Omeprazol Sandoz

Para que serve Omeprazol Sandoz

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Omeprazol Sandoz 10 mg Cápsulas gastrorresistentes
Omeprazol Sandoz 20 mg Cápsulas gastrorresistentes
Omeprazol Sandoz 40 mg Cápsulas gastrorresistentes
Omeprazol

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento, pois contém informação
importante para si.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.
Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O medicamento pode ser-lhes
prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.
Se tiver quaisquer dos efeitos secundários incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste
folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico.

O que contém este folheto:
1. O que é Omeprazol Sandoz e para que é utilizado
2. O que precisa de saber antes de tomar Omeprazol Sandoz
3. Como tomar Omeprazol Sandoz
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Omeprazol Sandoz
6. Conteúdo da embalagem e outras informações


O QUE É OMEPRAZOL SANDOZ E PARA QUE É UTILIZADO

Omeprazol Sandoz contém a substância ativa omeprazol. Pertence a um grupo de medicamentos
denominados “inibidores da bomba de protões”. Atuam reduzindo a quantidade de ácido que o seu
estômago produz.

Omeprazol Sandoz é usado para tratar as seguintes condições:

Em adultos:

Doença do refluxo gastro-esofágico (DRGE). Isto acontece quando o ácido escapa do estômago para o
esófago (tubo que liga a garganta ao estômago), causando dor, inflamação e azia.

Úlceras na parte superior do intestino (úlceras duodenais) ou no estômago (úlcera gástrica).

Úlceras infetadas por uma bactéria chamada "Helicobacter pylori". Se está nessa situação, o médico
também pode prescrever antibióticos para tratar a infeção e permitir a cura da úlcera.

Úlceras causadas por medicamentos denominados AINEs (anti-inflamatórios não esteroides). Omeprazol
Sandoz pode também ser usado para impedir a formação de úlceras se estiver a tomar AINEs.

Excesso de ácido no estômago causado pelo crescimento do pâncreas (Síndrome de Zollinger Ellisson).

Em crianças:
Crianças com mais de 1 ano de idade e peso ? 10 kg Doença do refluxo gastro-esofágico (DRGE). Isto acontece quando o ácido escapa do estômago para o
esófago (tubo que liga a garganta ao estômago), causando dor, inflamação e azia. Nas crianças, os sintomas
da doença podem incluir o retorno do conteúdo gástrico para a boca (regurgitação), sensação de mal estar
(vómitos) e fraco aumento de peso
Crianças e adolescentes com mais de 4 anos de idade
Úlceras infetadas por uma bactéria chamada "Helicobacter pylori". Se o seu filho está nessa situação, o
médico também pode prescrever antibióticos para tratar a infeção e permitir a cura da úlcera.


O QUE PRECISA DE SABER ANTES DE TOMAR OMEPRAZOL SANDOZ Não tome Omeprazol Sandoz:

Se tem alergia ao omeprazol ou a qualquer outro componente de deste medicamento (indicados na secção

)

Se tem alergia a medicamentos contendo outros inibidores de bomba de protões (por exemplo, pantoprazol,
lansoprazol, rabeprazol, esomeprazol).
- Se está a tomar um medicamento contendo nelfinavir (usado para a infeção por VIH).

Se não tem a certeza, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Omeprazol Sandoz.

