RICINUS COMMUNIS

Para que serve esta planta medicinai

Informação sobre RICINUS COMMUNIS


RICINUS COMMUNIS


Ricinus communis (L.) - EUPHORBIACEAE

SINONÍMIA HOMEOPÁTICA

Ricinus, Ricinus virilis, Ricinus inermes, R. laevis, R. lividus.

DESCRIÇÃO DA PLANTA

Planta arbustiva, muito ramificada, com caules grossos, glabros fistulosos, com nós salientes, de
coloração verde claro ou púrpura, medindo de 2 a 3 metros de altura. As folhas são simples,
alternas, com pecíolo carnoso, longo e grosso, de limbo palmado, com até 45 cm de diâmetro, com
5 a 10 grandes lobos de ápice agudo e margens serreadas, de coloração verde-azulada. As
inflorescências são terminais ou axilares, piramidais, formando longos cachos com 20 a 30 cm de
comprimento; apresentam flores amarelo-claras, são uni-sexuais, dispondo-se em racemos sub-
paniculados, e perianto simples. As flores-macho localizam-se na parte superior da inflorescência e
as fêmeas, na parte inferior. As flores-macho apresentam cálice membranoso, muitos estames,
enquanto as fêmeas apresentam cálice caduco, ovários com três segmentos, estilos inteiros e óvulos
solitários em cada célula. Os frutos são cápsulas mais ou menos globosas, com contornos
orbiculares, são de cor verde ou verde-azulada, com superfície glabra. Cada fruto encerra três
sementes. As sementes são elípticas, de contorno ovalado medindo de 9 a 12 mm de comprimento
por 7 a 8 mm de largura e 5 a 8 mm de espessura; são convexas na face dorsal e geralmente
achatadas na face ventral, com base arredondada. São lisas, brilhantes, de coloração castanha ou
castanho-avermelhada, estriadas, apresentando manchas que formam desenhos com diferentes
tonalidades variando de pardas até negras, oleosas, de sabor doce e ligeiramente acre.

PARTE EMPREGADA

Sementes maduras, secas.

DESCRIÇÃO DA DROGA

A droga apresenta os caracteres macroscópicos anteriormente descritos.

PREPARAÇÃO DA TINTURA-MÃE

A tintura-mãe de Ricinus communis L. é preparada por maceração ou percolação, de forma que o
teor alcoólico durante e ao final da extração seja de 90% (V/V), segundo a técnica geral de
preparação de tintura-mãe (X.1) Farm. Hom. Bras.

CARACTERÍSTICAS DA TINTURA-MÃE

Líquido de cor amarelo pálido, de odor pouco intenso e praticamente insípido.

IDENTIFICAÇÃO

A. A 1 ml da tintura-mãe, acrescentar 1 ml de água purificada. Agitar. Observa-se o surgimento de
turvação leitosa.

B. Em tubo de ensaio colocar 2 ml da tintura-mãe. Adicionar 1 ml do reagente de Tollens.
Observa-se o desenvolvimento de cor castanho-escura. Em seguida, aquecer em banho-maria
fervente por cerca de 1 minuto. Deixar em repouso por alguns segundos. Observa-se a formação de
precipitado negro.

C. Em tubo de ensaio colocar 1 ml da tintura-mãe. Adicionar, em seguida, 10 gotas de ninidrina a
1% (p/V). Aquecer em banho-maria fervente por cerca de 1 minuto. Observa-se o desenvolvimento
de cor violeta.

D. Em tubo de ensaio colocar 1 ml da tintura-mãe. Em seguida, adicionar 10 gotas de reagente
formado no momento do uso por partes iguais de cloreto férrico a 1% (p/V) e ferricianeto de
potássio a 1% (p/V). Observa-se o desenvolvimento de coloração verde-amarelada.

ENSAIOS

Título em etanol. Deve estar compreendido entre 85 e 95% (V/V).

Resíduo seco
. Deve ser superior a 1,5% (p/V).

Cromatografia em camada delgada
. (V.2.17.1) F. Bras. IV. Desenvolver cromatografia
empregando camada delgada de sílica-gel G. Aplicar sobre a placa 10 ?l da tintura-mãe.
Desenvolver a cromatografia num percurso de 10 cm empregando como fase móvel, a mistura
solvente formada por clorofórmio-acetona-ácido acético glacial (95:4:1). Deixar a placa secar ao ar.
Nebulizar a placa com solução de aldeído anísico a 0,5% (V/V) e aquecer em estufa a 100-105 °C,
por 10 minutos. Observa-se à luz visível uma a duas manchas violetas com Rf próximos a 0,25, duas
outras, vermelhas, com valores Rf próximos a 0,40 e 0,55, as quais passam rapidamente à cor verde
e, uma quinta mancha róseo-violácea com valor Rf próximo a 0,70.
Preparar um segundo cromatograma nas mesmas condições anteriores; nebulizar a placa com
reagente de Dragendorff modificado (iodo bismutato de potássio). Examinar à luz natural.
Observam-se duas manchas alaranjadas com Rf compreendidos entre 0,40 e 0,55.

CONSERVAÇÃO

Em frasco de vidro neutro, âmbar, bem fechado, ao abrigo da luz e do calor.

FORMA DERIVADA

Ponto de partida. Tintura-mãe.

Insumo inerte
. A partir de 1CH ate 3CH ou 1DH até 6DH, utilizar o mesmo teor alcoólico da
tintura mãe. Para as demais dinamizações, seguir a regra geral de preparação de formas
farmacêuticas derivadas.

Método.
Hahnemanniano (XI.I), Korsakoviano (XI.II), Fluxo Contínuo (XI.III); Farm. Hom. Bras.


Dispensação. A partir de 1CH ou 1DH seguindo regra geral de dispensação.

Conservação.
Em frasco de vidro neutro, âmbar, bem fechado, ao abrigo da luz e do calor.


REAGENTES E SOLUÇÕES REAGENTES

Reagente aldeído anísico
A 0,5 ml de aldeído anísico adicionar 10 ml de ácido acético glacial, 85 ml de metanol e 5 ml de
ácido sulfúrico concentrado, seguindo rigorosamente essa ordem e mantendo o frasco em banho de
água fria. Observação: O reagente tem estabilidade limitada e não deve ser utilizado quando
apresentar coloração vermelho-violeta.

Reagente de Tollens
A 10 ml de solução aquosa de nitrato de prata a 5% (p/v) adicionar quantidade suficiente de
hidróxido de amônio ate a formação de precipitado castanho e , subseqüente dissolução do mesmo.
Em seguida adicionar 5 ml de solução de hidróxido de sódio a 10% (p/V). Caso reapareça o
precipitado, adicionar, gota a gota, nova quantidade de hidróxido de amônio ate o desaparecimento
do mesmo. Guardar em frasco escuro, com tampa esmerilhada e, preferencialmente, sob
refrigeração.

Reagente de Dragendorff
Solução A: dissolver 17 g de subnitrato de bismuto e 200 g de ácido tartárico em 800 ml de água
purificada;
Solução B: dissolver 160 g de iodeto de potássio em 400 ml de água purificada;
Solução estoque: solução A + solução B;
Solução para nebulização : 50 ml de solução estoque + 500 ml de água purificada + 100 g de ácido
tartárico.


Document Outline RICINUS COMMUNIS PARTE EMPREGADA Sementes maduras, secas. DESCRI



Síguenos

X