Favint

Para que serve Favint

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


Folheto Informativo

Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento.
- Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
- Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.
- Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento pode ser-lhes
prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.

Neste folheto:1. O que é FAVINT e para que é utilizado? 2. Antes de tomar

FAVINT

3. Como tomar

FAVINT

4. Efeitos secundários possíveis 5. Conservação de

FAVINT

FAVINT 18 microgramas, pó para inalação em cápsulas duras

Tiotrópio (sob a forma de brometo, monohidratado)

• A substância activa é o tiotrópio. Este está presente na forma monohidratada de brometo de tiotrópio equivalente a 18 microgramas de tiotrópio. • O outro ingrediente é lactose monohidratada. A mistura em pó está contida em cápsulas duras de gelatina.

Titular da autorização de introdução no mercado:

Boehringer Ingelheim International GmbH.

Para informações adicionais:

Boehringer Ingelheim, Lda

Avenida António Augusto de Aguiar, 104 – 1º1069-029 Lisboa1. O QUE É FAVINT E PARA QUE É UTILIZADO?O FAVINT é um pó para inalação, incluído numa cápsula dura de gelatina.

O pó das cápsulas deve ser inalado com o auxílio de um dispositivo para inalação, o HandiHaler.

As cápsulas de FAVINT são verde-claro, com o código do produto e o logotipo Boehringer Ingelheim impressosna cápsula. As cápsulas contêm um pó branco ou amarelo claro-esbranquiçado.O FAVINT está disponível como uma embalagem combinada, contendo:

• 1 HandiHaler e 30 cápsulas (3 blisters).O FAVINT pertence ao grupo de medicamentos conhecido como "dilatadores das vias aéreas - anticolinérgicos"e actua da forma que se descreve de seguida. Depois da inalação do pó, a substância activa tiotrópio contribuipara o relaxamento dos músculos que rodeiam as vias aéreas, provocando o alargamento destas para que possarespirar mais facilmente.

Deverá usar o FAVINT uma vez por dia como tratamento de manutenção para aliviar os sintomas da doençapulmonar obstrutiva crónica (DPOC); esta caracteriza-se por:

? constrição devido ao estímulo dos músculos das vias aéreas (broncospasmo)

15

? falta de ar ou sensação de opressão em torno do tórax (dispneia).

Estes sintomas podem ser consequência de:

? inflamação prolongada das vias aéreas, caracterizada por tosse com expulsão de muco (bronquite crónica),

? perda de elasticidade do tecido pulmonar (enfisema).

O FAVINT é administrado para garantir um tratamento de manutenção da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica(DPOC).

2.

ANTES DE TOMAR FAVINT

Não tome FAVINT

• se for hipersensível (alérgico) a ? brometo de tiotrópio

? atropina ou substâncias derivadas da atropina, como o ipratrópio ou oxitrópio ? lactose monohidratada (ingrediente).

Tome especial cuidado com

FAVINT


• no caso de uma crise aguda de dispneia, em virtude de FAVINT não ser adequado para o alívio da dispneia súbita devido ao aperto dos músculos que envolvem as vias aéreas (broncospasmo agudo), onde é necessáriauma acção rápida; existem outros medicamentos disponíveis para o tratamento rápido do broncospasmoagudo, podendo aconselhar-se junto do seu médico sobre os mesmos; • quando usar o FAVINT pela primeira vez, dado que existe um risco de ocorrência de uma reacção de hipersensibilidade imediata; neste caso deverá informar imediatamente o seu médico.

Preste também atenção aos seguintes aspectos quando tomar o

FAVINT

• A inalação de medicamentos pode, por vezes, provocar uma crise de broncospasmo com tosse; se esta crise não passar rapidamente, terá que informar o seu médico.

• Não permita que o conteúdo da cápsula de FAVINT entre em contacto com os olhos, dado que tal pode dar origem aos seguintes sintomas:

? dor ou sensação desagradável nos olhos

? turvação temporária da visão ? visão de anéis ou imagens coloridas ? dor e vermelhidão dos olhos.

Se observar algum destes sintomas deverá informar imediatamente o seu médico. • Recorde-se que deverá ter cuidado com o FAVINT se sofrer de:

? aumento da pressão ocular (glaucoma de ângulo estreito)

? aumento das dimensões da próstata (hiperplasia da próstata) ou obstrução do colo da bexiga

? insuficiência renal.Deverá advertir o seu médico assistente caso sofra de alguma destas doenças quando lhe for receitado FAVINT,ou caso se descubra que sofre de uma destas doenças quando já estiver a tomar o FAVINT.

Não deverá tomar mais do que uma cápsula de FAVINT uma vez por dia.Inale FAVINT apenas com o HandiHaler.

Gravidez

Não existe informação suficiente sobre a utilização deste medicamento durante a gravidez. Consulte o seumédico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.AleitamentoNão existe informação suficiente sobre a utilização deste medicamento durante o aleitamento. Consulte o seumédico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. 25

Condução de veículos e utilização de máquinasNão existe qualquer prova de que FAVINT influencia a capacidade de condução de veículos e de utilização demáquinas.