Advertências e precauções

Omeprazol Sandoz pode esconder os sintomas de outras doenças. Portanto, se qualquer das seguintes
situações lhe acontecer antes de começar a tomar Omeprazol Sandoz ou enquanto o está a tomar, fale com
seu médico imediatamente:
• Perde muito peso sem razão aparente e tem problemas de deglutição.
• Tem dores de estômago ou indigestão.
• Começa a vomitar comida ou sangue.
• Tem fezes negras (fezes com sangue).
• Tem diarreia grave ou persistente, uma vez que o omeprazol tem sido associado a um pequeno aumento
de diarreia infeciosa.
• Tem problemas hepáticos graves.
Se tomar Omeprazol Sandoz numa base de longo prazo (mais de 1 ano) o seu médico irá provavelmente
mantê-lo sob vigilância regular. Deverá reportar quaisquer sintomas novos ou excecionais e circunstâncias,
sempre que vê o seu médico.
Ao tomar um inibidor da bomba de protões como Omeprazol Sandoz, especialmente por um período
superior a um ano, pode aumentar ligeiramente o risco de fratura da anca, punho ou coluna. Informe o seu
médico se tem osteoporose ou se está a tomar corticosteroides (que podem aumentar o risco de
osteoporose).

Outros medicamentos e Omeprazol Sandoz
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, tiver tomado recentemente ou vier a tomar outros
medicamentos. Isto porque Omeprazol Sandoz pode afetar a forma como alguns medicamentos atuam e
alguns medicamentos podem ter um efeito sobre Omeprazol Sandoz.

Não tome Omeprazol Sandoz se estiver a tomar um medicamento contendo nelfinavir (usado para tratar a
infeção por VIH).

Fale com o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar alguns dos seguintes medicamentos:

• Cetoconazol, itraconazol, posaconazol ou voriconazol (usado para tratar infeções causadas por um fungo)
• Digoxina (usada para tratar problemas cardíacos)
• Diazepam (usado para tratar a ansiedade, relaxamento muscular ou na epilepsia)
• Fenitoína (usada na epilepsia). Se está a tomar fenitoína, o seu médico terá de o monitorizar quando
iniciar ou parar de tomar Omeprazol Sandoz.
• Medicamentos usados para manter o sangue mais fluido, tais como a varfarina ou outros bloqueadores da
vitamina K. O seu médico pode precisar de o monitorizar quando iniciar ou parar de tomar Omprazol
Sandoz.
• Rifampicina (utilizada para tratar a tuberculose) • Atazanavir (utilizada para tratar a infeção por VIH)
• Tacrolimus (em casos de transplante de órgãos)
• Erva de São João (Hypericum perforatum) (utilizado para tratar a depressão ligeira)
• Cilostazol (usado para tratar claudicação intermitente)
• Saquinavir (usado para tratar a infeção pelo VIH)
• Clopidogrel (usado para prevenir coágulos sanguíneos (trombos)
• Erlotinib (usado no tratamento do cancro)
• Metotrexato (uma quimioterapia usada em doses elevadas no tratamento do cancro) – se estiver a tomar
uma dose elevada de metotrexato, o seu médico pode parar temporariamente o seu tratamento com
Omeprazol Sandoz.

Se o seu médico lhe prescreveu os antibióticos amoxicilina e claritromicina, assim como Omeprazol
Sandoz para o tratamento de úlceras causadas por infeção por Helicobacter pylori, é muito importante que
informe o seu médico sobre quaisquer outros medicamentos que esteja a tomar.

Omeprazol Sandoz com alimentos e bebidas
Pode tomar as cápsulas com alimentos ou com o estômago vazio.

Gravidez e amamentação
Antes de tomar Omeprazol Sandoz, informe o seu médico se está grávida ou se está a tentar engravidar. O
seu médico irá decidir se pode tomar Omeprazol Sandoz durante este período.

O seu médico irá decidir se pode tomar Omeprazol Sandoz se está a amamentar.

Condução de veículos e utilização de máquinas
É pouco provável que Omperazol Sandoz afete a sua capacidade de conduzir ou utilizar quaisquer
ferramentas ou máquinas. Podem ocorrer efeitos secundários como tonturas e distúrbios visuais (ver secção

). Se for afetado, não deve conduzir ou utilizar máquinas.

Omeprazol Sandoz contém lactose
Se lhe tiver sido dito pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte o seu médico antes
de tomar este medicamento.


