Magnesona

Para que serve Magnesona

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


APROVADO EM 07-12-2015 INFARMED Folheto informativo: Informação para o doente

Magnesona 1500 mg/10 ml, solução oral
Pidolato de magnésio

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento, pois
contém informação importante para si.
- Tome este medicamento exatamente como está descrito neste folheto, ou de acordo com
as indicações do seu médico ou farmacêutico.
- Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
- Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não
indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Ver secção 4.
- Se não se sentir melhor ou se piorar após 15 dias, tem de consultar um médico.

O que contém este folheto:
1. O que é a Magnesona e para que é utilizada 2. O que precisa de saber antes de tomar Magnesona 3. Como tomar Magnesona 4. Efeitos secundários possíveis 5. Como conservar Magnesona 6. Conteúdo da embalagem e outras informações

O que é a Magnesona e para que é utilizada Magnesona contém pidolato de magnésio.

O medicamento deve ser tomado para a prevenção e alívio de queixas sugestivas de falta
de magnésio, tais como fraqueza, fadiga, irritabilidade, náuseas, cãibras e parestesias
(formigueiros). Se não se sentir melhor ou se piorar após 15 dias, tem de consultar um
médico.


O que precisa de saber antes de tomar Magnesona

Antes de tomar Magnesona é importante que leia as secções seguintes e que esclareça
todas as dúvidas junto do seu médico ou farmacêutico.

Não tome Magnesona:

- se tem alergia ao pidolato de magnésio ou a qualquer outro componente deste
medicamento (indicados na secção 6).
- se tem insuficiência renal grave (com valores de depuração da creatinina inferiores a

ml/min).

Advertências e precauções APROVADO EM 07-12-2015 INFARMED Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Magnesona

Crianças e adolescentes
Magnesona não está recomendada em crianças e adolescentes, sem indicação e devido
acompanhamento médico.

Outros medicamentos e Magnesona
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, tiver tomado recentemente, ou
se vier a tomar outros medicamentos.

Não deve tomar simultaneamente cálcio e magnésio (Magnesona) para evitar fenómenos
de competição ao nível da absorção digestiva. No caso de tratamento simultâneo com
cálcio, recomenda-se intervalar as ingestões em pelo menos 3 horas.

Magnesona pode também diminuir a absorção das tetraciclinas (antibióticos),
bisfosfonatos (utilizados no tratamento da osteoporose), quinolonas (antibióticos),
azitromicina (antibiótico) ou preparações de fluoreto de sódio (utilizadas na prevenção de
cáries dentárias). Espaçar a administração com Magnesona em 2 a 3 horas.

Magnesona pode ainda interagir com os seguintes medicamentos: vitamina D,
bloqueadores dos canais de cálcio (utilizados no tratamento da hipertensão arterial),
depressores do sistema nervoso central (utilizados no alívio dos sintomas da ansiedade),
eltrombopag (utilizado para aumentar o número de plaquetas no sangue), micofenolato
(utilizado para prevenir a rejeição de órgãos transplantados), agentes de bloqueio
neuromuscular (relaxantes musculares) e suplementos de fosfatos (utilizados para
correção dos níveis de fosfato no sangue).

Quinidinas (utilizadas para tratar alterações do ritmo cardíaco).: esta associação é
desaconselhada pelo aumento das taxas plasmáticas da quinidina e risco de sobredosagem
(diminuição da excreção renal da quinidina por alcalinização da urina.)

Magnesona com alimentos, bebidas e álcool
É desejável não tomar conjuntamente com produtos contendo leite e açúcar.

Gravidez, amamentação e fertilidade
Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o
seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.

A utilização de Magnesona durante a gravidez só deve ser efetuada caso indicado pelo
médico.
O magnésio passa para o leite materno, portanto não se recomenda a sua utilização
durante a amamentação.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Os efeitos de Magnesona sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas são nulos ou
desprezíveis. APROVADO EM 07-12-2015 INFARMED Magnesona contém sacarose
Cada ampola contém 2,6 g de sacarose. Se foi informado pelo seu médico que tem
intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.
No caso de regimes com baixo teor de açúcares ou na diabetes, deve-se ter em conta a
quantidade de sacarose por ampola.
Pode ser prejudicial para os dentes.

Magnesona contém para-hidroxibenzoato de metilo, para-hidroxibenzoato de propilo e
corante amarelo-sol FCF (E110)
O para-hidroxibenzoato de metilo e o para-hidroxibenzoato de propilo são conservantes
que, tal como o corante amarelo-sol FCF (E110), podem causar reações alérgicas (por
vezes retardadas, no caso dos para-hidroxibenzoatos).

