NARIDRIN H

Para que serve NARIDRIN H

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


Naridrin H

cloreto de sódio


IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
Naridrin H

®

cloreto de sódio

APRESENTAÇÃO
Solução nasal de cloreto de sódio 30 mg/mL. Embalagem contendo frasco com spray de 60 mL.

USO NASAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 3 ANOS.

COMPOSIÇÃO
Cada mL da solução nasal contém:
cloreto de sódio.................................................................................................... 30,00 mg
veículo q.s.p. ...............................................................................................................1 mL
*edetato dissódico diidratado, povidona, cloreto de benzalcônio, propilenoglicol, fosfato de sódio
monobásico, fosfato de sódio tribásico, água purificada.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Naridrin H

®

é indicado como descongestionante nasal de uso tópico.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Naridrin H

®

age reduzindo o edema (inchaço) da mucosa nasal, desobstruindo o nariz e fluidificando a

secreção da mucosa nasal favorecendo, portanto, sua eliminação.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Naridrin H

®

é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida aos componentes da

fórmula e em casos de hipernatremia (excesso de sódio na corrente sanguínea).
Naridrin H

®

é contra-indicado para uso em inaloterapia (utilização da inalação para fins terapêuticos)

devido ao risco de ocorrer broncoespasmos.
Este medicamento é contra-indicado para menores de 3 anos.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Recomenda-se que o produto seja utilizado com precaução e somente sob orientação médica nos casos em
que possa ocorrer retenção de sódio, como insuficiência cardíaca congestiva (incapacidade do coração
bombear o sangue adequadamente para o restante do corpo), hipoproteinemias (queda da quantidade de
proteínas presentes no sangue total e no plasma), insuficiência renal (redução da função renal) ou hepática
(redução da função hepática) grave, quadros de edema pulmonar (acúmulo anormal de líquido nos
pulmões) ou periférico (inchaço no corpo) e quadros de obstrução urinária (perda da capacidade de
eliminar a urina).
Pacientes que estejam em uso de medicamentos que causem a retenção de sódio como corticosteróides
devem utilizar o produto somente sob orientação médica.
O frasco não deve ser utilizado por mais de uma pessoa com a finalidade de diminuir o risco de
contaminação e transmissão do processo infeccioso.
Este medicamento destina-se ao uso nasal.
Pacientes Idosos:
As mesmas orientações dadas aos adultos devem ser seguidas para os pacientes idosos, observando-se as
recomendações especificas para grupos de pacientes descritos acima.

Gravidez:
Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar
ao médico se está amamentando.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Interações medicamentosas:
Não existe uma evidência suficiente que confirme a ocorrência de interações clinicamente relevantes.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Manter à temperatura ambiente (15ºC a 30ºC). Proteger da luz e manter em lugar seco.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Aspecto: Solução límpida, incolor, isenta de partículas e material estranho.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você
observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Fazer uma aplicação em cada narina, de 4 a 6 vezes ao dia, ou conforme orientação médica.

Instruções de uso para o frasco spray:

I. Instruções para adaptação do bico spray ao frasco:

1.

Abrir o frasco, quebrando o lacre que se encontra na tampa, através de giro da tampa no sentido anti-

horário (fig. 1).


2.

Acoplar a válvula pump (spray) no frasco e rosquear, girando a tampa no sentido horário até que a

válvula esteja bem firme (fig. 2).


II. Instruções para as aplicações

1.

Remover a tampa protetora do bico spray.


2.

Posicionar o bico do frasco spray voltado para cima na entrada da narina (não introduzir o bico do

frasco spray nas narinas) e pressionar a haste da válvula para baixo. A cabeça deve ser mantida ereta, em
posição vertical, durante a aplicação (fig. 3).


3.

Limpar o bico e tornar a colocar a tampa protetora. O frasco deve ser guardado no interior do

cartucho.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure
orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou
cirurgião- dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Utilize a dose assim que se lembrar dela. Entretanto, se estiver próximo o horário da dose seguinte, salte a
dose esquecida e continue o tratamento conforme posologia ou prescrição médica. Não utilize o dobro da
dose para compensar uma dose esquecida.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Apesar das reações adversas com Naridrin H

®

serem raras, podem ocorrer quadros de queimação ou de

prurido (coceira) da mucosa nasal, que desaparecem com a suspensão do tratamento.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis
pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Casos de superdosagem com Naridrin H

®

podem ocorrer pela ingestão inadvertida do produto em

quantidades excessivas por via oral, podendo causar náuseas, vômitos, diarréias e cólicas abdominais.
Nos casos mais leves, recomenda-se a ingestão de água e a restrição de sódio. Nos casos mais graves, o
paciente deverá ser encaminhado a um hospital onde será observado e monitorado o estado clínico, além
de avaliar a dosagem sérica de sódio.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e
leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar
de mais orientações.

DIZERES LEGAIS
Reg. MS: nº 1.0235.1050
Farm. Resp.: Dr. Ronoel Caza de Dio
CRF-SP nº 19.710

EMS S/A.
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08
Bairro Chácara Assay / Hortolândia - SP

CEP: 13.186-901- CNPJ

57.507.378/0003-65
Indústria Brasileira

SAC

0800-191914

www.ems.com.br


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica

.





Histórico de alteração para a bula

Dados da submissão eletrônica

Dados da petição/notificação que altera bula

Dados das alterações de bulas

Data do

expediente

Nº.

expediente

Assunto

Data do

expediente

Nº.

expediente

Assunto

Data de

aprovação

Itens de bula

Versões

(VP/VPS)

Apresentações

relacionadas

28/05/2014

NA – Objeto

de pleito de

notificação

eletrônica

10461 –

ESPECÍFICO

– Inclusão

Inicial de

Texto de

Bula – RDC

60/12

N/A

N/A

N/A

N/A

Não houve alteração

no texto de bula.

Submissão

eletrônica apenas

para

disponibilização do

texto de bula no

Bulário eletrônico

da ANVISA.

VP/VPS

Solução nasal de cloreto de
sódio

30

mg/mL.

Embalagem contendo frasco
com spray de 60 mL.



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  2. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  3. Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.

Síguenos

X