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
  5. Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.

Síguenos

X