Vagrecor

Para que serve Vagrecor

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Vagrecor 40 mg comprimidos revestidos por películaValsartanLeia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento podeser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.Se algum destes efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitossecundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.Neste folheto:1. O que é Vagrecor e para que é utilizado2. Antes de tomar Vagrecor3. Como tomar Vagrecor4. Efeitos secundários possíveis5. Como conservar Vagrecor6. Outras informações1. O QUE É VAGRECOR E PARA QUE É

UTILIZADO

Vagrecor pertence a uma classe de medicamentos conhecidos como antagonistas dosreceptores da angiotensina II que ajudam a controlar a pressão arterial elevada.

A

angiotensina II é uma substância produzida pelo organismo que provoca constrição dosvasos sanguíneos, induzindo assim um aumento da pressão arterial. Vagrecor actuabloqueando o efeito da angiotensina II. Consequentemente, os vasos sanguíneos dilatam ea pressão arterial diminui.Vagrecor 40 mg comprimidos revestidos por película pode ser utilizado em duassituações diferentes: para tratamento após um ataque de coração recente (enfarte domiocárdio). "Recente" aquí significa entre 12 horas e 10 dias.Para tratar a insuficiência cardíaca sintomática. Vagrecor é utilizado quando um grupo demedicamentos denominados inibidores da Enzima de Conversão da Angiotensina (ECA)(um medicamento para tratar insuficiência cardíaca) não pode ser utilizado ou pode serutilizado em associação aos inibidores de ECA quando não se podem utilizarbloqueadores-beta (outro medicamento para o tratamento da insuficiência cardíaca).

Os sintomas de insuficiência cardíaca incluem falta de ar e inchaço dos pés e das pernasdevido à acumulação de fluidos. É provocado quando o músculo cardíaco não conseguebombear o sangue com força suficiente para fornecer todo o sangue necessário a todo oorganismo.2.

ANTES DE TOMAR VAGRECOR

Não tome Vagrecor:se tem alergia (hipersensibilidade) ao valsartan ou a qualquer outro componente doVagrecor.Se tiver doença hepática grave.Se estiver grávida de mais de 3 meses (também é melhor evitar tomar Vagrecor no inícioda gravidez - ver secção sobre gravidez).Se algum destes casos se aplicar a si, não tome VagrecorTome especial cuidado com Vagrecor:se sofrer de doença hepática.Se sofrer de doença renal grave ou se está a fazer diálise.Se sofrer de estreitamento da artéria renal.Se tiver sido submetido recentemente a transplante renal (recebeu um novo rim).Se estiver a receber tratamento após um ataque de coração ou para insuficiência cardíaca,o seu médico pode verificar a sua função renal.Se sofrer de doença cardíaca grave que não seja insuficiência cardíaca ou ataque decoração.Se estiver a tomar medicamentos que aumentem a quantidade de potássio no sangue.Estes incluem suplementos de potássio ou substitutos salinos que contenham potássio,medicamentos poupadores de potássio e heparina. Pode ser necessário controlar o nívelde potássio no seu sangue com regularidade.Se sofrer de aldosteronismo. Trata-se de uma doença em que as glândulas supra-renaisproduzem a hormona aldosterona em excesso. Se isto se aplicar a si, o uso de Vagrecornão é recomendado.Se tiver perdido uma grande quantidade de líquidos (desidratação) provocada pordiarreia, vómitos ou doses elevadas de diuréticos.O uso de Vagrecor em crianças e adolescentes não é recomendado (com menos de 18anos de idade).Tem que informar o seu médico se pensa que está (ou pode vir a estar) grávida. Vagrecornão é recomendado no início da gravidez e não pode ser tomado se tiver mais de 3 mesesde gravidez porque pode causar lesões graves no seu bebé se for utilizado naquela fase(ver secção de gravidez).Se algum destes casos se aplicar a si, informe o seu médico antes de tomar Vagrecor.Ao tomar Vagrecor com outros medicamentosInforme o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.Efeito do tratamento pode ser influenciado se o Vagrecor for tomado com determinadosmedicamentos.Pode ser necessário alterar a dose, tomar outras precauções, ou, nalguns casos,interromper o tratamento com um dos medicamentos. Esta situação aplica-se tanto aosmedicamentos de venda por prescrição como aos medicamentos não sujeitos a receita