COMO TOMAR OMEPRAZOL SANDOZ

Tome sempre este medicamento exatamente como seu médico lhe indicou. Verifique com o seu médico ou
farmacêutico se não tiver certeza.

O seu médico dir-lhe-á quantas cápsulas tem de tomar e por quanto tempo deve tomá-las. Isso vai depender
da sua situação e da sua idade.
As doses habituais são indicadas de seguida.

Adultos

Para tratar os sintomas da DRGE tais como pirose e regurgitação ácida:
• Se o seu médico verificou que o seu tubo digestivo (esófago) foi ligeiramente danificado, a dose habitual
é 20 mg uma vez ao dia durante 4-8 semanas. O seu médico poderá dizer-lhe para tomar uma dose
adicional de 40 mg durante mais oito semanas se o seu esófago ainda não estiver curado.
• A dose habitual após a cura do esófago é 10 mg uma vez por dia.
• Se o seu esófago não tiver sido danificado, a dose habitual é de 10 mg uma vez por dia.

Para tratar úlceras na parte superior do intestino (úlcera duodenal): • A dose habitual é 20 mg uma vez por dia durante 2 semanas. O seu médico poderá dizer-lhe para tomar a
mesma dose durante mais duas semanas se a sua úlcera ainda não estiver curada.
• Se a úlcera não ficar completamente curada, a dose pode ser aumentada para 40 mg uma vez por dia
durante 4 semanas.

Para o tratamento de úlceras no estômago (úlcera gástrica):
• A dose habitual é 20 mg uma vez por dia durante 4 semanas. O seu médico poderá dizer-lhe para tomar a
mesma dose durante mais 4 semanas se a sua úlcera ainda não estiver curada.
• Se a úlcera não ficar completamente curada, a dose pode ser aumentada para 40 mg uma vez por dia
durante 8 semanas.

Para prevenir que a úlcera duodenal e do estômago regressem:
• A dose habitual é de 10 mg ou 20 mg uma vez por dia. O seu médico pode aumentar a dose para 40 mg
uma vez por dia.

Para tratar as úlceras duodenais e do estômago causados pelos AINEs (anti-inflamatórios não esteroides):
• A dose habitual é 20 mg uma vez por dia durante 4-8 semanas.

Para prevenir úlceras do duodeno e do estômago se estiver a tomar AINEs
• A dose habitual é 20 mg uma vez por dia.

Para o tratamento de úlceras causadas por infeção por Helicobacter pylori e para impedir que regressem:
• A dose habitual é 20 mg Omeprazol Sandoz duas vezes por dia durante uma semana.
• O seu médico também lhe dirá para tomar dois antibióticos entre a claritromicina, amoxicilina e
metronidazol.

Para tratar o excesso de ácido no estômago causado pelo crescimento do pâncreas (Síndrome de Zollinger
Ellisson):
• A dose habitual é 60 mg por dia.
• O seu médico irá ajustar a dose dependendo de suas necessidades e também decidirá durante quanto
tempo necessita de tomar o medicamento.

Crianças

Para tratar os sintomas da DRGE como pirose e regurgitação ácida:
• Crianças com mais de um ano de idade e com um peso corporal superior a 10 kg podem tomar Omeprazol
Sandoz. A dose para crianças é baseada no peso da criança, o médico decidirá qual a dose correta.

Para o tratamento de úlceras causadas por infeção por Helicobacter pylori e para impedir o seu regresso:
• Crianças com idade superior a quatro anos podem tomar Omeprazol Sandoz. A dose para crianças é
baseada no peso da criança, o médico decidirá qual a dose correta.
• O médico também irá prescrever dois antibióticos chamados amoxicilina e claritromicina para o seu filho.

