Zaldiar

Para que serve folheto informativo, informação para o utilizador

Folheto / Bula do Medicamento


Recomendações

  • Sempre verifique que não é alérgica a nenhum dos componentes
  • Lembre-se, sempre verifique com seu médico, a informação que nós oferecemos é indicativa e não de forma alguma substituir a de seu médico ou outro profissional de saúde.




FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR
Zaldiar 37,5 mg/325 mg, comprimidos revestidos por película
Cloridrato de tramadol/Paracetamol
Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento pode ser-lhes
prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detetar quaisquer efeitos secundários não
mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.
Neste folheto:
1. O que é ZALDIAR e para que é utilizado
2. Antes de tomar ZALDIAR
3. Como tomar ZALDIAR
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar ZALDIAR
6. Outras informações

1. O QUE É ZALDIAR E PARA QUE É UTILIZADO
ZALDIAR é uma associação de dois analgésicos, o paracetamol e o tramadol, que atuam em
conjunto para aliviar a sua dor.
ZALDIAR está indicado no tratamento da dor moderada a intensa, quando o seu médico
recomendar a utilização de uma associação de tramadol e paracetamol.
ZALDIAR apenas deve ser tomado por adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade.

2. ANTES DE TOMAR ZALDIAR
Não tome ZALDIAR
Se teve uma reação alérgica (por exemplo erupções na pele, inchaço da face, respiração asmática
ou dificuldades em respirar) depois de tomar paracetamol ou tramadol, ou qualquer outro
componente de ZALDIAR;
Em caso de intoxicação aguda com álcool, comprimidos para dormir, medicamentos para o alívio
da dor ou com outros medicamentos psicotrópicos (medicamentos que afetam o humor e as
emoções);
Se também estiver a tomar inibidores da MAO (certos medicamentos usados para o tratamento da
depressão ou da doença de Parkinson) ou se os tomou nos últimos 14 dias, antes de iniciar o
tratamento com ZALDIAR;
Se sofre de uma doença grave do fígado,
Se sofre de epilepsia que não é controlada pelo seu tratamento usual.




Tome especial cuidado com ZALDIAR
- Se está a tomar outros medicamentos contendo paracetamol ou tramadol;
Se tem problemas hepáticos ou doença de fígado, ou se notou amarelecimento da cor da sua pele
e olhos. Isto pode ser indicativo de icterícia ou problemas nos seus ductos biliares;
Se tem problemas renais;
Se tem dificuldades em respirar, como por exemplo, asma ou problemas pulmonares graves;
Se é epilético ou se já teve convulsões ou crises convulsivas;
Se teve recentemente uma lesão craniana, se entrou em choque ou se teve graves dores de cabeça
associadas a vómitos;
Se está dependente de quaisquer medicamentos, incluindo aqueles utilizados para aliviar a dor,
como por exemplo, morfina;
Se estiver a tomar outros medicamentos para a dor que contenham buprenorfina, nalbufina ou
pentazocina;
Se lhe estiver para lhe ser administrado um anestésico. Informe o seu médico ou dentista de que
está a tomar ZALDIAR.
Se algum dos pontos acima descritos se aplicou a si no passado ou se aplica no presente, durante
o tratamento com ZALDIAR, por favor garanta que o seu médico o sabe. Ele/Ela poderá então
decidir se deverá continuar a tomar este medicamento.
Ao tomar ZALDIAR com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros
medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Importante: Este medicamento contém paracetamol e tramadol. Informe o seu médico se está a
tomar qualquer outro medicamento contendo paracetamol ou tramadol, de modo a que não se
exceda a dose máxima diária.
Não tome ZALDIAR juntamente com inibidores da monoaminoxidase (“IMAOs”) (ver secção
“Não tome Zaldiar”).
ZALDIAR não deve ser tomado em simultâneo com:
- carbamazepina (medicamento vulgarmente usado no tratamento da epilepsia ou de alguns tipos
de dor como episódios de dor intensa na face denominados nevralgia do trigémio).
- buprenorfina, nalbufina ou pentazocina (fármacos tipo opióide que aliviam a dor). O efeito de
alívio da dor pode ser reduzido.
O risco de efeitos secundários aumenta se tomar em simultâneo:
- triptanos (para a enxaqueca) ou inibidores seletivos da recaptação da serotonina “ISRS’s” (para
a depressão). Deverá contactar o seu médico se se sentir confuso, inquieto, febril, com suores,
com movimento descontrolado dos membros ou olhos, movimentos reflexos incontroláveis ou
diarreia.
- tranquilizantes, comprimidos para dormir, outros fármacos que aliviam a dor, como a morfina e
codeína (também usada para tratamento da tosse), baclofeno (um relaxante muscular),
medicamentos usados para baixar a pressão arterial, antidepressores ou medicamentos para o




