MAGNEN B6

Para que serve MAGNEN B6

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


Magnen B6

glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina

APRESENTAÇÕES

Comprimidos revestidos em embalagens com 10 e 30 comprimidos.

VIA ORAL

USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 10 ANOS

COMPOSIÇÃO

Cada comprimido revestido contém:

(*)

glicinato de magnésio (equivalente a 130,0mg (18%) de magnésio elementar)............722,2 mg.....100%

cloridrato de piridoxina (Vitamina B

6

)..............................................................................1,0 mg.....154%

Excipientes q.s.p. 1 comprimido: celulose microcristalina, copovidona, croscarmelose sódica, dióxido de silício,

beenato de glicerila, povidona, macrogol, talco, álcool polivinílico, dióxido de titânio e óxido de ferro amarelo.

(*) Teor percentual do componente na posologia máxima relativo à Ingestão Diária Recomendada para Adultos.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE


PARA QUE ESTE MEDICAMENTO FOI INDICADO?


Magnen B6® é destinado à suplementação vitamínico-mineral nos casos de dietas restritivas e inadequadas; como

auxiliar do sistema imunológico; em doenças crônicas ou convalescença e para idosos.


COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Magnen B6

®

atua como suplemento vitamínico-mineral. Quando ingerido regularmente supre prováveis deficiências

da dieta diária, auxilia o sistema imunológico, em casos de doenças crônicas ou convalescença, e também os idosos.


QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Magnen B6

®

é contraindicado para pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da

fórmula; para pacientes com Parkinson; em uso de levodopa isolada e em casos de insuficiência renal grave.

Este medicamento é contraindicado para menores de 10 anos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.



O QUE DEVO SABER ANTES DE UTILIZAR ESTE MEDICAMENTO?

Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso.

Não ingerir doses maiores que as recomendadas.

Você deve usar com cautela o medicamento se apresentar alterações do ritmo do músculo cardíaco e insuficiência

renal leve ou moderada. Magnen B6

®

não deve ser usado por períodos prolongados em doses superiores às

recomendadas.

Não há restrições específicas para o uso de Magnen B6

®

em idosos e grupos especiais, desde que observadas as

contraindicações e advertências comuns ao medicamento.


Este medicamento é contraindicado para menores de 10 anos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.


Interações medicamentosas

Interações Magnen B6

- medicamentos

A administração concomitante de Magnen B6

®

pode prejudicar ou potencializar os seguintes tratamentos: levodopa

isolada, glimepirida, anticoagulantes orais, bisfosfonatos, cetoconazol, cimetidina, ranitidina, clordiazepóxido,

demeclociclina, diazepam, digitálicos, fluoroquinolonas, salicilatos, moxifloxacino, dexametasona, prednisona e

tetraciclinas, anfetaminas, efedrina, levodopa, quinidina, amicacina, dibecacina e cisatracúrio.

A administração com esteroides anabólicos ou anabolizantes pode aumentar o risco de edema.

A ingestão de

Magnen B6

®

não altera a absorção de eterocoxibe.

A farmacocinética (absorção, distribuição, metabolização e excreção) dos componentes de

Magnen B6

®

pode ser

alterada quando houver administração concomitante com: agonistas beta-2, aminoglicosídeos, amifostina, cicloserina,

contraceptivos orais, estrógenos, insulina, isoniazida, penicilamina.

A ingestão crônica de álcool pode prejudicar a metabolização de magnésio pelos rins.

Interações Magnen B6

– substâncias químicas

A ingestão crônica de álcool pode prejudicar a metabolização do magnésio pelos rins.

Interações Magnen B6

– exames laboratoriais

A ingestão de Vitamina B

6

pode provocar uma reação falso-positiva na detecção de urobilinogênio quando utilizado o

Reativo de Ehrlich.

Interações Magnen B6

– doenças

Nos casos de insuficiência renal severa

Magnen B6

®

está contraindicado.


Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Você deve conservar

Magnen B6

®

em temperatura ambiente (temperatura entre 15°C e 30° C). Proteger da luz e

umidade.

Este medicamento tem validade de 24 meses a partir da data de sua fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Magnen B6

®

apresenta-se sob a forma de comprimidos revestidos oblongos de coloração amarela.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para

saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?


Você deve tomar os comprimidos com líquido, por via oral.

Posologia: ingerir dois comprimidos revestidos de

Magnen B6

®

por dia, em uma ou duas tomadas ou a critério do

médico, com pequena quantidade de líquido, após as refeições.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral, pode causar a perda do efeito

esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do
farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?


