Scabicin

Para que serve Scabicin

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


APROVADO EM 28-06-2007 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Scabicin 100 mg/ml Emulsão cutânea
Crotamiton

Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente.
Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto, é
necessário utilizar Scabicin com precaução para obter os devidos resultados.
- Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
- Caso precise de esclarecimentos ou conselhos, consulte o seu farmacêutico.
- Em caso de agravamento ou persistência dos sintomas, consulte o seu médico.
- Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos
secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou
farmacêutico.


Neste folheto:
1. O que é Scabicin e para que é utilizado
2. Antes de utilizar Scabicin
3. Como utilizar Scabicin
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Scabicin
6. Outras informações


O QUE É Scabicin E PARA QUE É UTILIZADO

Grupo farmacoterapêutico: 13.1.5 Medicamentos usados em afecções cutâneas.
Anti-infecciosos de aplicação na pele. Antiparasitários.

No tratamento sintomático, o Scabicin alivia rapidamente pruridos inespecíficos
como o anal, vulvar, escrotal, senil, alérgico, das picadas de insectos e os
associados a várias dermatoses.
O Crotamiton é eficaz no tratamento da escabiose, quer matando o ácaro que
lhe dá origem (Sarcoptes scabiei var. hominis), quer aliviando o prurido e
combatendo as infecções estreptocócicas e estafilocócicas normalmente
associados.


ANTES DE UTILIZAR Scabicin

Não utilize Scabicin
- se tem alergia (hipersensibilidade) à substância activa ou a qualquer outro
componente de Scabicin

Tome especial cuidado com Scabicin APROVADO EM 28-06-2007 INFARMED Evitar a aplicação do Scabicin na face, olhos, boca e outras membranas
mucosas como o interior do nariz. Pode causar irritação. No caso do produto
acidentalmente entrar em contacto com alguma destas zonas, lavar
imediatamente com água corrente.
A presença de outros problemas médicos pode afectar a utilização de
crotamiton. Informe o seu médico especialmente se tiver:
- Dermatites agudas vesiculares ou acompanhadas de exsudados;
- Feridas abertas;
- Irritação persistente da pele;
A utilização do Scabicin nestas áreas pode piorar a situação.

Para evitar a reinfestação, aconselha-se a mudar a roupa interior, exterior e a da
cama, bem como as toalhas. Estas peças devem ser bem lavadas na máquina
com água bem quente. Para as peças que não sejam laváveis à máquina
providencie uma limpeza a seco.

Consultar o seu médico assistente se a situação clínica não melhorar ou ficar
pior.

Pediatria:
Só foram realizados estudos com este medicamento em pacientes
adultos e não existe informação específica comparando a utilização deste
medicamento nas crianças com outros grupos etários.
No entanto não foram descritos problemas em crianças onde foi aplicado a
crotamitona tópica.

Geriatria: Muitos medicamentos não foram estudados especificamente em
pessoas idosas. Assim, pode não se saber se eles actuam exactamente da
mesma forma que em adultos mais novos ou se causam efeitos secundários
diferentes ou outros problemas nos idosos. Não existe informação específica
comparando a utilização deste medicamento nos idosos com outros grupos
etários.
No entanto não foram descritos problemas em idosos onde foi aplicado a
crotamitona tópica.

Utilizar Scabicin com outros medicamentos
Se bem que alguns medicamentos não devam, de forma alguma, ser utilizados
em conjunto, noutros casos dois medicamentos diferentes podem ser utilizados
em conjunto mesmo que ocorra uma interacção. Nestas situações, o seu médico
pode alterar a dose, ou tomar outras precauções.
Informe o seu médico caso esteja a utilizar qualquer outro medicamento tópico
quer tenha sido receitado ou não por um médico, que se destine a ser aplicado
na mesma área da pele.

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado
recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem
receita médica. APROVADO EM 28-06-2007 INFARMED
Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
Scabicin só deve ser aplicado durante a gravidez e período de lactação quando
estritamente necessário e sob vigilância médica.
Não se conhecem estudos feitos no homem ou em animais. Não está descrito
que a cramitona tópica tenha causado problemas em bebés a amamentar.
Os "U.S. Centers for Disease Control" recomendam o uso do Crotamiton a 10 %
durante a gravidez e período de aleitamento quando estritamente necessário.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não relevante.

Informações importantes sobre alguns componentes de Scabicin
Scabicin contém lanolina, contém álcool cetoestearílico e bronopol, os quais
podem causar reacções cutâneas locais (por exemplo dermatite de contacto).


COMO UTILIZAR Scabicin Uso cutâneo.

Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Prurido não específico: Massajar o Scabicin na área afectada até que o
medicamento seja completamente absorvido. Aplicar sempre que necessário até
os sintomas desaparecerem.