médica, em especial: outros medicamentos utilizados para baixar a pressão arterial,nomeadamente diuréticos.Medicamentos que aumentam a quantidade de potássio no sangue. Estes incluemsuplementos de potássio ou substitutos salinos que contenham potássio, medicamentospoupadores de potássio e heparina.Determinados tipos de analgésicos denominados medicamentos anti-inflamatórios nãoesteróides (AINEs).Lítio, um medicamento utilizado no tratamento de certos tipos de doença psiquiátrica.Além disso: se estiver a ser tratado após um ataque de coração, não se recomenda aassociação com inibidores da ECA (um medicamento para o tratamento de ataque decoração).Se estiver a ser tratado para insuficiência cardíaca, não se recomenda a associação triplacom inibidores da ECA e bloqueadores-beta (medicamentos para o tratamento deinsuficiencia cardíaca).Ao tomar Vagrecor com alimentos e bebidasPode tomar Vagrecor com ou sem alimentos.Gravidez e aleitamentoConsulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.Tem que informar o seu médico se pensa que está (ou pode vir a estar) grávida.Normalmente o seu médico irá aconselhá-la a interromper o tratamento com Vagrecorantes de engravidar ou assim que você saiba que está grávida e irá aconselhá-la a tomaroutro medicamento para substituição de Vagrecor. Vagrecor não é recomendado no inícioda gravidez e não pode ser tomado se tiver mais de 3 meses de gravidez porque podecausar lesões graves no seu bebé se for utilizado depois do terceiro mês de gravidez.Informe o seu médico caso se encontre a amamentar ou se vai começar a amamentar.Vagrecor não é recomendado para mães que estão a amamentar e o seu médico poderáescolher outro tratamento para si se desejar amamentar, especialmente se o seu bebé forrecém-nascido ou for prematuro.Condução de veículos e utilização de máquinasAntes de conduzir um veículo, utilizar ferramentas ou máquinas, ou desempenhar outrastarefas que requeiram concentração, certifique-se de que sabe como reage aos efeitos deVagrecor Tal como com outros medicamentos utilizados no tratamento da pressão arterialelevada, Vagrecor pode, em casos raros, provocar tonturas e afectar a capacidade deconcentração.Informações importantes sobre alguns componentes de VagrecorVagrecor contém lactose e sorbitol, que são açúcares. Se o seu médico lhe diagnosticouintolerância a alguns açúcares, consulte-o antes de tomar este medicamento.

3.

COMO TOMAR VAGRECOR

Tomar VAGRECOR sempre de acordo com as indicações do médico, de modo a obter osmelhores resultados e reduzir o risco de efeitos secundários. Fale com o seu médico oufarmacêutico se tiver dúvidas. Frequentemente, os doentes com hipertensão arterial nãonotam quaisquer sinais deste problema. Muitos sentem-se perfeitamente normais. Torna-
se assim fundamental que cumpra o calendário de consultas com o seu médico, mesmoquando se sente bem.Após um ataque de coração recente: após um ataque de coração o tratamento égeralmente iniciado logo ao fim de 12 horas, habitualmente com uma dose baixa de 20mg duas vezes por dia. A dose de 20 mg é obtida através da divisão do comprimido de 40mg. O seu médico irá aumentar esta dose de forma gradual ao longo de várias semanasaté uma dose máxima de 160 mg duas vezes por dia. A dose final depende do que cadadoente individualmente conseguir tolerar.Vagrecor pode ser administrado com outro medicamento para o ataque cardíaco, cabendoao seu médico decidir qual o tratamento adequado para si.Insuficiência cardíaca: o tratamento começa geralmente com 40 mg duas vezes por dia.

O

seu médico irá aumentar a dose de forma gradual ao longo de várias semanas até umadose máxima de 160 mg duas vezes por dia. A dose final depende do que cada doenteindividualmente conseguir tolerar.Vagrecor pode ser administrado com outro medicamento para insuficiência cardíaca,cabendo ao seu médico decidir qual o tratamento adequado para si.Pode tomar Vagrecor com ou sem alimentos. Engula o Vagrecor com um copo de água.Tome o Vagrecor todos os dias aproximadamente à mesma hora.Se tomar mais Vagrecor do que deveriaSe sentir tonturas graves e/ou desmaio, deite-se e contacte imediatamente o seu médico.Se accidentalmente tomou demasiados comprimidos, contacte o seu médico,farmacêutico ou hospital.Caso se tenha esquecido de tomar VagrecorNão tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.Caso se tenha esquecido de tomar uma dose tome-a assim que se lembrar. No entanto, seestiver quase na hora de tomar a dose seguinte, não tome a dose que se esqueceu.Se parar de tomar VagrecorInterromper o tratamento com Vagrecor pode agravar a sua doença. Não deixe de tomar omedicamento a menos que seja o seu médico a dizer-lhe que o faça.Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍ

VEIS

Como todos os medicamentos, Vagrecor pode causar efeitos secundários, no entantoestes não se manifestam em todas as pessoas.Estes efeitos secundários podem ocorrer com determinadas frequências que são definidasa seguir:muito frequentes: afecta mais de 1 utilizador em cada 10frequentes: afecta 1 a 10 utilizadores em cada 100pouco frequentes: afecta 1 a 10 utilizadores em cada 1.000raros: afecta 1 a 10 utilizadores em cada 10.000muito raros: afecta menos de 1 utilizador em cada 10.000desconhecido: não é possível estimar uma frequência a partir dos dados disponíveisAlguns sintomas requerem atenção médica imediata:Pode sentir sintomas de angioedema como, por exemplo,inchaço da face, língua ou gargantadificuldade em engolirerupção cutânea e dificuldades em respirarSe sentir algum destes sintomas, consulte imediatamente um médico.Outros efeitos secundários incluem:Frequentes:tonturas, tontura posturalpressão arterial baixa com sintomas como tonturasfunção renal diminuída (sinais de disfunção renal)Pouco frequentes:reacção alérgica com sintomas como erupção cutânea, comichão(prurido), tonturas,inchaço da FACE ou lábios ou da língua ou garganta, dificuldade em respirar ou engolir,tonturas (sinais de angioedema)perda súbita de consciênciasentir-se a rodarfunção renal gravemente reduzida (sinais de falência renal aguda)espasmos musculares, ritmo cardíaco anormal (sinais de hipercaliemia)falta de ar, dificuldade em respirar quando está deitado, inchaço dos pés ou das pernas(sinais de insuficiência cardíaca)dor de cabeçatossedor abdominalnáuseasdiarreiacansaçofraqueza

Desconhecidoserupção cutânea, comichão (prurido), juntamente com alguns dos seguintes sinais ousintomas: febre, dor nas articulações, dor muscular, nódulos linfáticos inchados e/ousintomas semelhantes aos da gripe (sinais de doença do soro)pontos de cor vermelha e púrpura, febre, comichão (sinais de inflamação dos vasossanguíneos também denominado vasculite)hemorragias ou hematomas anormais (sinais de trombocitopenia – diminuição do númerode plaquetas no sangue)dor muscular (mialgia)febre, dores de garganta ou úlceras bucais devido a infecções (sintomas de nível baixo deglóbulos brancos também denominado neutropenia)diminuição do nível de hemoglobina e diminuição da percentagem de glóbulos vermelhosno sangue (o que, em casos graves, pode provocar anemia)aumento do nível de potássio no sangue (o que, em casos graves, pode desencadearespasmos musculares e ritmo cardíaco anormal)elevação dos valores da função hepática (o que pode indicar lesões no fígado) incluindoum aumento do nível de bilirrubina no sangue (o que, em casos graves, pode causar pelee olhos amarelos)aumento do nível de azoto na ureia sanguínea e aumento do nível de creatinina sérica (oque, pode indicar, função renal anormal)A frequência de determinados efeitos secundários pode variar consoante o seu estado. Porexemplo, efeitos secundários como tonturas e função renal diminuída ocorreram commenos frequência em doentes tratados com pressão arterial elevada do que em doentestratados para insuficiência cardíaca ou depois de um ataque de coração recente.Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.5.