Tomar este medicamento
• É recomendado que tome as cápsulas de manhã.
• Pode tomar as cápsulas com alimentos ou de estômago vazio.
• Tome as cápsulas inteiras com meio copo de água. Não mastigue ou esmague as cápsulas. Isto porque as
cápsulas contêm grânulos revestidos que impedem o medicamento de ser destruído pelo ácido no seu
estômago. É importante não danificar os grânulos (pellets) revestidos.

O que fazer se você ou seu filho tiverem dificuldade em engolir as cápsulas
• Se você ou seu filho tiverem dificuldade para engolir as cápsulas:
- Abra a cápsula e ingira o conteúdo diretamente com meio copo de água ou misture o conteúdo num copo
de água sem gás (não gaseificada), qualquer sumo de fruta ácida (por exemplo, maçã, laranja ou ananás) ou
puré de maçã. - Agite sempre a mistura antes de a beber (a mistura não irá ficar límpida). De seguida, beba a mistura
imediatamente, ou no período de 30 minutos.
- Para ter certeza de que tomou todo o medicamento, lave muito bem o copo com meio copo de água e beba
o resto. As partículas sólidas contêm o medicamento - não mastigue ou esmague.

Se tomar mais Omeprazol Sandoz do que deveria
Se tomou mais Omeprazol Sandoz do que lhe foi prescrito pelo médico, contacte o seu médico ou
farmacêutico imediatamente.

Se se esquecer de tomar Omeprazol Sandoz
Se se esqueceu de uma dose de Omeprazol Sandoz, tome assim que se lembrar. No entanto, se estiver quase
na hora da sua próxima dose, ignore a dose esquecida. Não tome uma dose a dobrar para compensar uma
dose de que se esqueceu.


EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários; embora estes não se
manifestem em todas as pessoas.

Se notar algum dos seguintes efeitos secundários raros mas graves, pare de tomar Omeprazol Sandoz e
contacte um médico imediatamente:
• Dificuldade repentina em respirar, inchaço dos lábios, língua e garganta ou do corpo, erupção da pele,
desmaio ou dificuldade em engolir (reação alérgica grave).
• Vermelhidão da pele com bolhas ou descamação. Também pode ocorrer formação de bolhas graves e
hemorragia nos lábios, olhos, nariz, boca e genitais. Isto poderá ser “Síndrome de Stevens-Johnson” ou
“Necrólise epidérmica tóxica”.
• Pele amarela, urina escura e cansaço que podem ser sintomas de problemas hepáticos.

Outros efeitos secundários incluem:
Efeitos secundários frequentes (pode afetar até 1 em 10 pessoas):
Dor de cabeça
Efeitos no seu estômago ou intestino: diarreia, dor de estômago, prisão de ventre, gases (flatulência)
Sensação de mal-estar geral (náuseas e vómitos)

Efeitos secundários pouco frequentes (pode afetar até 1 em 100 pessoas)

• Inchaço dos pés e tornozelos.
• Distúrbios de sono (insónias).
• Tonturas, sensação de formigueiro, sonolência.
• Sensação de andar a roda (vertigens).
• Alterações nas análises sanguíneas que mostram o funcionamento do fígado.
• Erupção da pele, erupção (urticária) e comichão na pele.
• Mal-estar geral e falta de energia.
• Fratura da anca, punho ou coluna vertebral.

Efeitos secundários raros (pode afetar até 1 em 1000 pessoas)

• Problemas de sangue, como número reduzido de glóbulos brancos ou plaquetas. Podem causar fraqueza,
nódoas negras e infeções mais facilmente.
• Reações alérgicas, às vezes muito graves, incluindo edema de lábios, língua e garganta, febre, pieira
(dificuldade em respirar).
• Níveis baixos de sódio no sangue. Pode causar fraqueza, sentir-se enjoado (vómitos) e cãibras.
• Sentir-se agitado, confuso ou deprimido.
• Alterações do paladar • Problemas de visão, tais como visão turva.
• Repentinamente sentir pieira (dificuldade em respirar) ou falta de ar (broncoespasmo).
• Boca seca.
• Inflamação no interior da boca.
• Infeção chamada "sapinhos", que pode afetar o intestino e é causada por um fungo.
• Problemas de fígado, incluindo icterícia, que podem causar pele amarela, urina escura e cansaço.
• Queda de cabelo (alopecia).
• Erupção na pele quando há exposição ao sol.
• Dores nas articulações (artralgia) e dores musculares (mialgia).
• Problemas renais graves (nefrite intersticial).
• Aumento da sudação.

