Valaciclovir Arpedex

Para que serve Valaciclovir Arpedex

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


Folheto informativo: Informação para o utilizador

Valaciclovir Arpedex 250 mg Comprimidos revestidos por película Valaciclovir Arpedex 500 mg Comprimidos revestidos por película Valaciclovir Arpedex 1000 mg Comprimidos revestidos por película

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois contém informação importante para si. - Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente. - Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro. - Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros.

O

medicamento pode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.

- Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro. Ver secção 4.

O que contém este folheto: 1. O que é Valaciclovir Arpedex e para que é utilizado 2. O que precisa de saber antes de tomar Valaciclovir Arpedex 3. Como tomar Valaciclovir Arpedex 4. Efeitos secundários possíveis 5. Como conservar Valaciclovir Arpedex 6. Conteúdo da embalagem e outras informações

1. O que é Valaciclovir Arpedex e para que é utilizado

Valaciclovir Arpedex pertence a um grupo de medicamentos designados de antivirais. Funciona ao matar ou impedir o crescimento de vírus como o herpes simplex (VHS), varicela zoster (VVZ) e citomegalovirus (CMV).

Valaciclovir Arpedex pode ser utilizado para: tratamento de herpes zoster - zona (em adultos). Tratamento de infeções por VHS da pele e herpes genital (em adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade). Também pode ser utilizado para ajudar a prevenir o reaparecimento destas infeções. Tratamento de herpes labial (em adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade).

Prevenção de infeções e doenças por citomegalovírus (CMV) após o transplante de órgãos (em adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade). Tratamento e prevenção de infeções por VHS do olho.

2. O que precisa de saber antes de tomar Valaciclovir Arpedex

Não tome Valaciclovir Arpedex Se tem alergia (hipersensibilidade) ao valaciclovir, aciclovir ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6). Não tome Valaciclovir Arpedex se esta situação se aplica a si. Se não tiver a certeza, fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Valaciclovir Arpedex.

Advertências e precauções

Fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro antes de tomar Valaciclovir Arpedex.

Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Valaciclovir Arpedex se: Se tem problemas renais

Se tem problemas hepáticos Se tem mais de 65 anos de idade Se o seu sistema imunitário estiver enfraquecido.

Se não tiver a certeza se as situações acima se aplicam a si, fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Valaciclovir Arpedex.

Previna a transmissão de herpes genital a outros Se estiver a tomar Valaciclovir Arpedex para tratar ou prevenir o herpes genital, ou se tiver tido herpes genital no passado, deve praticar sexo seguro, incluindo o uso de preservativos. Isto é importante para prevenir que transmita a infeção a outros. Não deve ter relações sexuais se tiver pústulas ou bolhas genitais.

Outros medicamentos e Valaciclovir Arpedex Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, ou tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica e/ou medicamentos à base de plantas.

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar outros medicamentos que afetam os rins. Estes incluem: aminoglicosídeos, organoplatinas, meios de contraste iodados, metotrexato, pentamidina, foscarnet, ciclosporina, tacrolimus, cimetidina e probenecida.

Informe sempre o seu médico ou farmacêutico sobre outros medicamentos se estiver a tomar Valaciclovir Arpedex para o tratamento de herpes zoster (zona) ou após um transplante de órgãos.

Gravidez, amamentação e fertilidade Valaciclovir Arpedex não é, normalmente, recomendado durante a gravidez.Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento. O seu médico irá decidir sobre o benefício para si contra o risco para o seu bebé de tomar Valaciclovir Arpedex durante a gravidez ou a amamentação.

Condução de veículos e utilização de máquinas Valaciclovir Arpedex pode causar efeitos secundários que afetam a sua capacidade para conduzir. Não conduza ou opere máquinas a não ser que tenha a certeza que não é afetado.

3. Como tomar Valaciclovir Arpedex

Tome este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico ou farmacêutico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose que deve tomar vai depender do motivo que levou o seu médico a prescrever-lhe Valaciclovir Arpedex. O seu médico irá discutir este assunto consigo.

Para o tratamento de zona A dose habitual é de 1000 mg (um comprimido de 1000 mg ou dois comprimidos de 500 mg), três vezes ao dia. Deve tomar Valaciclovir Arpedex durante sete dias.

Para o tratamento de herpes labial A dose habitual é de 2000 mg (dois comprimidos de 1000 mg ou quatro comprimidos de 500 mg), duas vezes por dia. A segunda dose deve ser tomada 12 horas (não antes de 6 horas) depois da primeira dose. Deve tomar Valaciclovir Arpedex durante apenas um dia (duas doses).

Para o tratamento de infeções por VHS da pele e herpes genital A dose habitual é de 500 mg (1 comprimido de 500 mg ou 2 comprimidos de 250 mg) duas vezes ao dia. Para o primeiro episódio de infeção deve tomar Valaciclovir Arpedex durante 5 dias ou até 10 dias se o seu médico assim o indicar. Para infeções recorrentes, a duração do tratamento é normalmente de 3-5 dias.