Tomar FAVINT com outros medicamentosInforme o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos,incluindo medicamentos sem receita médica.3.

COMO TOMAR FAVINT


O pó contido na cápsula de FAVINT deve ser inalado com auxílio do inalador HandiHaler. Por conseguinte, ascápsulas de FAVINT não deverão ser engolidas. Inale o conteúdo de uma cápsula uma vez por dia com o auxíliodo HandiHaler (consulte as instruções de utilização do HandiHaler). Tenha em atenção os seguintes aspectos:Depois de ter inalado uma vez com o auxílio do HandiHaler, a cápsula ainda não fica completamente vazia.Deverá, portanto, inalar novamente a mesma cápsula. O efeito surge decorridos alguns minutos e mantém-sedurante mais de 24 horas.

Tome FAVINT todos os dias, sempre à mesma hora, para que inale uma dose em cada 24 horas. Assim serápossível obter os melhores efeitos. A hora fixa ajuda-o especialmente a recordar-se quando tiver que inalar umacápsula.

O FAVINT é usado no tratamento de doenças crónicas das vias aéreas, pelo que deve ser tomado durante muitotempo.FAVINT não é adequado para crianças.Se tiver a impressão de que o efeito de FAVINT é demasiado forte ou demasiado fraco, consulte o seu médico oufarmacêutico.

Se tomar mais FAVINT do que deveriaSe tomar FAVINT em demasia ou engolir uma cápsula acidentalmente, contacte imediatamente o seu médico oufarmacêutico. Se tomar mais do que deveria, não se prevê a ocorrência de qualquer efeito secundário, à excepçãode secura da boca.Caso se tenha esquecido de tomar

FAVINT

Se se tiver esquecido de uma inalação, ainda a poderá tomar. Contudo, se for quase altura da inalação seguinte,poderá omitir a inalação esquecida e passar à próxima. Não tome uma dose dupla para compensar as dosesindividuais esquecidas.Efeitos da interrupção do tratamento com

FAVINT

Não deixe de tomar o FAVINT por sua própria iniciativa. Consulte sempre o seu médico quando pensarinterromper o tratamento. Mesmo que interrompa o tratamento em concordância com o seu médico, as queixasque tinha antes de iniciar o tratamento com FAVINT poderão reaparecer.4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍ

VEIS

Como todos os medicamentos, o FAVINT pode ter efeitos secundários.O efeito secundário mais frequente após a inalação de FAVINT é a secura da boca. Trata-se de um efeitosecundário ligeiro de FAVINT, que desaparece com a continuação do tratamento. Não é necessário consultar oseu médico sobre este efeito.

Outros efeitos secundários apresentados pelos doentes consistem em:

35

• obstipação (dificuldade em expelir as fezes)

• hipersensibilidade, em particular uma acumulação súbita de líquido (inchaço) na pele e membranas mucosas (como, por exemplo, garganta ou língua)

• dificuldade respiratória e / ou comichão e erupção na pele, por vezes na forma de reacção alérgica (angioedema, rash, urticária e prurido).

Se estes efeitos secundários ocorrerem, terá que consultar o seu médico.Entre outros possíveis efeitos secundários que poderão ocorrer como consequência das propriedades de

FAVINT

incluem-se garganta seca, inflamação dos seios paranasais e da faringe, infecção das membranas mucosas(monilíase), aumento do ritmo cardíaco, palpitações, visão turva, aumento da pressão ocular (glaucoma),dificuldade em urinar, náusea, rouquidão e tonturas. Pode ocorrer irritação local das vias aéreas superiores ehemorragia nasal (epistaxis). Tal como é comum com todas as terapêuticas inaladas, o tiotrópio pode causarbroncospasmo induzido por inalação. Se ficar preocupado quando ocorrer algum destes efeitos secundáriospoderá consultar o seu médico.

Em casos pouco frequentes, é observado um efeito secundário grave. • Retenção de urina na bexiga no idoso que apresenta alto risco para a ocorrência deste efeito secundário; este efeito secundário é grave e, neste caso, precisa de assistência médica.

Caso detecte efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.5.

CONSERVAÇÃO DE FAVINT

Manter FAVINT fora do alcance e da vista das crianças.Não conservar acima de 25º C.Não congelar.Prazo de validadeNão utilize FAVINT após expirar o prazo de validade indicado no rótulo.Após primeira abertura do blister o prazo de validade desse mesmo blister é de 9 dias.Este folheto foi revisto pela última vez em

Março 2005

45


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  2. Hemorragia: Perda de sangue para um órgão interno (tubo digestivo, cavidade abdominal) ou para o exterior (ferimento arterial). De acordo com o volume e velocidade com a qual se produz o sangramento uma hemorragia pode produzir diferentes manifestações nas pessoas, desde taquicardia, sudorese, palidez cutânea, até o choque.
  3. Glaucoma: Aumento da pressão intra-ocular que se manifesta por dor de cabeça, olho vermelho e, se não tratado, pode produzir perda de visão a longo prazo.
  4. Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
  5. Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
  6. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X