Efeitos secundários muito raros (podem afetar até 1 em 10000 pessoas)

• Alterações no hemograma, incluindo agranulocitose (falta de glóbulos brancos).
• Agressividade.
• Ver, sentir e ouvir coisas que não existem (alucinações).
• Problemas hepáticos graves, levando à insuficiência hepática e inflamação no cérebro.
• Início súbito de erupção na pele grave, formação de bolhas ou descamação da pele. Isto pode estar
associado a febre alta e dores nas articulações (eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson, necrólise
epidérmica tóxica).
• Fraqueza muscular.
• Aumento dos seios nos homens.

Desconhecidos (a frequência não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis)
• Inflamação no intestino (levando a diarreia)
• Se está a tomar Omeprazol Sandoz há mais de três meses é possível que os níveis de magnésio no sangue
possam baixar. Os baixos níveis de magnésio podem ser vistos como fadiga, contrações musculares
involuntárias, desorientação, convulsões, tontura, aumento do ritmo cardíaco. Se tiver algum destes
sintomas, informe o seu médico imediatamente. Os baixos níveis de magnésio podem também conduzir a
uma redução nos níveis de potássio ou de cálcio no sangue. O seu médico pode decidir realizar exames ao
sangue regulares para monitorizar os seus níveis de magnésio

Omeprazol Sandoz pode, em casos muito raros, afetar as células brancas do sangue levando a deficiência
imunológica. Se tiver uma infeção com sintomas como febre com uma condição extremamente
enfraquecida ou febre com sintomas de uma infeção local como dor no pescoço, garganta ou boca ou
dificuldades em urinar, deve consultar o seu médico logo que possível, para que uma falta de glóbulos
brancos (agranulocitose) possa ser descartada através de um exame ao sangue. É importante que possa dar
informações sobre o seu medicamento nesse momento.

Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto,
fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.


CONSERVAÇÃO DO OMEPRAZOL SANDOZ

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Omeprazol Sandoz após o prazo de validade impresso na embalagem exterior, rótulo e blister.
O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

10 mg e 20 mg:
Frasco HDPE
Prazo de validade em uso: 3 meses.
Não conservar a temperaturas acima de 25ºC.
Blister: Conservar na embalagem exterior, de forma a proteger da luz e humidade.
Frasco: Manter o frasco hermeticamente fechado.

mg:

Não conservar a temperaturas acima de 30ºC.
Blister: Conservar na embalagem exterior, de forma a proteger da humidade.
Frasco: Manter o frasco hermeticamente fechado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu
farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger
o ambiente.


CONTEÚDO DA EMBALAGEM E OUTRAS INFORMAÇÕES O que contém Omeprazol Sandoz

A substância ativa é o omeprazol.

Cada cápsula contém 10 mg, 20 mg ou 40 mg de omeprazol.

10 mg e 20 mg:

Os outros componentes são:
Grânulos:
hidroxipropilcelulose de baixa substituição
celulose microcristalina
lactose anidra
povidona
polisorbato 80
talco
Óxido de magnésio
dispersão tipo C de ácido copolímero metacrílico – dispersão de água a 30%
citrato trietilo
Estearato de magnésio.

Invólucro da cápsula
Cabeça e corpo para Omeprazol Sandoz 10 mg, cápsulas gastrorresistentes:
gelatina
dióxido de titânio (E171)
óxido de ferro amarelo (E172)
óxido de ferro vermelho (E172)
óxido de ferro negro (E172).

