MAGNESIA MURIATICA

Para que serve MAGNESIA MURIATICA

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


MAGNESIA MURIATICA

MgCl . 6H O ; 203,33

2
2
Sinonímia homeopática. Magnesia hydrochlorica, Magnesii chloridum. Magnesium chloratum.

Nome químico. cloreto de magnésio hexaidratado.

DESCRIÇÃO

Caracteres físico-químicos. Cristais incolores, inodoros e higroscópicos.

Solubilidade. Solúvel em água (1,67:1) e em etanol.

Densidade relativa (V.2.5) F. Bras. IV. 1,57 g/ml a 20 °C.

Incompatibilidades. Álcalis em geral, carbonatos e bicarbonatos alcalinos, fosfatos alcalinossolúveis.

ESPECIFICAÇÃO

Contém de 98,0 a 101,0 % de MgCl . 6H O.

2
2

IDENTIFICAÇÃO

A.

Tratar solução da amostra acidificada com ácido nítrico, com solução de nitrato de prata SR.Forma-se precipitado branco insolúvel em ácido nítrico, mas solúvel em hidróxido de amônio 6

M

(cloreto).

B.

Tratar solução da amostra com solução de hidróxido de sódio 8% (p/V); forma-se precipitadobranco que dissolve com adição de cloreto de amônio 2 M (magnésio).

ENSAIOS DE PUREZA

Dissolver 10 g da amostra em quantidade suficiente para 100 ml de água purificada (Solução teste).

Aspecto da solução. A Solução teste é límpida e incolor.

pH. A 5,0 ml da Solução teste, adicionar 0,1 ml de vermelho de fenol SI. Não mais que 0,3 ml desolução 0,01 M de hidróxido de sódio ou de ácido clorídrico deve ser suficiente para mudar a cor dasolução.

Arsênio. 5 ml da Solução teste deve satisfazer o ensaio limite para arsênio (V.3.2.5) F. Bras. IV.No máximo 2 ppm.

Cálcio. Transferir 0,3 g da amostra, pesado com precisão de 1 mg, dissolver em 50 ml da águapurificada, adicionar 5 ml de solução de hidróxido de sódio 5 M e 5 ml de calcona SI. Titular comsolução padrão de edetato dissódico 0,05 M SV até que a cor mude de vermelho-púrpura para azul.Cada ml consumido corresponde a 0,002 g de Ca2+. No máximo 0,1%.


Bário. Dissolver 1 g da amostra em 10 ml de água purificada. Adicionar 1 ml de solução 1 M deácido sulfúrico. Não deve produzir turbidez em 2 horas.

DOSEAMENTO

Transferir para um erlenmeyer, aproximadamente 0,3 g da amostra, pesado com precisão de 1 mg.Dissolver em 50 ml da água purificada; adicionar 10 ml de solução tampão amônio-cloreto deamônio pH 10 e cerca de 10 ml de solução de negro de eriocromo T SI. Titular com solução padrãode edetato dissódico 0,05 M SR até que a cor mude de violeta para azul. Designar como V1 ovolume consumido nessa titulação.

Para outro erlenmeyer, transferir 0,3 g da amostra, pesado com precisão de 1 mg, dissolver em 50ml da água purificada. Adicionar 5 ml de solução de hidróxido de sódio 5 M e 5 ml de calcona SI.Titular com solução padrão de edetato dissódico 0,05 M SR até que a cor mude de vermelho-
púrpura para azul. Designar como V2 o volume consumido nessa titulação. Este volumecorresponde ao teor de cálcio.

A diferença entre V1 e V2 é o volume da solução de edetato dissódico 0,05 M SR que complexou aamostra e corresponde ao teor de magnésio na amostra. Cada ml da solução 0,05 M da solução deedetato dissódico 0,05 M SR equivale a 0,001 g de MgCl .6

H O

2
2

CONSERVAÇÃO

Conservar em frasco neutro, âmbar, bem fechado.

FORMA DERIVADA

Ponto de partida. Cloreto de Magnésio hexahidratado (MgCl . 6H O).

2
2
Insumo inerte. Utilizar álcool 70% até 3CH ou 6 DH e para as demais, seguir a regra geral depreparação de formas farmacêuticas derivadas.Método. Hahnemanniano (XI.I), Korsakoviano (XI.II), Fluxo Contínuo (XI.III); Farm. Hom. Bras.II,1997.

Dispensação. A partir da 1CH ou 1DH seguindo regra geral de dispensação.

Conservação. Em frasco de vidro neutro, âmbar, bem fechado, ao abrigo da luz e do calor. Document Outline Solubilidade. Sol


DEFINIÇÕES MÉDICAS

Síguenos

X