UNI-HIOSCIN

Para que serve UNI-HIOSCIN

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


Uni Hioscin

®

butilbrometo de escopolamina

Comprimido revestido


IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO


FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO

Comprimido revestido 10 mg: embalagem contendo 20 comprimidos revestidos.

USO ORAL

USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 6 ANOS


COMPOSIÇÃO


Cada comprimido revestido contém:
butilbrometo de escopolamina ............................................................... 10 mg
Excipientes: lactose, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, celulose microcristalina, dióxido de
silício, silicato de magnésio (talco), macrogol, copolímero de ácido metacrílico, dióxido de titânio.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE


1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

UNI HIOSCIN é indicado para tratamento dos sintomas de cólicas gastrintestinais (estômago e intestinos),
cólicas e movimentos involuntários anormais das vias biliares e cólicas dos órgãos sexuais e urinários.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?


UNI HIOSCIN promove alívio rápido e prolongado de dores, cólicas e desconforto abdominal. O seu início
de ação no aparelho digestivo ocorre entre 20 e 80 minutos depois de ingerido.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Você não deve usar UNI HIOSCIN se tiver miastenia gravis (fraqueza muscular grave); megacólon
(dilatação do intestino grosso); alergia a qualquer componente da fórmula.
Crianças com diarreia aguda ou persistente não devem usar UNI HIOSCIN.
Este medicamento é contraindicado para uso por idosos especialmente sensíveis aos efeitos
secundários dos antimuscarínicos, como secura da boca e retenção urinária.


4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Se a dor abdominal forte e de causa desconhecida persistir ou piorar, ou se estiver associada a sintomas
como febre, náusea, vômito, alteração nos movimentos e ritmo intestinais, aumento da sensibilidade
abdominal, queda da pressão arterial, desmaio, ou presença de sangue nas fezes, você deve procurar um
médico imediatamente.
Se você tiver tendência ao glaucoma (aumento da pressão dentro do olho), obstruções intestinais ou
urinárias ou aceleração do ritmo do coração, deverá ter cautela adicional no uso de UNI HIOSCIN.

Não há dados disponíveis sobre os efeitos na capacidade de dirigir e operar máquinas.

Fertilidade, Gravidez e Amamentação
Existem poucos dados disponíveis sobre o uso de UNI HIOSCIN em mulheres grávidas.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Não há informações suficientes sobre a presença de UNI HIOSCIN no leite materno.
Como medida de precaução, você deve evitar o uso de UNI HIOSCIN durante a gravidez e a amamentação.
Ainda não foi estabelecido o efeito na fertilidade humana.

Interações Medicamentosas
UNI HIOSCIN pode aumentar a ação anticolinérgica (como boca seca, prisão de ventre) de medicamentos
antidepressivos (amitriptilina, imipramina, nortriptilina, mirtazapina, mianserina), antialérgicos
(prometazina, dexclorfeniramina, hidroxizina), antipsicóticos (clorpromazina, flufenazina, haloperidol),

quinidina, amantadina, disopiramida e outros anticolinérgicos (como tiotrópio e ipratrópio, compostos
similares à atropina).
O uso ao mesmo tempo de medicamentos que agem de forma contrária a dopamina, como a
metoclopramida, pode reduzir a atividade de ambos no aparelho digestivo.
UNI HIOSCIN pode aumentar a ação sobre os batimentos do coração das substâncias beta-adrenérgicas
(como salbutamol, fenoterol, salmeterol).
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Evitar calor excessivo (temperatura superior a 40°C); proteger da luz e umidade.
O prazo de validade é de 24 meses a partir da data de fabricação (vide cartucho).
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Aspecto físico:
comprimido revestido branco, circular, biconvexo, liso, contendo núcleo branco.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe
alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.


Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Você deve tomar por via oral os comprimidos revestidos inteiros, com um pouco de líquido.
A não ser que o médico prescreva de maneira diferente, a dose recomendada para adultos e crianças acima
de 6 anos é de 1 a 2 comprimidos revestidos (10-20 mg), 3 a 5 vezes ao dia.
Você não deve administrar UNI HIOSCIN de forma contínua ou por períodos prolongados sem que a causa
da dor abdominal seja investigada.
Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.
Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação
do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação do seu médico ou cirurgião-
dentista.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Continue tomando as próximas doses regularmente no horário habitual. Não duplique a dose na próxima
tomada.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Os eventos, em geral, são leves e desaparecem espontaneamente.
– Reações incomuns: reações na pele, urticária - (placas elevadas na pele, geralmente com coceira), prurido
(coceiras); taquicardia; boca seca; disidrose (alteração na produção de suor).
– Reações raras: retenção urinária (dificuldade para urinar).
– Reações com frequência desconhecida: hipersensibilidade (alergia), rash (vermelhidão na pele), eritema
(manchas vermelhas com elevação da pele), reações anafiláticas (reação alérgica grave), dispneia (falta de
ar); choque anafilático (choque alérgico).
Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis
pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR QUE A INDICADA DESTE
MEDICAMENTO?

Você deve procurar auxílio médico imediatamente. Os sintomas de uma dose excessiva com UNI
HIOSCIN podem incluir boca seca, problemas de visão, taquicardia e dificuldade para urinar.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e
leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de
mais orientações.

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR, NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS

PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Registro MS – 1.0497.1231


UNIÃO QUÍMICA FARMACÊUTICA NACIONAL S/A

Rua Cel. Luiz Tenório de Brito, 90 – Embu-Guaçu – SP

CEP 06900-000 – CNPJ 60.665.981/0001-18 - Indústria Brasileira

Farm. Resp.: Florentino de Jesus Krencas - CRF-SP n° 49136

Fabricado na Unidade Fabril:

Trecho 1 Conjunto 11 Lote 6/12 Polo de Desenvolvimento JK

Brasília –

DF CEP: 72549-555 - CNPJ

60.665.981/0007-03

Indústria Brasileira
SAC 0800 11 1559


Histórico de Alteração para a Bula

Número do expediente

Nome do Assunto

Data da

notificação/petição

Data da aprovação da

petição

Itens alterados

Gerado no momento do

peticionamento

10457 – SIMILAR -

Inclusão Inicial de

Texto de Bula – RDC

60/12

13/09/2013

Não se aplica

Não se aplica

(versão inicial)



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Febre: Elevação da temperatura corporal acima de um valor normal, estabelecido entre 36,7ºC e 37ºC, quando medida na boca.
  2. Glaucoma: Aumento da pressão intra-ocular que se manifesta por dor de cabeça, olho vermelho e, se não tratado, pode produzir perda de visão a longo prazo.
  3. Megacólon: Dilatação anormal do intestino grosso, produzida por defeitos congênitos (megacólon congênito ou doença de Hischprung) ou adquiridos (megacólon tóxico, hipotireoidismo, doença de Chagas, etc.) Associa-se à constipação persistente e episódios de obstrução intestinal.
  4. Salbutamol: Fármaco padrão para o tratamento da asma. Broncodilatador. Inibidor do trabalho de parto prematuro.
  5. Taquicardia: Aumento da freqüência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações (ver).
  6. Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
  7. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X