Cabeça e corpo para Omeprazol Sandoz 20 mg, cápsulas gastrorresistentes:

gelatina
dióxido de titânio (E171).

Tinta de impressão: Shellac, propilenoglicol, hidróxido de amónia, óxido de ferro negro (E172) ou shellac,
óxido de ferro negro (E172), propilenoglicol, solução concentrada de amónia, hidróxido de potássio.

40 mg:
Os outros componentes são:

Grânulos:
hidroxipropilcelulose de baixa substituição
celulose microcristalina
lactose anidra
croscarmelose de sódio
povidona (valor de K de 22,5 – 27,0)
polissorbato 80
ftalato de hipromelose
dibutilo sebacato
talco.

Invólucro da cápsula
Cabeça e corpo de Omeprazol Sandoz 40 mg, cápsulas gastrorresistentes, devem conter:
carragenina
cloreto de potássio
dióxido de titânio (E171)
óxido de ferro amarelo (E172)
óxido de ferro vermelho (E172)
óxido de ferro preto (E172)
hipromelose
água purificada.

Tinta de impressão:
shellac
álcool etílico
álcool isopropílico
propilenoglicol
butanol
hidróxido de amónia
hidróxido de potássio
óxido de ferro negro (E172).

Qual o aspeto de Omeprazol Sandoz e conteúdo da embalagem

Omeprazol Sandoz 10 mg, cápsulas gastrorresistentes Cabeça castanha-clara, corpo castanho-claro, cada
um impresso com “OME 10” contendo grânulos brancos a bege.
Omeprazol Sandoz 20 mg, cápsulas gastrorresistentes Cabeça branca, corpo branco, cada um impresso com
“OME 20” contendo grânulos brancos a bege.
Omeprazol Sandoz 40 mg, cápsulas gastrorresistentes Cabeça branca, corpo castanho-claro, cada um
impresso com “OME 40” contendo grânulos castanhos, amarelados.

Omeprazol Sandoz 10 mg, cápsulas gastrorresistentes Blister em Alumínio/Alumínio em embalagens de 7,
14, 15, 28, 30, 56, 56x1 e 98 cápsulas.
Frascos brancos em HDPE com tampa de rosca inviolável em PP e exsicante (integrado) em caixas
contendo 7, 14, 15, 28, 30, 49, 50 e 168 cápsulas ou caixas contendo 2 frascos com 28, 49, 50 e 168
cápsulas.
Omeprazol Sandoz 20 mg, cápsulas gastrorresistentes Blister em Alumínio/Alumínio em embalagens de 7,
14, 15, 28, 30, 56, 56x1 e 98 cápsulas.
Frascos brancos em HDPE com tampa de rosca inviolável em PP e exsicante (integrado) em caixas
contendo 7, 14, 15, 28, 30, 49, 50, 100 e 168 cápsulas ou caixas contendo 2 frascos com 28, 30, 49, 50 e
168 cápsulas.
Omeprazol Sandoz 40 mg, cápsulas gastrorresistentes Blister em Alumínio/Alumínio em embalagens de 7,
14, 15, 28, 30, 56 e 98 cápsulas. Frascos brancos em HDPE com tampa em PP e excicante em caixas contendo 7, 14, 15, 28, 30, 49, 50 e
168 cápsulas ou caixas contendo 2 frascos com 28, 30, 49 50 e 168 cápsulas. Frascos de vidro âmbar com
tampa de rosca em HDPE com agente excicante inserido contendo sílica gel em caixas de 15 e 168
cápsulas.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular de Autorização de Introdução no Mercado

Sandoz Farmacêutica, Lda.
Avenida Professor Doutor Cavaco Silva, n.º 10E
Taguspark
2740-255 Porto Salvo
Portugal