Você pode tomar a dose deste medicamento assim que se lembrar. Não exceda a dose recomendada para cada dia.

Em casos de dúvidas, procure orientação do farmacêutico, ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?


Distúrbios Gastrintestinais: náusea (enjoo), vômito; dor abdominal; irritação gastrintestinal e diarreia.

Distúrbios Cutâneos: reações alérgicas e rubor (vermelhidão).

Distúrbios Endócrinos: perda de apetite.

Distúrbios do Sistema Nervoso: cefaleia (dor de cabeça); sonolência e neuropatia sensorial (doença que afeta os nervos

que levam informações das sensações das várias partes do corpo para o cérebro).


Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do

medicamento.

Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?


Se você tomar uma dose muito grande deste medicamento podem ocorrer:

Distúrbios Cardiovasculares e Respiratórios: hipotensão (pressão arterial anormalmente baixa); alterações do ritmo

cardíaco (como assistolia – parada dos batimentos cardíacos – e bradicardia – lentidão excessiva na ação do coração);

depressão respiratória (diminuição do ritmo e intensidade da respiração) e insuficiência respiratória.

Distúrbios Endócrinos: sede.

Distúrbios Gastrintestinais: dor abdominal; náusea

(enjoo) e vômito.

Distúrbios Musculares: fraqueza muscular e paralisia muscular.

Distúrbios do Sistema Nervoso: confusão; perda de reflexos; depressão do sistema nervoso central; coma; cefaleia (dor

de cabeça) e tontura.

Outros: insuficiência renal.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a
embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Reg. M.S. nº: 1.0155.0241
Farmacêutica Responsável: Regina Helena Vieira de Souza Marques • CRF-SP 6.394
Embalado por: Droxter Indústria, Comércio e Participações Ltda.
Rua Vigário Taques Bittencourt, 258 • Santo Amaro
São Paulo/SP • CEP 04755-060
Registrado por: Marjan Indústria e Comércio Ltda.
Rua Gibraltar, 165 • Santo Amaro
São Paulo/SP • CEP 04755-070
CNPJ nº 60.726.692/0001-81
Indústria Brasileira
SAC 0800 55 45 45

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Esta bula foi aprovada pela Anvisa em 19/06/2015.

HISTÓRICO DE ALTERAÇÃO DA BULA DO PACIENTE

Dados da submissão eletrônica

Dados da petição/notificação que altera bula

Dados das alterações de bulas

Data do
expediente

Nº do

expediente

Assunto

Data do

expediente

Nº do

expediente

Assunto

Data de

aprovação

Itens de bula

Versões

(VP/VPS)

Apresentações

relacionadas

19.06.2015

NA

10454 – ESPECÍFICO -
Notificação de alteração
de Texto de Bula - RDC

60/12

21.10.2013

0883482/13-2

10454 – ESPECÍFICO -
Notificação de alteração
de Texto de Bula - RDC

60/12

21.10.2013

- Atualização da logomarca

- Item Composição

VP

10 e 30 comprimidos

21.10.2013

0883482/13-2

10454 – ESPECÍFICO -
Notificação de alteração
de Texto de Bula - RDC

60/12

26.04.2013

0328110/13-8

10454 – ESPECÍFICO -
Notificação de alteração
de Texto de Bula - RDC

60/12

26.04.2013

- Dizeres Legais

VP

10 e 30 comprimidos

26.04.2013

0328110/13-8

10454 – ESPECÍFICO -
Notificação de alteração
de Texto de Bula - RDC

60/12

09.04.2013

0265001/13-1

10461 – ESPECÍFICO

– Inclusão Inicial de

Texto de Bula - RDC

60/12

09.04.2013

- Inclusão de nova apresentação

VP

10 e 30 comprimidos



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  2. Neuropatia: Doença que afeta a um (mononeuropatia) ou vários nervos (polineuropatia). Seus sintomas dependem da localização e tipo de nervo comprometido, podendo ser motores (fraqueza muscular) ou sensitivos (diminuição da sensibilidade, dor). Entre suas causas figuram certos tóxicos, distúrbios metabólicos, infecções, doenças degenerativas, etc.
  3. Paralisia: Perda total da força muscular que produz incapacidade para realizar movimentos nos setores afetados. Pode ser produzida por doença neurológica, muscular, tóxica, metabólica ou ser uma combinação das mesmas.

Síguenos

X