Magnespasmil

Para que serve Magnespasmil

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


APROVADO EM 31-07-

08 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO

: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Magnespasmil 500 mg comprimidos Lactato de magnésio Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessário tomar Magnespasmil com precaução para obter os devidos resultados. -Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler. -Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico. -Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas após 15 dias, consulte o seu médico. -Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico. Neste folheto: 1. O que é Magnespasmil e para que é utilizado 2. Antes de tomar Magnespasmil 3. Como tomar Magnespasmil 4. Efeitos secundários possíveis 5. Como conservar Magnespasmil 6. Outras informações

O QUE É Magnespasmil E PARA QUE É UTILIZADO Magnespasmil

contém 500 mg de lactato de magnésio por comprimido (correspondente a 60 mg de magnésio). Magnespasmil pertence ao grupo dos medicamentos utilizados em nutrição (vitaminas e sais minerais). O medicamento deve ser tomado para prevenção e alívio de queixas sugestivas de falta de magnésio, tais como fraqueza, fadiga, apatia, irritabilidade, náuseas e sensação de picadas e formigueiros.

ANTES DE TOMAR Magnespasmil A

ntes de tomar Magnespasmil é importante que leia as secções seguintes e que esclareça todas as dúvidas que possa ter junto do seu farmacêutico.

Não tome Magnespasmil -Se tem alergia (hipersensibilidade) ao lactato de magnésio ou a qualquer outro componente de Magnespasmil . -Se tem idade inferior a 12 anos, uma vez que não existem dados suficientes disponíveis sobre a avaliação benefício-risco do uso deste medicamento. -Se sofre de uma insuficiência renal grave, com valores de depuração da creatinina inferior a 30 ml/minuto. Tome especial cuidado com Magnespasmil -Se ocorrer um agravamento dos sintomas consulte imediatamente o médico. Tomar Magnespasmil com outros medicamentos APROVADO EM 31-07-

08 INFARMED I

nforme o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Evitar toda a administração simultânea com preparações à base de fosfatos ou de sais cálcicos, inibidores dos processos de absorção do magnésio a nível intestinal. O tratamento simultâneo de bifosfonatos, tetraciclinas, quinolonas e azitromicina, com sais de magnésio orais, pode reduzir a absorção dos fármacos referidos anteriormente e a sua efectividade. Nestas circunstâncias é recomendado que o Magnespasmil seja tomado com um intervalo de 2 a 4 horas do outro fármaco com vigilância do efeito. O hidróxido de magnésio pode aumentar a absorção do dicumarol com aumento potencial do seu efeito anticoagulante pelo que se recomenda vigilância de sinais de hemorragia durante a terapêutica conjunta. Calcitriol e doxercalciferol administrados concomitantemente com os sais de magnésio podem ocasionar aumento dos níveis de magnésio pelo que se deve evitar a terapêutica conjunta.

A administração concomitante de sais de magnésio e sucralfato pode reduzir a sua efectividade na úlcera pelo que a toma deve ser espaçada de 30 minutos, pelo menos. A toma simultânea de cloroquina e de trissilicato de magnésio pode reduzir a absorção do antipalúdico, pelo que se recomenda que não se administre antiácidos com magnésio durante o tratamento da malária com cloroquina. Gravidez e aleitamento Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Estudos realizados de administração de magnésio em mulheres não mostraram evidência de lesão fetal, parecendo ser segura para o feto, particularmente se administrado até doses de 350 mg/dia. Embora passe ao leite materno, a administração oral de magnésio na mulher a amamentar parece ser segura para o lactente, particularmente se administrado até doses de 350 mg/dia. Existem patologias que podem surgir neste estado, para as quais o magnésio está indicado. Condução de veículos e utilização de máquinas Magnespasmil não interfere com a capacidade de conduzir e utilizar máquinas. Informações importantes sobre alguns componentes de Magnespasmil Este medicamento contém sacarose (50 mg/comprimido). Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

COMO TOMAR Magnespasmil T

ome Magnespasmil sempre de acordo com as instruções deste folheto. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas. A dose habitual no adulto é: Tratamento inicial: 6 comprimidos por dia, 2 a cada refeição, durante, pelo menos, um mês. Tratamento de manutenção: 3 a 6 comprimidos por dia, geralmente 1 a 2 por refeição, consoante a evolução clínica. Administração: Magnespasmil deve ser tomado, com um pouco de líquido. O Magnespasmil deve ser administrado às refeições. APROVADO EM 31-07-

08 INFARMED D

uração média do tratamento: Em média, o tratamento deverá ser superior a um mês. Se tomar mais Magnespasmil do que deveria Não estão descritos casos de intoxicação aguda por doses excessivas de Magnespasmil . Por favor contacte o seu médico. Caso se tenha esquecido de tomar Magnespasmil Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar. Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS C

omo todos os medicamentos, Magnespasmil pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas. Foram referidas eventuais manifestações diarreicas ou dores abdominais. Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

COMO CONSERVAR Magnespasmil N?

?o conservar acima de 25ºC. Proteger da humidade. Manter fora do alcance e da vista das crianças. Não utilize Magnespasmil após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e no blister, após VAL.. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado. Não utilize Magnespasmil se verificar sinais visíveis de degradação ou alteração do medicamento. Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

OUTRAS INFORMAÇÕES Q

ual a composição de Magnespasmil : A substância activa do medicamento Magnespasmil é o lactato de magnésio. Cada comprimido contém 500 mg de lactato de magnésio que corresponde a 60 mg de magnésio. Os outros componentes do medicamento Magnespasmil são: amido de milho, colofónia, estearato de magnésio, aerosil 200, polivinilpirrolidona, sacarose e talco. Qual o aspecto de Magnespasmil e conteúdo da embalagem: APROVADO EM 31-07-

08 INFARMED C

ada embalagem do medicamento Magnespasmil contém 18 blisters de 10 comprimidos esbranquiçados, biplanos, com ranhura (embalagem de 180 unidades). Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante Grünenthal, S.A. Rua Alfredo da Silva, nº 16 2610-

6 AMADORA T

elefone:

4726300 F

ax:

4710910 F

abricante Farmalabor - Produtos Farmacêuticos, Lda. Zona Industrial de Condeixa-a-Nova 3150-194 Condeixa-a-Nova Portugal Este folheto foi revisto pela última vez em


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Hemorragia: Perda de sangue para um órgão interno (tubo digestivo, cavidade abdominal) ou para o exterior (ferimento arterial). De acordo com o volume e velocidade com a qual se produz o sangramento uma hemorragia pode produzir diferentes manifestações nas pessoas, desde taquicardia, sudorese, palidez cutânea, até o choque.
  2. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.

Síguenos

X