Para prevenir o reaparecimento de infeções por VHS depois de as ter tido pela primeira vez A dose habitual é de 1 comprimido de 500 mg uma vez por dia. Algumas pessoas com recorrências frequentes podem beneficiar da toma de 1 comprimido de 250 mg duas vezes por dia. Deve tomar Valaciclovir Arpedex até que o seu médico lhe diga para parar.

Para prevenir que seja infetado por CMV (Citomegalovírus) A dose habitual é de 2000 mg (2 comprimidos de 1000 mg ou 4 comprimidos de 500 mg), quatro vezes ao dia. Deve tomar cada dose com cerca de 6 horas de intervalo. Irá começar a tomar Valaciclovir Arpedex assim que for possível após a cirurgia. Deverá tomar Valaciclovir Arpedex durante aproximadamente 90 dias após a cirurgia, até que o seu médico lhe diga para parar.

O seu médico poderá ajustar a dose de Valaciclovir Arpedex se: Tiver mais do que 65 anos de idade Se tiver um sistema imunitário fraco Se tiver problemas renais Fale com o seu médico antes de tomar Valaciclovir Arpedex se alguma das condições acima descritas se aplica a si.

Ao tomar este medicamento Tome este medicamento por via oral. Engula os comprimidos inteiros com um copo de água. Tome Valaciclovir Arpedex à mesma hora a cada dia. Tome Valaciclovir Arpedex de acordo com as instruções do seu médico ou farmacêutico.

Se tem mais de 65 anos ou problemas renais

É muito importante que enquanto tomar Valaciclovir Arpedex beba água regularmente durante o dia. Isto irá ajudar a reduzir os efeitos secundários que podem afetar o rim ou o sistema nervoso. O seu médico irá acompanhá-lo de perto para detetar sinais destes efeitos secundários. Os efeitos secundários do sistema nervoso podem incluir sensação de confusão ou agitação, ou sensação pouco habitual de sono ou letargia.

Se tomar mais Valaciclovir Arpedex do que deveria Valaciclovir Arpedex não é normalmente perigoso, exceto se tomar demasiado durante vários dias. Se tomar demasiados comprimidos, poderá sentir-se indisposto com náuseas, vómitos, confusão, agitação ou sonolência pouco habitual. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tomar demasiado Valaciclovir Arpedex. Leve a embalagem do medicamento consigo.

Caso se tenha esquecido de tomar Valaciclovir Arpedex Se se esqueceu de tomar Valaciclovir Arpedex, tome-o assim que se lembrar. Contudo, se já for quase altura de tomar a próxima dose, não tome a dose esquecida. Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.

4. Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestem em todas as pessoas. Os efeitos secundários abaixo podem ocorrer com a toma deste medicamento:

Problemas a que necessita estar atento: reações alérgicas graves (anafilaxia). Estas são raras em pessoas a tomar valaciclovir. Os sintomas desenvolvem-se rapidamente e incluem: vermelhidão da cara, erupção cutânea com comichão inchaço dos lábios, face, pescoço e garganta, provocando dificuldade em respirar (angioedema) queda da pressão sanguínea, provocando colapso

Se tiver uma reação alérgica, pare de tomar Valaciclovir Arpedex e consulte um médico imediatamente.

Muito frequentes (afetam mais de 1 em cada 10 pessoas): dor de cabeça

Frequentes (afetam até 1 em cada 10 pessoas) sentir-se enjoado tonturas/vertigens vómitos diarreia reação cutânea após exposição à luz solar (fotossensibilidade) erupção cutânea

Pouco frequentes (afetam até 1 em cada cada 100 pessoas) sensação de confusão ver ou ouvir coisas que não são reais (alucinações) sentir-se muito sonolento tremores sentir-se agitado

Estes efeitos secundários do sistema nervoso ocorrem normalmente em pessoas com problemas renais, em idosos ou em doentes sujeitos a transplante de órgãos a tomar

doses elevadas de 8 g ou mais de valaciclovir por dia. Estes doentes normalmente recuperam quando a toma de valaciclovir é inter ompida ou a dose é reduzida.

Outros efeitos secundários pouco frequentes: dificuldade em respirar (dispneia) mal-estar do estômago erupção cutânea, por vezes com comichão (urticária) dores na parte inferior das costas (dor nos rins)

Efeitos secundários pouco frequentes que podem surgir em análises ao sangue:

redução do número de glóbulos brancos (leucopenia) redução do número de plaquetas no sangue, que são células que ajudam o sangue a coagular (trombocitopenia) aumento de substâncias produzidas pelo fígado.

Raros (afetam até 1 em cada 1000 pessoas) Pouca estabilidade ao andar (desequilíbrio) e falta de coordenação (ataxia) discurso lento e fraca articulação das palavras (disartria) crises epiléticas (convulsões) estado mental alterado (encefalopatia) inconsciência (coma) pensamentos confusos ou perturbadores

Estes efeitos secundários do sistema nervoso ocorrem normalmente em pessoas com problemas renais, em idosos ou em doentes sujeitos a transplante de órgãos a tomar doses elevadas de 8 g ou mais de valaciclovir por dia. Estes doentes normalmente recuperam quando a toma de valaciclovir é inter ompida ou a dose é reduzida.