Escabiose (sarna):
- Tomar um banho ou duche antes de aplicar este medicamento.
- Secar bem a pele.
- Agitar bem o frasco antes de aplicar a emulsão.
- Evitar que o medicamento entre em contacto com os olhos, boca e nariz.
- Aplicar o Scabicin cobrindo a pele na totalidade do corpo a partir do pescoço
até aos pés, dando especial atenção ás pregas da pele, como a parte de dentro
dos cotovelos e atrás dos joelhos, axilas, virilhas, partes genitais, palmas e entre
os dedos tanto das mãos como dos pés.
- Deixar actuar durante 24 horas. Não lavar o corpo.
- Proceder a uma nova aplicação do medicamento.
- Vestir roupa lavada e mudar a roupa da cama e toalhas, para evitar a
reinfestação.
- Tomar um banho após 48 horas da segunda aplicação.
- Tornar a aplicar o Scabicin nas mãos, após cada lavagem delas, durante o
período do tratamento.
- Pode ser necessário o tratamento concomitante do parceiro sexual, em
especial, e de todos os membros do agregado familiar.
APROVADO EM 28-06-2007 INFARMED Pode-se repetir o tratamento com Scabicin após 7 dias se se verificar o
aparecimento de novos ácaros ou se não se verificar uma melhoria clínica. No
entanto, é de notar que mesmo após um tratamento eficaz (ácaros e ovos
mortos), o prurido pode persistir durante 1 a 2 semanas. Nestas situações, o
Scabicin pode ser aplicado nas áreas afectadas, 2 a 3 vezes por dia, até o
prurido desaparecer.

Se utilizar mais Scabicin do que deveria
Não existe informação específica sobre o efeito dum tratamento excessivo com
aplicações tópicas repetidas, em humanos. Pode ocorrer dermatite de contacto.
Tratamento: não existe um antídoto específico quando da ingestão. São
recomendáveis as medidas gerais para eliminar e reduzir a absorção do
fármaco, combinadas com o tratamento sintomático.

Caso se tenha esquecido de utilizar Scabicin
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de
utilizar.

Se parar de utilizar Scabicin
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu
médico ou farmacêutico.


EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSIVEIS

Como todos os medicamentos, Scabicin pode causar efeitos secundários, no
entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Pode ocorrer dermatite, irritação local não presente antes da terapia ou reacção
alérgica.
Consultar o seu médico assistente se ocorrer alguma destas situações.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos
secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou
farmacêutico.


COMO CONSERVAR Scabicin

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 30ºC.
Manter o recipiente bem fechado.

Não utilize Scabicin após o prazo de validade impresso no rótulo do frasco e na
embalagem exterior após a abreviatura utilizada para prazo de validade. O prazo APROVADO EM 28-06-2007 INFARMED de validade corresponde ao último dia do mês indicado. Não utilize Scabicin se
verificar sinais visíveis de deterioração.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo
doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de
que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.


OUTRAS INFORMAÇÕES Qual a composição de Scabicin

A substância activa é: Crotamiton. Cada mililitro de emulsão cutânea contém
100 mg de Crotamiton.
Os outros componentes são: ácido esteárico, monoestearato de glicerilo,
miristato de isopropilo, glicerol, dimeticone, lanolina acetilada, álcool
cetostearílico, dexpantenol, laurilsulfato de sódio, silicato de alumínio e
magnésio, álcool feniletílico, triclosano, bronopol e água purificada.

Qual o aspecto de Scabicin e conteúdo da embalagem
Scabicin aprsenta-se na forma farmaceutica de emulsão cutânea, branca,
homogénea com pH 5,5-6,5, acondicionada em frasco de Polietileno com tampa
PP.
Embalagem com um frasco com 100 ml de emulsão cutânea.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado
Cosmofarma - Especialidades Farmacêuticas, Lda.
Rua do Arco do Carvalhão, 14 - 1º Esq
1070-009 Lisboa
Portugal

Fabricante
Laboratório Zimaia, S.A.
Rua de Andaluz, nº 38
1050-006 Lisboa
Portugal

Este folheto foi aprovado pela última vez em


DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
  2. Dermatose: Doença que afeta a pele e seus anexos (pêlos, cabelos e unhas).
  3. Sarna: Doença produzida por um parasita chamado Sarcoptes scabiei. Infesta a superfície da pele produzindo coceira e vesículas branco peroladas juntamente com lesões por coçadura. Localiza-se mais freqüentemente nas pregas interdigitais, inguinais e submamárias. ?? contagiosa, passando de pessoa para pessoa por contato íntimo, e por isto muito freqüente em aglomerações humanas (asilos, creches, abrigos). Nestes casos toda a população deve ser tratada ao mesmo tempo.
  4. Parasita: Organismo uni ou multicelular que vive às custas de outro, denominado hospedeiro. A presença de parasitos em um hospedeiro pode produzir diferentes doenças dependendo do tipo de afecção produzida, do estado geral de saúde do hospedeiro, de mecanismos imunológicos envolvidos, etc. São exemplos de parasitas: a sarna, os piolhos, os áscaris (lombrigas), as tênias (solitárias), etc.
  5. Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.

Síguenos

X