Nasex

Para que serve Nasex

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


APROVADO EM 09-08-

06 INFARMED

FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR
©J-C 2006 _____________________________________________________________ Nasex 0,5 mg/ml Gotas nasais, solução Nasex 0,5 mg/ml Solução para inalação por nebulização cloridrato de oximetazolina Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é necessário utilizar Nasex com precaução para obter os devidos resultados. - Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler. - Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, solicite os serviços do farmacêutico. - Em caso de agravamento ou de não melhoria do estado de saúde consulte o
seu médico. Neste Folheto: O que é Nasex e para que é utilizado Antes de utilizar Nasex Como utilizar Nasex Efeitos secundários possíveis Como conservar Nasex Outras informações

O QUE É Nasex E PARA QUE É UTILIZADO Nasex

está indicado em caso de congestão da mucosa nasal com alívio sintomático das seguintes situações: - Rinite aguda e nasofaringite. - Sinusite aguda. - Rinite vasomotora aguda. - Rinite alérgica sazonal.

ANTES DE UTILIZAR Nasex N?

?o utilize Nasex - se tiver hipersensibilidade (alergia) à oximetazolina ou a qualquer um dos componentes deste medicamento. - nos doentes em tratamento com inibidores da monoaminoxidase (IMAO) e nos doentes com glaucoma de ângulo fechado. - em crianças com menos de 6 anos. Tome especial cuidado com Nasex Deve ser usado com precaução em doentes com hipertensão, afecções cardíacas, hipertiroidismo, Diabetes mellitus, Hipertrofia prostática ou Aumento da pressão intraocular.. À semelhança do que acontece com APROVADO EM 09-08-

06 INFARMED

este tipo de medicamentos, nestes doentes, o produto só deve ser administrado por indicação e sob vigilância médica. Como acontece com outros vasoconstritores locais, Nasex não deverá utilizar-se ininterruptamente por períodos prolongados. Gravidez e aleitamento Como todos os medicamentos o produto só deve ser usado durante a gravidez se absolutamente necessário e não deve ser administrado a crianças com idade inferior a 6 anos. Condução de veículos e utilização de máquinas Não aplicável. Utilizar Nasex com outros medicamentos Interfere com os inibidores da monoaminoxidase. Sempre que tome medicamentos antidepressivos, anestésicos (ciclopropano, halotano) ou metildopa consulte o seu médico antes de aplicar Nasex . Informação sobre alguns componentes de Nasex O conservante (cloreto de benzalcónio) que faz parte da composição de Nasex
pode provocar tumefacção (inchaço) da mucosa nasal especialmente em
situações de utilização a longo prazo. Pode também causar broncospasmos.
Se suspeitar de alguma destas reacções (congestão nasal persistente) deverá
optar, se possível, por outro medicamento semelhante mas que não contenha
conservante. Se não existirem medicamentos para administração nasal sem
conservantes, deverá ser considerada a utilização de outra forma farmacêutica.

COMO UTILIZAR Nasex Nasex

nebulizador: 1 a 3 nebulizações em cada narina, duas vezes ao dia. Recomenda-se a limpeza adequada das narinas, antes da aplicação do nebulizador. Os doentes devem inspirar pelo nariz, enquanto aplicam o medicamento. Na primeira aplicação, deve premir-se o frasco para enchimento do pulverizador. Nasex gotas: 2 a 4 gotas em cada narina, duas vezes ao dia. As pulverizações devem ser feitas com o frasco em posição vertical: comprimir o
frasco e inspirar rapidamente. As gotas devem ser aplicadas com a cabeça
inclinada para trás. O tratamento deve ser feito até ao desaparecimento da
sintomatologia, não se aconselhando o uso crónico do produto. Duração do
tratamento: 3 a 5 dias em adultos e crianças com mais de 6 anos. A administração
prolongada poderá provocar o aparecimento de reacção de congestionamento. Se
for omitida a administração de uma ou mais doses o tratamento deve continuar.
Não é necessária qualquer precaução especial para a suspensão do tratamento. Se utilizar mais Nasex do que deveria: A dosagem excessiva pode causar hipotermia, sedação, perda de conhecimento, coma ou depressão respiratória. Nestas situações deve proceder-se a intubação, respiração artificial e hospitalização em centro especializado. Deve manter-se o doente em observação prolongada. APROVADO EM 09-08-

06 INFARMED 4

. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS Quando surgem, os efeitos secundários são transitórios e ligeiros, como por exemplo, hipertensão, palpitações, bradicardia reflexa, palidez, tonturas, insónia, cefaleias, ansiedade, sonolência, depressão do Sistema Nervoso Central, convulsões, náuseas, vómitos, espirros, dificuldade respiratória, congestão de "rebound", secura da mucosa nasal e “diaforese". Deve comunicar ao seu médico ou farmacêutico os efeitos indesejáveis detectados e que não constem do folheto.

COMO CONSERVAR Nasex N?

?o são necessárias quaisquer precauções particulares para a conservação do produto. Manter fora do alcance e da vista das crianças. Deve verificar o prazo de validade inscrito na embalagem ou no recipiente.

OUTRAS INFORMAÇÕES Q

ual a composição de Nasex : - A substância activa é o cloridrato de oximetazolina. - Os outros componentes são cloreto de benzalcónio, glicina, hidróxido de sódio
P.A., solução de sorbitol 70% não cristalizável, edetato dissódico e água
purificada.
Qual o aspecto de Nasex e conteúdo da embalagem: Nasex é uma solução tópica nasal a 0,5 mg/ml de cloridrato de oximetazolina. Embalagens de: 15 ml Nebulizador 15 ml Gotas Adulto Para quaisquer informações sobre este medicamento, queira contactar o titular
da autorização de introdução no mercado. Titular da autorização de introdução no mercado JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA,LDA. Estrada Consiglieri Pedroso, 69 A - Queluz de Baixo - 2734-503 Barcarena Tel.:

436 88 35 F

abricante Lusomedicamenta Sociedade Técnica Farmacêutica,S.A. APROVADO EM 09-08-

06 INFARMED E

strada Consiglieri Pedroso, 69 B – Queluz de Baixo 2730-055 Barcarena A informação que se segue destina-se apenas a médicos e aos profissionais de
saúde: Grupo farmacoterapêutico Grupo farmacoterapêutico: 14.1.1 Descongestionantes Medicamento Não Sujeito a Receita Médica Ultima Revisão deste Folheto: 91672/9


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Faringite: Inflamação da mucosa faríngea em geral de causa bacteriana ou viral. Caracteriza-se por dor, dificuldade para engolir e vermelhidão da mucosa, acompanhada de exsudatos (ver) ou não.
  2. Glaucoma: Aumento da pressão intra-ocular que se manifesta por dor de cabeça, olho vermelho e, se não tratado, pode produzir perda de visão a longo prazo.
  3. Nebulização: Método utilizado para administração de fármacos ou fluidificação de secreções respiratórias. Utiliza um mecanismo vaporizador através do qual se favorece a penetração de água ou medicamentos na atmosfera bronquial.
  4. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  5. Respiração artificial: Tipo de apoio à função respiratória que utiliza um instrumento eletromecânico (respirador artificial), capaz de insuflar de forma cíclica volumes pré-determinados de ar com alta concentração de oxigênio através dos brônquios.
  6. Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.

Síguenos

X