COMO CONSERVAR VAGRECOR

Não conservar acima de 30ºC. Conservar na embalagem original para proteger dahumidade.Manter fora do alcance e da vista das crianças.Não utilize Vagrecor após o prazo de validade impresso na embalagem. O prazo devalidade corresponde ao último dia do mês indicado.Não utilize Vagrecor se verificar que a embalagem está danificada ou apresenta sinais deviolação.Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.6. OUTRAS INFORMAÇÕ

ES

Qual a composição de VagrecorA substância activa é o valsartan. Vagrecor 40 mg, cada comprimido contém 40 mg devalsartan;Os outros componentes são: celulose microcristalina (E 460), sílica coloidal anidra (

E

551), sorbitol (E 420), carbonato de magnésio (E 504), amido pré-gelificado, povidonaK-25 (E 1201), fumarato sódico de estearilo, laurilsulfato de sódio, crospovidona Tipo

A

(E 1202). Revestimento: lactose mono-hidratada, hipromelose (E 464), dióxido de titânio(E 171), macrogolVagrecor 40 mg adicionalmente óxido de ferro amarelo (E 172).

Qual o aspecto de Vagrecor e conteúdo da embalagemVagrecor 40 mg: são comprimidos amarelos, com ranhura num dos lados, revestidos,cilíndricos.Embalagem de 7, 14, 28, 56, 98, 280 comprimidos revestidos por película.É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.Titular da Autorização de Introdução no Mercado e FabricanteTitular da Autorização de Introdução no Mercado

Laboratorios LICONSA, S.A.Gran Vía Carlos III, 98, 7th, 08028 Barcelona

ESPANHA

FabricanteLABORATORIOS CINFA, S.A.Olaz – Chipi, 10. Polig. Areta – 31620 Huarte (Pamplona)EspanhaLABORATORIOS LICONSA, S.A.Avda. Miralcampo, nº 7, Polígono Industrial Miralcampo

19200 Azuqueca de Henares (Guadajara)EspanhaPara quaisquer informações sobre este medicamento, queira contactar o Titular daAutorização de Introdução no Mercado.Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço EconómicoEuropeu (EEE) sob as seguintes denominações:

Países Baixos:

Vagrecor 40 mg filmomhulde tablet Alemanha:

Vagrecor 40 mg Filmtabletten

França:

Vagrecor 40 mg comprimé pelliculé Itália:

Vagrecor 40 mg compressa rivestita con film Espanha:

Vagrecor 40 mg comprimidos recubiertos con película

Portugal: VagrecorReino Unido::

Vagrecor 40 mg film-coated tablet

Este folheto foi aprovado pela última vez em



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Bilirrubina: Pigmento amarelo que é produto da degradação da hemoglobina. Quando aumenta no sangue, acima de seus valores normais, pode produzir uma coloração amarelada da pele e mucosas, denominada icterícia. Pode estar aumentado no sangue devido a aumento da produção do mesmo (excesso de degradação de hemoglobina) ou por dificuldade de escoamento normal (p. ex. cálculos biliares, hepatite).
  2. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  3. Febre: Elevação da temperatura corporal acima de um valor normal, estabelecido entre 36,7ºC e 37ºC, quando medida na boca.
  4. Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
  5. Hemorragia: Perda de sangue para um órgão interno (tubo digestivo, cavidade abdominal) ou para o exterior (ferimento arterial). De acordo com o volume e velocidade com a qual se produz o sangramento uma hemorragia pode produzir diferentes manifestações nas pessoas, desde taquicardia, sudorese, palidez cutânea, até o choque.
  6. Glândula: Estrutura do organismo especializada na produção de substâncias que podem ser lançadas na corrente sangüínea (glândulas endócrinas) ou em uma superfície mucosa ou cutânea (glândulas exócrinas). A saliva, o suor, o muco, são exemplos de produtos de glândulas exócrinas. Os hormônios da tireóide, a insulina e os estrógenos são de secreção endócrina.
  7. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  8. Neutropenia: Queda no número de neutrófilos no sangue abaixo de 1000 por milímetro cúbico. Esta é a cifra considerada mínima para manter um sistema imunológico funcionando adequadamente contra os agentes infecciosos mais freqüentes. Quando uma pessoa neutropênica apresenta febre, constitui-se uma situação de ???emergência infecciosa???.
  9. Vasculite: Inflamação da parede de um vaso sangüíneo. ?? produzida por doenças imunológicas e alérgicas. Seus sintomas dependem das áreas afetadas.
  10. Uréia: Produto do metabolismo das proteínas. Indica de forma indireta a eficiência da função renal. Quando existe insuficiência renal, os valores de uréia elevam-se produzindo distúrbios variados (pericardite urêmica, encefalopatia urêmica, etc.).

Síguenos

X