Magnesona contém sorbitol
Cada ampola contém 4 g de sorbitol. Quando administrada de acordo com a posologia
recomendada, a ingestão diária de sorbitol é de 8 a 12 g o que pode resultar num efeito
laxante moderado. O valor calórico do sorbitol é de 2,6 kcal/g.
A administração de Magnesona é inapropriada em pessoas que manifestam intolerância
hereditária à frutose. Pode causar mal-estar no estômago e diarreia.


Como tomar Magnesona

Tome este medicamento exatamente como está descrito neste folheto, ou de acordo com
as indicações do seu médico ou farmacêutico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se
tiver dúvidas.

As ampolas bebíveis de Magnesona destinam-se apenas para uso oral.

A dose média recomendada é de 2 a 3 ampolas por dia.

Doentes com insuficiência renal ligeira
A dose média recomendada é de 1 ampola por dia.

Idosos e doentes com insuficiência hepática
Não é necessário qualquer alteração da dose média recomendada.

Utilização em crianças e adolescentes
Magnesona não está recomendada em crianças e adolescentes, sem indicação e devido
acompanhamento médico.

As ampolas deverão ser tomadas de preferência à hora das principais refeições.

Instruções para utilização apropriada:

Para abrir: APROVADO EM 07-12-2015 INFARMED Torça o topo da ampola até partir.

Preparação:
Inverta a ampola e aperte sensivelmente a meio conforme a imagem na embalagem,
misturando o conteúdo em meio copo de água.

Duração do tratamento
Habitualmente superior a um mês.

Se tomar mais Magnesona do que deveria
Não são esperados efeitos secundários, desde que os seus rins funcionem normalmente,
uma vez que o excesso de magnésio é excretado pelos rins. Por favor, contacte o seu
médico.

Caso se tenha esquecido de tomar Magnesona
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.


Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, a Magnesona pode causar efeitos secundários, embora
estes não se manifestem em todas as pessoas.

Pouco frequentes (podem afetar até 1 em 100 pessoas)
Fezes moles ou diarreia, dores abdominais

Desconhecida (a frequência não pode ser estimada com os dados disponíveis)
Náuseas, vómitos; reações cutâneas do tipo alérgico como por exemplo vermelhidão da
pele (eritema), comichão (urticária), inchaço da pele (angioedema).
Foi descrito um caso de tonturas e desequilíbrio com Magnesona.
Comunicação de efeitos secundários
Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não
indicados neste folheto, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro. Também
poderá comunicar efeitos secundários diretamente ao INFARMED, I.P. através dos
contactos abaixo. Ao comunicar efeitos secundários, estará a ajudar a fornecer mais
informações sobre a segurança deste medicamento.

INFARMED, I.P.
Direção de Gestão do Risco de Medicamentos
Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53
1749-004 Lisboa
Tel: +351 21 798 73 73
Linha do Medicamento: 800222444 (gratuita)
Fax: +351 21 798 73 97
Sítio da internet: http://extranet.infarmed.pt/page.seram.frontoffice.seramhomepage
E-mail: farmacovigilancia@infarmed.pt APROVADO EM 07-12-2015 INFARMED 5. Como conservar Magnesona
Conservar na embalagem de origem para proteger da luz.
Conservar a temperatura inferior a 25ºC.

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem exterior.
O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não utilize este medicamento se verificar sinais visíveis de deterioração.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao
seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas
ajudarão a proteger o ambiente.


Conteúdo da embalagem e outras informações

Qual a composição de Magnesona

- A substância ativa é o pidolato de magnésio.
- Os outros excipientes são: sacarose, sorbitol líquido, para-hidroxibenzoato de metilo,
para-hidroxibenzoato de propilo, sacarina sódica, óleo essencial de tangerina, corante E
110 amarelo-sol FCF, ácido piroglutâmico, água purificada.


Qual o aspeto de Magnesona e conteúdo da embalagem

Solução límpida, de cor alaranjada) apresentada em ampolas bebíveis.
A embalagem contém 20 ampolas de 10 ml para administração por via oral.


Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Laboratórios Vitória, S.A.
Rua Elias Garcia, 28
2700-327 Amadora
Portugal

Telef: 21 475 83 00
Fax: 21 474 70 70

Este folheto foi revisto pela última vez


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Cáries: Destruição do esmalte dental produzida pela proliferação de bactérias na cavidade oral.
  2. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  3. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  4. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X