tratamento de alergias. Poderá sentir-se sonolento ou com sensação de desmaio. Se isto acontecer,
contacte o seu médico.
- antidepressores, anestésicos, neurolépticos (medicamentos que afetam o estado de espírito) ou
bupropiom (usado para ajudar a deixar de fumar).O risco de um ataque pode aumentar. O seu
médico dir-lhe-á se ZALDIAR é adequado para si.
- varfarina ou fenprocumom (para a fluidez do sangue). A eficácia destes medicamentos pode ser
alterada e provocar hemorragia. Qualquer hemorragia prolongada ou inesperada deverá ser
relatada ao seu médico imediatamente.
A eficácia de ZALDIAR pode ser afetada se tomar em simultâneo:
- metoclopramida, domperidona ou ondansetrom (medicamentos para o tratamento de náuseas e
vómitos),
- colestiramina (medicamento para reduzir o colesterol no sangue),
- cetoconazol ou eritromicina (medicamentos para tratar infeções).
O seu médico informá-lo-á de que medicamentos são seguros tomar com ZALDIAR.
Ao tomar ZALDIAR com alimentos e bebidas
ZALDIAR pode fazê-lo sentir-se sonolento. O consumo de álcool também o pode tornar
sonolento, pelo que não se recomenda tomar álcool durante o tratamento com ZALDIAR.
Gravidez e Aleitamento
Devido à presença de tramadol, não deverá utilizar ZALDIAR durante a gravidez. Se durante o
tratamento com ZALDIAR descobrir que está grávida, contacte o seu médico antes de continuar a
tomar mais comprimidos.
Pequenas quantidades de tramadol podem passar para o leite materno. Como tal, não se deve
tomar este medicamento durante o aleitamento.
Condução de veículos e utilização de máquinas
ZALDIAR pode fazê-lo sentir-se sonolento, o que pode afetar a sua capacidade de conduzir ou
utilizar máquinas de forma segura.
Informações importantes sobre alguns componentes de Zaldiar
Contém lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares,
contacte-o antes de tomar este medicamento.

3. COMO TOMAR ZALDIAR
Tomar ZALDIAR sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou
farmacêutico se tiver dúvidas.
Deve tomar ZALDIAR durante o menor período de tempo possível.




A utilização em crianças com idade inferior a 12 anos não é recomendada.
A dose inicial habitual para adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade são 2
comprimidos, a não ser que o seu médico prescreva outra posologia.
Se necessário, doses adicionais podem ser tomadas de acordo com as recomendações do seu
médico. Deve haver um intervalo mínimo de 6 horas entre as tomas.
Não tome mais de 8 comprimidos revestidos por película de ZALDIAR por dia.
Não tome ZALDIAR mais frequentemente do que aquilo que o médico recomendou.
O seu médico pode aumentar o tempo entre doses:
- se tem mais de 75 anos de idade
- se tem um problema de rins ou
- se tem um problema de fígado
Modo de administração:
Os comprimidos devem ser administrados por via oral.
Engula os comprimidos com líquido suficiente. Os comprimidos não devem ser partidos nem
mastigados.
Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver a impressão de que ZALDIAR é demasiado forte
(se se sentir muito sonolento ou se tiver dificuldade em respirar) ou demasiado fraco (se sentir um
inadequado alívio da sua dor).
Se tomar mais ZALDIAR do que deveria:
Nestes casos, contacte imediatamente o seu médico ou farmacêutico, mesmo que se sinta bem.
Existe o risco de danos no fígado que só serão visíveis mais tarde.
Caso se tenha esquecido de tomar ZALDIAR:
Caso se tenha esquecido de tomar os comprimidos, é provável que a dor reapareça. Não tome
uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar. Continue simplesmente a
tomar os comprimidos como anteriormente.
Se parar de tomar ZALDIAR:
Normalmente não existem efeitos pós-tratamento com Zaldiar. No entanto, em casos raros,
pessoas que tomem tramadol durante algum tempo podem sentir-se mal se interromperem o
tratamento abruptamente (ver secção 4.4. “Efeitos secundários possíveis”). Se já toma ZALDIAR
há algum tempo fale com o seu médico se pretender interromper o tratamento, uma vez que o seu
organismo se pode ter habituado ao medicamento.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou
farmacêutico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS




