Halibut

Para que serve Halibut

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

HALIBUT 150 mg/g pomada Óxido de zinco

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.

Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessário utilizar Halibut com precaução para obter os devidos resultados. -Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler. -Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico. -Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas, consulte o seu médico. -Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Neste folheto: 1. O que é Halibut e para que é utilizado 2. Antes de utilizar Halibut

3. Como utilizar Halibut 4. Efeitos secundários possíveis 5. Como conservar Halibut

6. Outras informações

1. O QUE É HALIBUT E PARA QUE É

UTILIZADO

Halibut é um medicamento pertencente ao grupo farmacoterapêutico - Medicamentos usados em afecções cutâneas. Adjuvantes da Cicatrização. Cada grama de pomada contém 150 mg de óxido de zinco.

Halibut, pela natureza da sua formulação é um medicamento dotado de uma notável acção regeneradora dos tecidos e ainda de uma grande acção protectora, calmante, adstringente e antisséptica devido à presença do óxido de zinco.

Pela sua acção calmante, cicatrizante e regeneradora dos tecidos Halibut está indicada na dermatite das fraldas (assaduras dos bebés), queimaduras do primeiro grau e na cicatrização de feridas superficiais.

2.

ANTES DE UTILIZAR HALIBUT

Não utilize Halibut

-se tem alergia (hipersensibilidade) ao óxido de zinco ou a qualquer outro componente de Halibut.

Tome especial cuidado com Halibut

- Quando este é aplicado várias vezes sobre uma grande superfície, em penso oclusivo ou em camada espessa.

- Sobre uma pele sensibilizada ou queimada. - Sobre uma mucosa - Na pele de recém-nascidos ou crianças pequenas, por causa da relação superfície/peso, e do efeito de oclusão espontânea nas pregas e dobras na zona das nádegas.

Ao utilizar Halibut com outros medicamentos Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica. Não se conhecem incompatibilidades com outros medicamentos. Não deve utilizar conjuntamente com antissépticos com propriedades oxidantes.

Gravidez e aleitamento Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. Halibut tem na composição vitamina A pelo que deverá ser usado com precaução durante a gravidez.

Condução de veículos e utilização de máquinas Os efeitos de Halibut sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas são nulos.

Informações importantes sobre alguns componentes de Halibut

Halibut contém butil-hidroxianisol (E320) e butil-hidroxitolueno (E321). Podem causar reacções cutâneas locais (por exemplo, dermatite de contacto) ou irritação ocular e das membranas mucosas. Halibut contém parabenos (para-hidroxibenzoato de metilo e para-hidroxibenzoato de propilo). Pode causar reacções alérgicas (possivelmente retardadas).

3.

COMO UTILIZAR HALIBUT

Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Nas irritações cutâneas em que a pele está intacta, estenda uma quantidade de pomada que cubra a parte afectada e espalhe friccionando levemente. Estão incluídas neste caso a dermatite das fraldas (assaduras dos bebés) e as irritações provocadas por uma exposição prolongada ao sol. As aplicações devem ser feitas várias vezes ao dia. Nas feridas superficiais pode cobri-las com um penso ou gaze previamente untado com a pomada. Troque o penso diariamente.

Se utilizar mais Halibut do que deveria

Dada a via de administração é praticamente impossível a intoxicação.

Caso se tenha esquecido de utilizar Halibut

Não utilize uma quantidade a dobrar para compensar uma aplicação que se esqueceu de utilizar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁ

RIOS POSSIVEIS

Como todos os medicamentos, Halibut pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

O Halibut é um medicamento muito bem tolerado. No entanto podem ocorrer reacções locais, tais como: - Dermatites de contacto - Irritação dos olhos e membranas mucosas - Reacções alérgicas (possivelmente retardadas).

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5.

COMO CONSERVAR HALIBUT

Conservar a temperatura inferior a 25ºC.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Halibut após o prazo de validade impresso na embalagem, após VAL.

O

prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕ

ES

Qual a composição de Halibut

A substância activa é o óxido de zinco. Os outros componentes são: palmitato de retinol, colecalciferol, Dragosan (isoestearato de sorbitano + óleo de rícino hidrogenado + ceresina + cera de abelha), óleo de girassol, vaselina líquida, talco, macrogolglicerol hidroxiestearato, butil-hidroxianisol (E320), água purificada, sulfato de magnésio hepta-hidratado, sorbitol líquido (não cristalizável) glicerol, para-hidroxibenzoato de metilo (E218), para-hidroxibenzoato de propilo (E216), butil-hidroxitolueno (E321) e óleo de fígado de bacalhau.

Qual o aspecto de Halibut e conteúdo da embalagem

Halibut apresenta-se como uma pomada branca, com consistência cremosa, em bisnagas de polifoil de cor branco de 20, 30, 50 e 100 g.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricantes

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

LABORATÓRIO MEDINFAR – PRODUTOS FARMACÊUTICOS, S.A. Rua Manuel Ribeiro de Paiva, 1 - 1º Venda Nova, 2700-547 Amadora

Fabricante

FARMALABOR - PRODUTOS FARMACÊUTICOS, S.A. Zona Industrial de Condeixa-a-Nova

3150-194 Condeixa-a-Nova

Este folheto foi aprovado pela última vez em

FAZEM PARTE DESTE FOLHETO INFORMATIVO AS IMAGENS APROVADAS PELO

INFARMED EM 13.05.2002

Formas de aplicação

No Rabinho do Bebé

Em cada muda da fralda, aplicar uma camada espessa de Halibut, de modo a criar uma barreira protectora, entre a pele do bebé, a urina e as fezes.

No caso de já existir uma assadura, mudar a fralda o mais frequentemente pos
sível e, em cada muda da fralda, aplicar uma camada de Halibut.

Na Cicatrização de Lesões da Pele

No caso de uma ferida, coloque Halibut numa gaze ou penso antes de a aplicar na pele.

No caso de outras lesões da pele como queimaduras do primeiro grau aplique uma camada de Halibut directamente sobre a pele.

Halibut Previne e Trata



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
  2. Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.

Síguenos

X