Outros efeitos secundários raros: problemas renais em que se passa a produzir pouca ou nenhuma urina.

Comunicação de efeitos secundários Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Também poderá comunicar efeitos secundários diretamente ao INFARMED, I.P. através dos contactos abaixo. Ao comunicar efeitos secundários, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.

INFARMED, I.P. Direção de Gestão do Risco de Medicamentos Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53 1749-004 Lisboa Tel: +351 21 798 71 40 Fax: + 351 21 798 73 97 Sítio da internet:

http://extranet.infarmed.pt/page.seram.frontoffice.seramhomepage E-mail: farmacovigilancia@infarmed.pt

5. Como conservar Valaciclovir Arpedex

Conservar a temperatura inferior a 30ºC.

Conservar na embalagem de origem.

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem exterior, após “VAL.”. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.

6. Conteúdo da embalagem e outras informações

Qual a composição de Valaciclovir Arpedex

- A substância ativa é o valaciclovir. Cada comprimido revestido por película de Valaciclovir Arpedex de 250 mg contém 250 mg de valaciclovir (sob a forma de cloridrato). Cada comprimido revestido por película de Valaciclovir Arpedex de 500 mg contém 500 mg de valaciclovir (sob a forma de cloridrato).Cada comprimido revestido por película de Valaciclovir Arpedex de 1000 mg contém 1000 mg de valaciclovir (sob a forma de cloridrato).

- Os outros componentes (excipientes) são: Núcleo do comprimido: povidona K 90, amido pré-gelificado, crospovidona, sílica coloidal anidra e estearato de magnésio. Revestimento: Valaciclovir Arpedex 250 mg e Valaciclovir Arpedex 500 mg: Opadry OY-S-28861 (dióxido de titânio (E171), hipromelose 6 cps, hipromelose 3 cps e macrogol 400). Valaciclovir Arpedex 1000 mg: Opadry YS-1-18043 (dióxido de titânio (E171), hipromelose 6 cps, hipromelose 3 cps, macrogol 400 e polissorbato 80).

Qual o aspeto de Valaciclovir Arpedex e conteúdo da embalagem

Os comprimidos revestidos por película de Valaciclovir Arpedex são oblongos, de cor branca, fornecidos em embalagens “blister” de PVC/PE/PVdC/PE/PVC selado com alumínio.

Valaciclovir Arpedex 250 mg: embalagens de 10 e 60 comprimidos revestidos por película Valaciclovir Arpedex 500 mg: embalagens de 10, 24 e 60 comprimidos revestidos por película Valaciclovir Arpedex 1000 mg: embalagens de 10, 21 e 60 comprimidos revestidos por película

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Farmoz - Sociedade Técnico Medicinal, S.A. Rua da Tapada Grande, n.º 2 Abrunheira 2710-089 Sintra

Portugal

Fabricante

West Pharma – Produções de Especialidades Farmacêuticas, S.A. Rua João de Deus, n.º 11 Venda Nova 2700-486 Amadora Portugal

Atlantic Pharma - Produções Farmacêuticas, S.A. Rua da Tapada Grande, n.º 2 Abrunheira 2710-089 Sintra Portugal

Este folheto foi revisto pela última vez em



DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Aciclovir: Substância análoga da Guanosina, que age como um antimetabólito, à qual os vírus são especialmente susceptíveis. ?? usado especialmente contra o herpes.
  2. Edema: Acúmulo anormal de líquido nos espaços intercelulares dos tecidos ou em diferentes cavidades corporais (peritôneo, pleura, articulações, etc.).
  3. Inconsciência: Distúrbio no estado de alerta, no qual existe uma incapacidade de reconhecer e reagir perante estímulos externos. Pode apresentar-se em tumores, infecções e infartos do sistema nervoso central, assim como também em intoxicações por substâncias endógenas ou exógenas.
  4. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  5. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
  6. Varicela: Doença viral freqüente na infância e caracterizada pela presença de febre e comprometimento do estado geral juntamente com a aparição característica de lesões que têm vários estágios. Primeiro são pequenas manchas avermelhadas, a seguir formam-se pequenas bolhas que finalmente rompem-se deixando uma crosta. ?? contagiosa, mas normalmente não traz maiores conseqüências à criança. As bolhas e suas crostas, se não sofrerem infecção secundária, não deixam cicatriz.
  7. Zoster: Doença produzida pelo mesmo vírus que causa a varicela (Varicela-Zóster)Em pessoas que já tenham tido varicela, o vírus se encontra em forma latente e pode ser reativado produzindo as características manchas avermelhadas, vesículas e crostas no território de distribuição de um determinado nervo. Como seqüela pode deixar neurite (ver), com dores importantes.

Síguenos

X