Como todos os medicamentos, ZALDIAR pode ter efeitos secundários, no entanto estes não se
manifestam em todas as pessoas.
Muito frequentes: mais do que 1 em cada 10 pessoas tratadas;
- náuseas,
- tonturas, sonolência.
Frequentes: menos de 1 em cada 10, mas mais do que 1 em cada 100 pessoas tratadas;
- vómitos, problemas digestivos (obstipação, flatulência, diarreia) dor abdominal, boca seca,
- comichão, sudação,
- dor de cabeça, tremores,
- confusão, perturbações do sono, alterações de humor (ansiedade, nervosismo, euforia).
Pouco frequentes: menos de 1 em cada 100, mas mais do que 1 em cada 1000 pessoas tratadas
- aumento das pulsações ou pressão sanguínea, alterações do ritmo cardíaco,
- dor ou dificuldade em urinar,
- reações na pele (por exemplo erupções cutâneas, erupção da pele com comichão (urticária)),
- formigueiro, dormência ou sensação de picadas e pontadas nos membros, zumbidos nos
ouvidos, contrações musculares involuntárias,
- depressão, pesadelos, alucinações (ouvir, ver ou sentir coisas que não existem na realidade),
lapsos de memória,
- dificuldade em engolir, sangue nas fezes,
- arrepios, afrontamentos, dor no peito,
- dificuldades respiratórias.
Raros: menos de 1 em cada 1000, mas mais do que 1 em cada 10000 pessoas tratadas;
- convulsões, dificuldade em coordenar movimentos,
- dependência do medicamento
- visão turva
- perda transitória da consciência (síncope).
As reações abaixo descritas são efeitos secundários reconhecidos em pessoas a tomar
medicamentos contendo apenas tramadol ou apenas paracetamol. No entanto, informe o seu
médico se sentir qualquer um destes sintomas durante o tratamento com ZALDIAR:
- se se sentir desmaiar quando se levanta de uma posição deitada ou sentada, ritmo cardíaco
baixo, desmaio, alterações de apetite, fraqueza muscular, respiração mais fraca ou lenta,
alterações de humor, alterações de atividade, alterações de perceção, agravamento de asma já
diagnosticada.
- em alguns casos raros, é possível, que se desenvolvam erupções cutâneas, indicativas de uma
reação alérgica, com o desenvolvimento de um súbito inchaço da face e pescoço, dificuldades em
respirar ou descida da pressão sanguínea e desmaio. Se isto acontecer, pare o tratamento
imediatamente e consulte o seu médico. Não deve voltar a tomar este medicamento.
Em casos raros, a utilização de medicamentos como o tramadol pode torná-lo dependente dele,
tornando difícil a interrupção do tratamento.
Em ocasiões raras, os doentes que tomam tramadol durante algum tempo podem sentir-se mal
quando se interrompe de repente o tratamento. Podem sentir-se agitadas, ansiosas, nervosas ou




com tremores. Podem estar hiperativas, ter dificuldades em adormecer e sofrer de perturbações ao
nível do estômago e intestinos. Muito poucas pessoas podem sofrer de ataques de pânico,
alucinações, perceções invulgares como comichão, sensação de formigueiro e dormência e
zumbidos nos ouvidos (tinnitus). Informe o seu médico se notar algum dos efeitos adversos
mencionados depois de interromper o tratamento com ZALDIAR.
Em casos excecionais, os exames sanguíneos revelaram certas alterações, como por exemplo,
baixa na contagem das plaquetas, que pode resultar em hemorragias nasais ou sangramento das
gengivas.
A utilização de ZALDIAR juntamente com outros medicamentos anticoagulantes (por exemplo,
fenprocumom, varfarina) pode aumentar o risco de hemorragia. Qualquer hemorragia prolongada
ou inesperada deve ser imediatamente reportada ao seu médico.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detetar quaisquer efeitos secundários não
mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5. COMO CONSERVAR ZALDIAR
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Não utilize ZALDIAR após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e no bordo do
blister, após VAL. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.
Este medicamento não requer condições especiais de conservação.
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao
seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão
ajudar a proteger o ambiente.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES
Qual a composição de ZALDIAR
- As substâncias ativas são o cloridrato de tramadol e o paracetamol.
Um comprimido revestido por película contém 37,5 mg de cloridrato de tramadol e 325 mg de
paracetamol.
- Os outros ingredientes são:
Núcleo: celulose em pó, amido pré-gelificado, carboximetilamido sódico (Tipo A), amido de
milho, estearato de magnésio.
Revestimento: hipromelose, lactose mono-hidratada, dióxido de titânio (E171), macrogol 6000,
óxido amarelo de ferro (E172), propilenoglicol, talco.
Qual o aspeto de ZALDIAR e conteúdo da embalagem




ZALDIAR comprimidos revestidos por película são comprimidos revestidos por película
ligeiramente amarelados, marcados com o logotipo “d” num lado e com “T5” no lado oposto.
ZALDIAR comprimidos revestidos por película são acondicionados em blisters.
ZALDIAR apresenta-se em embalagens de 2, 10, 20, 30, 40, 50, 70, 80, 90 ou 100 comprimidos.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.
Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante
Titular da Autorização de Introdução no Mercado:
Grünenthal, S.A.
Rua Alfredo da Silva, nº 16
2610-016 Amadora
Fabricantes:
Grünenthal GmbH
Zieglerstrasse, 6
D-52078 Aachen
Alemanha
Janssen-Cilag SpA
C. Janssen, I-04010 Borgo San Michele, Latina
Itália
Este medicamento está autorizado no Estados-membro da UE com os seguintes nomes de marca:
Áustria
Zaldiar
Bélgica Zaldiar
Pontalsic
França
Zaldiar




Ixprim
Alemanha
Zaldiar




Dolevar
Grécia
Zaldiar
Hungria

Zaldiar
Islândia Zaldiar
Irlanda Zaldiar
Luxemburgo
Zaldiar
Holanda
Zaldiar
Portugal Zaldiar
Eslovénia
Zaldiar
Espanha Zaldiar
Pontalsic
Reino
Unido
Tramacet

Este folheto informativo foi aprovado em