Xifaxan

Para que serve Xifaxan

Recomendações
Recorde-se que antes de tomar este medicamento deverá consultar o seu médico, a informação que lhe disponibilizamos é meramente orientativa e não substitui em nenhuma ocasião a consulta de um médico ou qualquer profissional de saúde.

LEMBRE-SE, NUNCA use esta informação para automedicar-se. A consulta de um médico é imprescindível.


FOLHETO INFORMATIVO

INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

Xifaxan 200 mg comprimidos revestidos por película
Rifaximina

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois
contém informação importante para si.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.
Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O medicamento
pode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.
Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não
indicados neste folheto, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.

O que contém este folheto:
1. O que é Xifaxan e para que é utilizado
2. O que precisa de saber antes de tomar Xifaxan
3.Como tomar Xifaxan
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Xifaxan
6. Conteúdo da embalagem e outras informações


O que é Xifaxan e para que é utilizado

Xifaxan um é antimicrobiano intestinal. É um novo membro da classe de medicamentos
denominados rifamicinas, mas contrariamente às outras rifamicinas é fracamente
absorvida pelo intestino (menos de 1% da dose administrada), de modo que atua só
contra microrganismos intestinais. Xifaxan é ativo contra a maioria dos microrganismos
patogénios que são responsáveis pela diarreia aguda infeciosa.

O Xifaxan está indicado no tratamento da diarreia aguda infeciosa causada por
microrganismos sensíveis à rifaximina.
A rifaximina está indicada em adultos e crianças com idade superior a 12 anos.

Se não se sentir melhor ou se piorar após 3 dias, tem de consultar um médico.


O que precisa de saber antes de tomar Xifaxan

Não tome Xifaxan:
- se tem alergia (hipersensibilidade) à rifaximina, a qualquer outra rifamicina, ou a
qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6).
- caso de obstrução intestinal e lesões ulcerosas graves do intestino.
Advertências e precauções:
Fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro antes de tomar Xifaxan.
- se apresentar febre e/ou sangue nas fezes deverá consultar o seu médico.
- se a urina aparecer corada de vermelho, após ter tomado Xifaxan deverá informar o seu
médico. Isto deve-se a que a substância ativa (rifaximina), tal como a maioria dos
antimicrobianos da família das rifamicinas, é vermelho-alaranjada. Em situações de
tratamento prolongado, ou quando a mucosa intestinal apresenta lesões, uma pequena
quantidade de rifaximina pode ser absorvida (menos de 1%), o que pode levar a que a
urina tenha a cor vermelha.
- O Xifaxan deve ser descontinuado se os sintomas de diarreia se agravarem.

Outros medicamentos e Xifaxan
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente,
ou se vier a tomar outros medicamentos.

O Xifaxan poderá diminuir a eficácia de anticoncecionais orais contendo estrogénio.
Recomenda-se o uso de medidas anticoncecionais adicionais.

Xifaxan com alimentos
Xifaxan comprimidos revestidos pode ser administrado com ou sem alimentos.

Gravidez, amamentação e fertilidade
Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o
seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.

Em caso de gravidez, como medida de precaução é preferível evitar a utilização de
Xifaxan.

A utilização de Xifaxan em mulheres a amamentar deve ser sujeita à estrita vigilância do
seu médico.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Xifaxan não apresenta efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas.


Como tomar Xifaxan

Tome este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico ou farmacêutico.
Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose recomendada é:
Adultos e crianças com idade superior a 12 anos
600 mg (1 comprimido três vezes ao dia) ou 800 mg (2 comprimidos duas vezes ao dia).

O tratamento não deve exceder 3 dias. Caso os sintomas persistam consulte o seu médico. Xifaxan comprimidos revestidos por película devem ser deglutidos com sumo ou água.

Utilização em crianças e adolescentes
A segurança e a eficácia da rifaximina ainda não foram estabelecidas em crianças com
idade inferior a 12 anos de idade. Não é possível fazer uma recomendação para a
posologia.

Se tomar mais Xifaxan do que deveria
Se acidentalmente tomar uma dose duas ou três vezes superior à que o seu médico
indicou, é provável que não ocorra nada.
Caso tome acidentalmente vários comprimidos, contacte o seu médico ou farmacêutico.
Se possível, leve as embalagens de Xifaxan consigo para que o médico ou farmacêutico
possam ver.

Caso se tenha esquecido de tomar Xifaxan
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Continue o tratamento como estava previsto.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico,
farmacêutico ou enfermeiro.


Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários,
embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Em alguns casos foram observados os seguintes efeitos secundários:
Frequentes (afetam menos de 1 pessoa em 10 e mais de uma pessoa em 100)
Tonturas e cefaleias
Efeitos gastrointestinais indesejáveis ligeiros a moderados como: náuseas, dispepsia,
vómitos, dores/cãmbrias abdominais, prisão de ventre e diarreia. Habitualmente
desaparecem espontaneamente sem que seja necessárias alterações na dose ou suspensão
do tratamento.

Pouco frequentes (afetam menos de uma pessoa em 100 mas mais de uma pessoa em
1.000)

Efeitos gastrointestinais indesejáveis ligeiros a moderados como:dor abdominal,
indigestão, diminuição do paladar e alteração da motilidade gastrointestinal.
Efeitos respiratórios: tosse, garganta seca, dificuldades em respirar e dor de gargantar.
Reações do tipo urticária.
Afrontamentos, aumento da tensão arterial, palpitações e sonolência.

Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não
indicados neste folheto, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.


Como conservar Xifaxan

Conservar a temperatura inferior a 25ºC.

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem exterior,
após "VAL.". O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não utilize este medicamento se verificar sinais visíveis de deterioração.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao
seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas
ajudarão a proteger o ambiente.


Outras informações

Qual a composição de Xifaxan
- A substância ativa é a rifaximina na sua forma polimórfica alfa. Cada comprimido
revestido por película contém 200 mg de rifaximina.
- Os outros componentes são:
Núcleo: carboximetilamido sódico, palmitoesterato de glicerol, sílica coloidal anidra,
talco e celulose microcristalina.
Revestimento:
Hipromelose, dióxido de titânio (E171), edetato dissódico, propilenoglicol e óxido de
ferro vermelho (E172).

Qual o aspecto de Xifaxan e conteúdo da embalagem
Xifaxan apresenta-se na forma de comprimidos revestidos por película de forma circular,
biconvexos e de cor rosa.
Está disponível em embalagens de 12 comprimidos revestidos por película
acondicionados em blisters de PVC/PE/PVDC-Alu.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

BioSaúde - Produtos Farmacêuticos, Lda
Av. José Malhoa - Edifício Malhoa Plaza nº 2, piso-escritório 2.2
1070-325 Lisboa Portugal
Tel.: 00351 217 226 110
Fax: 00351 217 226 119

Sob licença de:
Alfa Wassermann S.p.A.
Itália

Fabricante

Alfa Wassermann S.p.A.
Via Enrico Fermi, 1
IT-65020 Alanno - Pescara
Itália


Este folheto foi revisto pela última vez em





DEFINIÇÕES MÉDICAS
  1. Febre: Elevação da temperatura corporal acima de um valor normal, estabelecido entre 36,7ºC e 37ºC, quando medida na boca.
  2. Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
  3. Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.

Síguenos

X