Fabricantes

Lek Pharmaceuticals d.d.
Verovškova 57,
1526 Ljubljana
Eslovénia

LEK S.A.
ul. Domaniewska 50 C
02-672 Varsóvia
Polónia

Salutas Pharma GmbH
Dieselstrasse 5
70839 Gerlingen
Alemanha

Salutas Pharma GmbH
Otto-von-Guericke-Alle 1,
39179 Barleben
Alemanha

S.C. Sandoz S.R.L.
Str. Livezeni nr. 7A
RO-540472 Targu-Mures
Romania

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico Europeu (EEE) sob
as seguintes denominações:

Reino Unido Omeprazole 10 mg Capsules Omeprazole 20 mg Capsules Omeprazole 40 mg Capsules Bélgica Omeprazol Lek Pharmaceuticals 10 mg Capsules Omeprazol Lek Pharmaceuticals 20 mg Capsules Omeprazol Lek Pharmaceuticals 40 mg Capsules República Checa Ortanol 10 mg Ortanol 40 mg Alemanha Omeprazol Sandoz 10 mg magensaftresistente Hartkapseln Omeprazol Sandoz 20 mg magensaftresistente Hartkapseln Omeprazol Sandoz 40 mg magensaftresistente Hartkapseln Grécia Ortanol Hungria Omep HEXAL 10 mg Kapsula Omep HEXAL 20 mg Kapsula Omep HEXAL 40 mg Kapsula Polónia Omar 10 Plus Omar 20 Plus Omar 40 Plus Holanda Omeprazol Sandoz 10, Capsules 10 mg Omeprazol Sandoz 20, Capsules 20 mg Omeprazol Sandoz 40, Capsules 40 mg Portugal Omeprazol Sandoz Eslováquia Omeprazole Sandoz 10 mg Omeprazole Sandoz 20 mg Omeprazole Sandoz 40 mg
Este folheto foi aprovado pela última vez em


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
  2. Deglutição: Passagem dos alimentos desde a boca até o esôfago. ?? um mecanismo em parte voluntário e em parte automático (reflexo) que envolve a musculatura faríngea e o esfíncter esofágico superior.
  3. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  4. Febre: Elevação da temperatura corporal acima de um valor normal, estabelecido entre 36,7ºC e 37ºC, quando medida na boca.
  5. Icterícia: Pigmentação amarelada da pele e mucosas devido ao aumento da concentração de bilirrubina no sangue. Pode ser acompanhada de sintomas como colúria (ver), prurido, etc. Associa-se a doenças hepáticas e da vesícula biliar, ou à hemólise (ver).
  6. Hemorragia: Perda de sangue para um órgão interno (tubo digestivo, cavidade abdominal) ou para o exterior (ferimento arterial). De acordo com o volume e velocidade com a qual se produz o sangramento uma hemorragia pode produzir diferentes manifestações nas pessoas, desde taquicardia, sudorese, palidez cutânea, até o choque.
  7. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  8. Nefrite: Termo que significa ???inflamação do rim??? e que agrupa doenças caracterizadas por lesões imunológicas ou infecciosas do tecido renal. Alguns exemplos são a nefrite intersticial por drogas, a glomerulonefrite pós-estreptocócica, etc. Podem manifestar-se por hipertensão arterial, hematúria e dor lombar.
  9. Pâncreas: Glândula de secreção endócrina (ver), por sua produção de insulina, glucagon e peptídios intestinais que são lançados na corrente sangüínea e exócrina (ver) por sua produção de potentes enzimas digestivas lançadas no intestino delgado. Localiza-se profundamente na cavidade abdominal e possui um tamanho aproximado de 15x7cm.
  10. Tala: Instrumento ortopédico utilizado freqüentemente para imobilizar uma articulação ou osso fraturado. Pode ser de gesso ou material plástico.
  11. Regurgitação: Presença de conteúdo gástrico na cavidade oral, na ausência do reflexo de vômito. ?? muito freqüente em lactentes.
  12. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X